Sem novas mortes, Cascavel ultrapassa 7 mil casos positivos de Covid-19

Dados ainda apresentam que 226 pacientes permanecem ativos com o vírus

16 de setembro de 2020 | 14h44 | Atualizado há 3 dias

PUBLICIDADE
O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel nesta terça-feira (15) indica que 79 novos casos de Covid-19 foram confirmados no município. Com a atualização, o número de confirmações subiu para 7.072, sendo que 6.716 pessoas já estão recuperadas.

Os dados ainda apresentam que 226 pacientes permanecem ativos com o vírus Sars-Cov-2. Além disso, o município ainda contabiliza 130 óbitos em decorrência da doença, sendo assim, conforme o boletim, não foram confirmadas novas mortes nas últimas 24 horas. A taxa de letalidade em Cascavel é de 1,8%.

Dos casos confirmados, 33 estão internados em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), 17 em enfermarias e os demais, 176, em isolamento domiciliar. O boletim também informa que 50 casos estão em monitoramento e, destes, 13 estão internados em leitos de UTI e 37 em enfermaria.


TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS

Cascavel conta, no total, com oito hospitais com UTI, sendo cinco particulares e três públicos. Juntas, as unidades possuem 135 leitos para atender pacientes graves. A taxa de ocupação nessas unidades é de 78,5%, já que 106 leitos estão ocupados e 29 disponíveis.

Os leitos de UTI exclusivos para Covid-19 são, ao todo, 46, sendo 30 no Hospital Universitário, 14 no Hospital de Retaguarda e dois no Hospital São Lucas. Nesses locais, a taxa de ocupação é de 69,5%, com 32 leitos ocupados e 14 disponíveis para internamento.

O município ainda conta com 59 leitos de enfermarias exclusivas para Covid-19. Destes, 28 estão ocupados e 31 livres para receber pacientes.


BANDEIRA LARANJA

Cascavel está pela segunda semana consecutiva em nível de risco moderado de contágio da doença, sob intervenção da bandeira laranja. O município utiliza a matriz de risco desenvolvida pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) e que é composta por cinco níveis: 1- verde, para risco muito baixo; 2- amarelo, para risco baixo; 3- laranja, para risco moderado; 4- vermelho para risco alto; e 5 - roxo - para risco muito alto.

A matriz é calculado através de pontos e com base em alguns aspectos, como a taxa de ocupação de leitos clínicos e de UTI para Covid-19, a previsão e o risco de esgotamento de leitos de UTI, a variação do número de óbitos por Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAGs) nos últimos 14 dias, o coeficiente de casos por 100 mil habitantes e a taxa de positividade para Covid-19.

O nível de risco moderado pede distanciamento social seletivo intermediário, com a adoção de novas ações, entre elas a suspensão de atividades escolares presenciais, que já está em vigor no município desde o início da pandemia, a ampliação das medidas de fiscalização, proibição de qualquer evento de aglomeração, adoção de distanciamento social no ambiente de trabalho, conforme avaliação local, avaliar a suspensão de atividades econômicas não essenciais, com limite de acesso e tempo de uso dos clientes, conforme território, além de adequar de horários diferenciados nos setores econômicos para reduzir aglomeração nos sistemas de transporte público.

Redação Catve.com
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM