Cascavel

Mães e esposas de detentos reclamam de tratamento que têm recebido na PEC

De acordo com elas, dependendo do plantão nem o banheiro podem usar

19/06/2017 13h52 | Atualizado em 19/06/2017 13h52
As queixas das mães e esposas são em relação ao tratamento que têm recebido na Penitenciária Estadual de Cascavel. Com parentes presos, semanalmente, elas vão na PEC para levar mantimentos ou fazer visitas.

As visitas acontecem sexta, sábado e domingo e, enquanto esperam, as mulheres ficam do lado de fora.

Dependendo do plantão, elas reclamam que nem mesmo o banheiro podem usar.

Esta mãe de um preso veio de São Paulo para fazer a visita e perdeu a viagem já que o benefício está suspenso devido ao atentado sofrido por um agente penitenciário em Toledo.

Há problemas ainda com o que é levado pelas famílias para os detentos.

A revista é feita pela máquina Body Scan. As mulheres criticam o critério utilizado, já que qualquer alteração encontrada inviabiliza a visita.

Todas as reclamações estão elencadas nesta carta escrita pelos detentos. Ela será entregue hoje ao juiz da Vara de Execução Penais, Paulo Damas.

JC1