Curitiba

Homem que se diz policial civil é baleado em troca de tiros em Curitiba

De acordo com o Gaeco, Rosário atua como informante da Polícia Civil

11/04/2016 14h23 | Atualizado em 11/04/2016 14h23
Uma troca de tiros entre ocupantes de dois veículos terminou com um homem baleado na manhã desta segunda-feira (11), em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba. Mauro Sidnei do Rosário foi baleado no ombro e seguiu dirigindo até uma casa hospital da região. O homem é um dos indiciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) suspeito de participar da execução de Ricardo Geffer, suspeito de assassinar o ex-prefeito de Rio Branco do Sul.

De acordo com o Gaeco, Rosário atua como informante da Polícia Civil. Ele se entregou à polícia em outubro do ano passado. Mauro Sidnei do Rosário fazia parte da equipe do delegado Rubens Recalcatti e, segundo testemunhas, seria o informante que estava presente no momento da execução de Ricardo Geffer, em Rio Branco do Sul.

Entenda o caso

Geffer era suspeito de envolvimento na morte do ex-prefeito de Rio Branco do Sul, João Dirceu Nazzari (o "João da Brascal"), de 59 anos, em abril deste ano. Além do político, um funcionário dele, José Antenogenes de Faria, de 47, foi executado a tiros.

Acesse a matéria completa na Banda B

Banda B