Brasil - 11/01/2017 17h01 - Atualizado em 11/01/2017 17h15

Pastora destrói Nossa Senhora a marteladas e causa revolta

Imagens foram gravadas por evangélicos em São Paulo e publicadas no Facebook

Compartilhe
Publicidade


Nesta quarta-feira (11), um vídeo publicado no Facebook provoca enorme revolta em todo Brasil. As imagens, gravadas por fiéis de uma igreja evangélica de Botucatu, em São Paulo, mostram uma pastora destruindo uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. A santa é conhecida por ser padroeira dos católicos e do Brasil, tendo, inclusive, um feriado nacional, o doze de outubro. Ajoelhada, a suposta pastora grita o nome de Jesus, enquanto dá marteladas na imagem considerada sagrada. Enquanto ela dá golpes para provar que Nossa Senhora não teria nenhum poder, outros fiéis gritam "aleluia". No Brasil, ataques desse tipo são considerados #Crime pela nossa legislação.

Os fiéis que acompanham a destruição dizem que não aceitam outro Deus a não o senhor. Enquanto isso, uma mulher pede para que se quebre toda a obra que não estaria de acordo com Jesus Cristo. Os evangélicos ainda dizem que a imagem católica era obra do inimigo, mas que agora estava sendo destruída. Enquanto a santa é quadrada, um homem faz uma pregação. Tudo acontece ao ar livre e nenhum transeunte parece se preocupar com o que está acontecendo na frente de seus olhos. Reação diferente, no entanto, tiveram os internautas. "Nossa, isso é um absurdo. A pessoa diz que a imagem está com o demônio, mas é ela quem está agindo com violência contra algo que é sagrado para o outro", argumenta uma internauta.


Até mesmo pessoas evangélicas se mostraram contrárias à destruição. "Também não acredito que uma imagem tenha qualquer poder, mas o que estão fazendo nesse vídeo é um absurdo. É afrontar o que o outro acredita. Eu não gostaria que destruíssem um símbolo que para mim tenha um significado de fé", disse uma mulher no Facebook. Em nota enviada ao site da Revista Veja nesta quarta-feira, o Conselho de Pastores da cidade de Botucatu disse que não participou do quebra-quebra da Santa.

A entidade que coordena as igrejas evangélicas da região ainda diz que não apoia o que chamou de prática de intolerância aos católicos.

blastingnews.com





Últimas Notícias
GDE apreende maconha e veículos
Acadêmicos de Medicina criam vaquinha online para o tratamento de Maria Luísa
Homem é agredido após acidente no Bairro Brasmadeira




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY