Cascavel

Número de mortes e feridos durante feriado é maior que no ano passado

Excesso de velocidade e manobras perigosas foram as principais causas dos acidentes

19/06/2017 13h38 | Atualizado em 19/06/2017 13h38
Quem escolheu voltar para casa nesta manhã de segunda-feira pegou chuva na estrada. Porém, o maior movimento de retorno do feriadão aconteceu mesmo no domingo, com pista seca. As rodovias ficaram com um fluxo de veículos maior em 20%.

O primeiro acidente com mortes aconteceu na BR 163, próximo à Santa Lúcia, na sexta-feira. O condutor de uma moto invadiu a pista contrária e bateu em um caminhão. Ele morreu na hora.

O segundo acidente foi no Trevo Cataratas em Cascavel. Uma carreta não conseguiu parar no semáforo e bateu na traseira de uma Strada, que ficou prensada entre dois caminhões. O passageiro da Strada morreu.

A última ocorrência com óbito foi ontem à tarde, em Nova Laranjeiras na BR 277. O motorista perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e colidiu em um caminhão cegonha. A passageira de 26 anos de idade, morreu.

Nas duas últimas ocorrências, o excesso de velocidade esteve presente.

E muitos motoristas pisaram fundo demais no acelerador no feriadão. A Polícia Rodoviária Federal operou radares móveis e nos 955 quilômetros da circunscrição de Cascavel, 1125 condutores foram flagrados acima do limite de velocidade.

Na região, durante a Operação, 714 condutores foram submetidos ao teste do bafômetro, 29 foram autuados e quatro foram presos. No estado, foram 115 flagrantes.

JC1