Nova fase das obras da Ponte da Integração vai empregar mais 150 pessoas

Contratação não será imediata, mas seguirá o avanço das obras, que já estão com 20% dos trabalhos concluídos.

21 de maio de 2020 | 11h58 | Atualizado há 120 dias

PUBLICIDADE
A construção da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu (BR) e Presidente Franco (PY), vai abrir mais 150 postos de trabalho para a nova fase das obras. A contratação não será imediata, mas seguirá o avanço das obras, que já estão com 20% dos trabalhos concluídos.

Segundo o gerente do consórcio, Osman Bove, serão convocados diversos profissionais, como carpinteiros, pintores, armadores, montadores e soldadores, entre outros. Atualmente, há cerca de 350 pessoas no canteiro de obras, a maior parte na margem brasileira. No lado paraguaio, está sendo finalizada a remoção da rocha detonada para, em seguida, serem iniciadas as estruturas de fundações dos pilares da ponte.

A nova ponte sobre o Rio Paraná faz parte de um pacote de investimentos da usina de Itaipu - que totaliza cerca de R$ 800 milhões - em obras estruturantes para a retomada do crescimento de Foz do Iguaçu e região. Só na ponte, o investimento previsto é de aproximadamente R$ 463 milhões, considerando a estrutura, as desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro. A previsão é que a construção termine em meados de 2022.

Os interessados nas vagas devem enviar currículos para osman@consorciopontefoz.com.br.
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM