Curitiba - 14/07/2013 20h50 - Atualizado em 14/07/2013 20h50

MP pede liberdade para suspeitos do assassinato de Tayná

A decisão foi tomada após o último depoimento deles



O Ministério Público do Paraná protocolou neste domingo (14) no juízo criminal de plantão de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, pedido de liberdade provisória dos acusados de violentarem e matarem a adolescente Tayná Adriane da Silva. O pedido foi feito pelos promotores de Justiça Ricardo Casseb Lois e Paulo Sergio Markowicz de Lima, que atuam no caso. Por se tratar de pedido urgente, a Justiça deve analisá-lo ainda neste domingo.

O pedido de liberdade está fundamentado no fato de que os acusados já foram interrogados várias vezes no inquérito policial e cederam material genético para confronto com evidências. De acordo com a Promotoria, não seria mais necessária a manutenção da prisão para garantir providências investigatórias. Além disso, os promotores sustentam que os acusados não demonstraram, até o momento, sinais de periculosidade que possa levá-los a praticar novos crimes.

A decisão de requerer a liberdade provisória foi tomada após o último depoimento dos acusados, ocorrido na noite deste sábado, 13 de julho, na Secretaria de Segurança Pública do Paraná, e acompanhado integralmente pelo Ministério Público. Durante o interrogatório, os acusados alegaram inocência e afirmaram que foram torturados para confessar o crime.

Para os promotores de Justiça, as provas que existem contra os acusados no inquérito, até o momento, não são suficientes para iniciar o processo criminal.


Últimas Notícias
Fiorino com registro de furto é recuperado no São Cristóvão
Corpo de Bombeiros é acionado para controlar princípio de incêndio
PR 281: carro e caminhão batem e duas pessoas ficam feridas




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - MOBILE READY