Cotidiano

Unidades de saúde de Foz terão como prioridade atendimento de sintomáticos respiratórios

Apenas 10 UBS farão outros atendimentos considerados essenciais


assessoria

As unidades básicas de Saúde de Foz do Iguaçu, a partir de segunda-feira (17), terão como prioridade a atenção aos casos de pacientes sintomáticos respiratórios, devido à crescente demanda registrada desde o início do ano.

Apenas 10 unidades, duas em cada um dos cinco distritos da cidade, seguem com os atendimentos essenciais.

Das 30 unidades de saúde do Município, incluindo a Unidade Padre Ítalo 24h, somente 10 ficarão voltadas aos atendimentos essenciais da saúde, que são pediatria, ginecologia e obstetrícia, pré-natal e puericultura. São elas: AKLP e Vila C Nova (Distrito Norte), São João e Sol de Maio (Nordeste), Vila Yolanda e Maracanã (Oeste), Portal da Foz e Campos do Iguaçu (Leste), Profilurb II e Padre Monti (Sul).

"Estamos mais uma vez reorganizando nossa rede de atendimentos e, neste momento, é fundamental que as unidades básicas de saúde deem suporte a essa situação extraordinária que estamos vivendo. O objetivo é evitar a demora no atendimento e aglomeração nas UPAs e UBS", afirma a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônymo.

Preocupação

A decisão pela nova reorganização dos atendimentos de sintomáticos respiratórios foi referendada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em reunião extraordinária na tarde desta sexta-feira (14).

A medida leva em conta a sobrecarga nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), nas UBS e no Plantão Covid devido ao "boom" de casos pós festividades e viagens de final de ano. Em duas semanas, foram mais de 4.100 novos casos de covid em Foz. A média móvel de casos desta sexta-feira (14) em relação ao dia 30 de dezembro aumentou quase 3.000 %, de 17,57 para 542,12.

Outra preocupação da Vigilância Epidemiológica é em relação à alta taxa de transmissão, que está em 3,85 - o ideal é que esse índice esteja abaixo de 1 para a situação da pandemia ser considerada controlada.

"A vacinação possibilitou que esse aumento de casos não se refletisse tanto nas internações e nos óbitos pela doença. Mas a situação é muito preocupante, porque mesmo as pessoas vacinadas podem se contaminar. Então, mais uma vez, apelamos a todos que cooperem mantendo as medidas básicas de uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos", destaca o prefeito Chico Brasileiro.

Assessoria

** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

Mais lidas de Cotidiano
Últimas notícias de Cotidiano