Laís Laíny

Celular de integrante do Conselho Nacional do MP é hackeado

12/06/2019 17h54

Virou moda. Depois da invasão do celular do ministro Sérgio Moro, agora o alvo de hackers foi o conselheiro do Ministério Público, Marcelo Weitzel Rabello de Souza. Na terça-feira (11), por volta das 23h, várias mensagens enviadas, supostamente, por Marcelo, em um grupo do Telegram do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

"Aqui é o hacker. Adiantando alguns assuntos que vocês terão de lidar na semana, nada contra vocês que estão aqui, mas ninguém melhor que eu para ter acesso a tudo né", diz a primeira mensagem enviada.

Várias mensagens foram enviadas. Em uma delas, o hacker diz que entrou no celular dos conselheiros para mostrar que acessa o que quiser, quando quiser, mesmo que haja várias verificações de segurança.

"Eu acessei ontem aqui apenas para mostrar que não sou como a mídia diz, que liga para o telefone com número internacional e tampouco com o mesmo número (vide fake News do moro) eu acesso quem eu quiser, quando eu quiser e pode ter verificado em 10 etapas. Ele já pode resgatar a conta dele, e que vocês saibam que eu apenas acessei a lava jato pois havia irregularidades que a população incluindo vocês deveriam saber".

Leia outros artigos de Laís Laíny