Assessor parlamentar nomeado perde quitação eleitoral e é exonerado

18 de setembro de 2020 | 11h42 | Atualizado há 37 dias

PUBLICIDADE
O assessor nomeado no gabinete do vereador Roberto Parra, está com título de eleitor suspenso. Trata-se de Osmar Cabeleireiro, que já foi vereador na casa.

A Catve apurou que de fato ele está sem o título de eleitor em dia e por isso não poderia estar nomeado na função. É que para ser nomeado como assessor parlamentar, que é um cargo público, o indicado deve estar quite com a Justiça Eleitoral.

A Câmara de Vereadores informa que o assessor será exonerado.

"Após checar os dados do assessor Osmar Bispo Santos no Tribunal Superior Eleitoral, não foi possível a emissão da certidão de quitação eleitoral. Diante desta situação, considerando que a quitação eleitoral é requisito para nomeação nessa Casa de Leis em cargos comissionados, o assessor pediu exoneração.

Salienta-se que no ato da nomeação o servidor apresentou toda a documentação necessária, e a época Osmar Bispo Santos estava com os documentos em dia".

A assessoria do vereador diz ainda que, quando Osmar foi nomeado, a situação ele estava regular.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM