Encanador lança terceiro livro e enche de orgulho colegas de trabalho

Profissional concilia o dia-a-dia na construção civil com a criação de poesias

22 de janeiro de 2016 | 20h17 | Atualizado há 2144 dias

PUBLICIDADE
É no canteiro de obras que nasce o poeta. Aliás, nasce não, trabalha. Quem vê o encanador Carlos Aparecido Vicente assim, com capacete, andando com canos pra lá e pra cá nem imagina, mas o encanador, que tem formação técnica em meio ambiente, é também o senhor das palavras.

Em meio aos materiais de construção e toda a barulheira de uma obra, nascem as ideias de Carlos, que ele já publicou em dois livros. Agora, ele irá publicas o terceiro e todos eles falando de amor. "Ele fala mais sobre o amor, a vida, a natureza, sobre tudo um pouco".

O primeiro livro foi lançado em 2000 e ele fez tudo sozinho, desde as ideias até a publicação. Depois ganhou ajuda de mais gente. Agora o terceiro livro, com 80 páginas, já está em andamento e a publicação deve ocorrer na metade deste ano.

"Tenho o prazer de escrever, ver que as pessoas gostam. A gente continua porque tem um incentivo das pessoas que leem", conta Carlos.

Ele concilia o trabalho do dia a dia com a poesia levando as ideias do trabalho e escrevendo em casa. "Vem desde criança. Já no primário eu declamava, ganhava concurso de poesia e aí continuei. Não parei mais, é como se fosse um vício".

E no trabalho, é claro que os colegas tem orgulho do talento do Carlos. A estagiária Jordana Tavares já olhou algumas paginas e gostou do que viu. "Achei bem interessante. As poesias dele trazem um conteúdo bem legal", comenta.

Para publicar o segundo livro, o trabalhador teve apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, para que o sonho de divulgar mais poesia fosse realizado.

"Nós ajudamos de uma forma que ele pode lançar esse livro, que já está publicado e estamos colaborando também para o próximo livro que ele está para lançar. Fazemos isso com muito gosto, porque é um trabalhador da categoria, que tem um serviço pesado, árduo, mas que ainda tira um tempinho para fazer poesia. Isso nos dias de hoje é uma coisa muito difícil de ser ver", afirma o presidente do sindicato, Roberto Leal Americano.

O apoio não vem só pela ligação da construção civil, mas também pelo talento que Carlos tem com as palavras.
Jornal da Catve 2ᵃ Edição
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

VEJA TAMBÉM

<