Câmara aprova prorrogação da obra do prédio da PF para 2023

03 de agosto de 2020 | 11h18 | Atualizado há 46 dias

PUBLICIDADE
Sem questionamentos, passou com folga o pedido da Polícia Federal para prorrogar por mais dois anos o direito de uso do terreno destinado a sede própria da delegacia. Projeto semelhante foi apreciado em 2017, impondo a data limite para que a obra fosse iniciada era de quatro anos. Mas a obra ainda não começou.

O novo texto foi enviado à Casa de Leis a pedido do novo delegado-chefe, Everton de Oliveira Manso que se fez presente na votação.

O pedido da Polícia Federal é que um artigo da lei, que diz que se a obra não estiver pronta no prazo, todas as benfeitorias construídas serão repassadas da União ao patrimônio. Mas essa solicitação não foi atendida, ou seja, se a construção da nova delegacia da PF não estiver pronta até 2023, tudo o que estiver sobre o terreno, volta à Prefeitura.

Para o delegado, Everton Manso, é natural que a Prefeitura mantivesse o texto.

O valor da obra é de R$ 8 milhões e segundo o delegado, o projeto está em fase de conclusão para então, licitar a construção.

Um detalhe é quanto a localização. Para o delegado, para a população é o ideal por causa dos serviços administrativos, como retirada de passaportes, mas há dificuldade em caso da apreensões de grandes veículos, como caminhões.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM