Cascavel - 19/05/2017 13h56 - Atualizado em 19/05/2017 15h22

Novo estatuto do desarmamento gera opiniões diferentes

Agora os atiradores podem levar o armamento carregado até os locais de treinamento, o que era proibido antes

Compartilhe
Publicidade


As mudanças anunciadas pelo Governo Federal sobre o estatuto do desarmamento geram opiniões diferentes em Cascavel. A Polícia Federal entende que as novas regras vão fortalecer o próprio estatuto, fracassado desde que foi implantado no país em 2004.

A validade do registro de arma de fogo foi ampliado de três para cinco anos. As forças armadas e as polícias podem agora utilizar armas apreendidas em operações, antes elas eram incineradas.

O atestado de capacidade técnica, documento que comprova a habilidade para manusear uma arma terá que ser renovado a cada 10 anos. Antes o prazo era três anos.

Outra alteração que gerou muita discussão é a que permite aos atiradores de clubes transportar o armamento carregado até os locais de treinamento, o que era proibido. A munição era levada separadamente e manuseada somente no clube. Os associados ainda poderão levar as armas na cintura, desde que estejam no trajeto entre a residência e o treino.

Este presidente de clube de tiro não acredita que as medidas irão trazer riscos à população.

A crítica da Polícia Federal sobre as alterações está relacionada apenas ao fato de as policias só poderem utilizar armamentos apreendidos de cano longo.

Jornal da Catve 1ª Edição




Últimas Notícias
Carreta bitrem é roubada na Fórmula Truck em Londrina
Condutor que bateu carro em árvore é detido
Bombeiros desligam gás após denúncia em prédio no Centro de Cascavel




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY