Quando o fim do ano chegar, como será? - por Luiz Nardelli

02 de junho de 2020 | 10h05 | Atualizado há 142 dias

Por mais que tentamos, analisar de forma coerente, ninguém tem uma resposta de como será o fim de 2020. A pandemia do Coronavírus vive momento de pico. As convenções para eleições municipais chegando, então fica a dúvida: como será o fim de 2020?

PANDEMIA

A pandemia da COVID-19 que a cada dia assusta mais a população, sem remédio, sem vacina e ainda com a necessidade de se manter em pé mesmo com a economia fraca, eis que ninguém, mesmos os mais técnicos da área de saúde e economia, tem um receita completa de como será o ano de 2020 até o final.

ECONOMIA

Mesmo que aos poucos o afrouxamento do Isolamento Social foi dando vazão a rotina normal, comércios e indústrias com portas abertas, a Economia vai de mal a pior. Sem garantia de que empregos serão salvos, empresas tem a retomada econômica e boa parte dos trabalhadores continuam mantendo os empregos, as dúvidas e incertezas pairam sobre todos, ninguém pode garantir de como será o ano de 2020.

POLÍTICA

Ainda que a gente tenha a preocupação e vivendo diferente de anos anteriores, a política partidária caminha devagar. Sem muitas estratégias de como será as eleições. Partidos políticos mesmo em meio à pandemia do Coronavírus, buscam alternativas diferentes visando as eleições municipais.

DIFERENTE

Tudo mudou, reuniões e visitas de pré-candidatos a prefeito e vereadores, não são mais constantes como outrora. As redes Sociais são no momento as únicas ferramentas mais indicadas para divulgação de candidaturas. Não há como montar estratégias de lançamento de candidaturas, não há como fazer reuniões, não há como levar propostas a população olho no olho. Tudo por enquanto está sendo feito eletronicamente. Uma campanha FRIA se avizinha, tudo porque não sabemos como terminará o ano de 2020.

CANDIDATOS

Mesmo com nomes suficientes para construir uma chapa de vereadores para disputa eleitoral, mesmo que partidos tenham nomes para disputar a eleição de prefeito e vice, não há como dizer ou ter a certeza de que as eleições serão normais. Tão pouco poderemos ter uma análise correta sobre quem serão os eleitos para governar o município a partir do ano que vem. Tudo porque, não sabemos como terminará o ano de 2020.

INDICATIVOS I

Ainda que inicio de junho, mês que antecede as convenções municipais para escolha de candidatos, já há indicativos de que alguns que estavam pré-candidatos a prefeito, não demonstram mais tanto interesse como em outrora. Se chamado para vice, já está de bom tamanho.

INDICATIVOS II

Enquanto isso, os pré-candidatos a vereadores, muitos estão voltados as análises de possibilidades. Nos bastidores da política, percebe-se que muitos não estão mais tão afoitos na busca de uma cadeira no Legislativo para o próximo ano. Até mesmo os atuais vereadores, que parecia termos todos na disputa de uma cadeira, já não está bem definido. Nos corredores da Câmara, não é difícil ouvir comentários de que alguns dos atuais, poderão desistir de buscar a reeleição.

FUI !!!

"Não empreenda toda a sua credibilidade no belo discurso do teórico! Aguarde para ver se haverá prática", Valeria de Almeida.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM