Cascavel

Número de crianças desaparecidas em Cascavel preocupa o Conselho Tutelar

É preciso a atenção dos pais principalmente neste período de férias

11/01/2017 13h35 | Atualizado em 11/01/2017 14h02
Os casos parecem que viraram rotina em Cascavel. Crianças e adolescentes desaparecidos. A situação tem preocupado o Conselho Tutelar.

Tatiele Terra, de 10 anos, saiu de casa no dia 13 de dezembro para buscar uma ferramenta no Bairro Universitário e não voltou mais.

Havia a hipótese de que a menina que morava com os avós estivesse ido encontrar a mãe, no entanto esse argumento foi descartado.

O mais recente foi o da menina de 12 anos. Larissa Fernanda de Jesus havia saído de casa no último domingo para ir ao shopping com as amigas e só voltou na terça-feira.

Em Cascavel não há um órgão específico de investigação, mas o apoio aos pais pode vir através do Núcleo de Proteção a Criança e do Adolescente vítimas de crimes, o Nucria, que apesar de ser uma delegacia especializada, não investiga casos de desaparecimento, mas pode auxiliar na busca acionando o órgão responsável.

Jornal da Catve 1ª Edição