CoronaVac pode impedir todos os casos de hospitalização, diz governo Doria

Vacina apresenta uma eficácia maior do que a vacina contra a gripe comum

12 de janeiro de 2021 | 23h51 | Atualizado há 4 dias

PUBLICIDADE
Conforme dados divulgados pelo Governo do Estado de São Paulo nesta terça-feira (12), em entrevista coletiva, a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, tem aproximadamente 78% de eficácia. Isso para os casos leves, em que há necessidade de assistência, mas a hospitalização não é necessária.

O número varia para 100% quando os casos são graves, em que o paciente precisa ser encaminhado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), ou moderados, em que ele apenas precisa ser hospitalizado. No geral, o imunizante pode prevenir todos os casos da doença em que haja necessidade de ir ao hospital.

Nos casos em geral, em que são englobados os leves, moderados, graves e muito leves, a vacina tem eficácia comprovada de 50,38%. Apesar de parecer baixa, a porcentagem dos casos que o produto do Instituto Butantan previne se equipara à vacina contra a gripe normal, que não supera 50%. Em anos bons, os números variam de 50% a 60%, mas em 2018, por exemplo, a eficácia não ultrapassou 25%, menos da metade da CoronaVac.
TV Cultura
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM