Cascavel - 12/04/2016 17h05 - Atualizado em 12/04/2016 17h05

Bancos que descumprirem lei de atendimento podem ser multados em até R$ 500 mil

Dentre as principais determinações, está a regulamentação do tempo de espera para atendimento

Compartilhe
Publicidade


EBC

Os vereadores aprovaram por unanimidade na sessão desta terça-feira (12) o Projeto de Lei nº 04/2016, que regulamenta o atendimento de agências bancárias, cooperativas de crédito e estabelecimentos congêneres em Cascavel. "Nosso objetivo principal é assegurar um melhor atendimento aos milhares de usuários", afirmam os autores.

Proposta pelos vereadores João Paulo de Lima (PSD), Celso Dal Molin (PR) e Jorge Bocasanta (PROS), que compõem a Comissão de Defesa do Consumidor e Fiscalização de Serviços Públicos, a lei revoga, condensa e aperfeiçoa outros nove dispositivos legais hoje existentes.

O estabelecimento que descumprir as regras poderá receber multa de 5.000 UFM (Unidades Fiscais do Município) na primeira reincidência, de 7.000 UFM na segunda reincidência e, caso reincida na irregularidade, pode ser autuado em 14.000 UFM e inclusão do infrator em cadastro público do Procon de Cascavel, divulgado em Diário Oficial. Os valores arrecadados com a aplicação das multas (que podem variar de R$ 187.200,00 até R$ 524.160,00) serão revertidos às entidades assistenciais devidamente cadastradas perante o Município.

Dentre as principais determinações, está a regulamentação do tempo de espera para atendimento, estipulando que isso deverá acontecer em até 20 minutos. Haverá 10 minutos a mais em vésperas ou logo após feriados prolongados. As pessoas com necessidades especiais deverão ser atendidas na metade desse tempo e a os estabelecimentos ficam obrigados a emitir senhas contendo tais informações.

O projeto especifica que todos ficam proibidos de recusar o recebimento de boletos de outras instituições, dentro do prazo de vencimento, mesmo que o usuário não seja cliente. Somente será admitida recusa quando o usuário não for cliente e pretende efetuar o pagamento com cheque ou cartão de crédito.

O texto detalha exigências como a instalação de armários de guarda-volumes nas áreas externas às portas com travamento eletrônico e a instalação de biombos nos caixas eletrônicos, para impedir a visualização, por terceiros, das operações financeiras realizadas. Estabelece, também, obrigações quanto à oferta de banheiros e bebedouros de água para atendimento aos usuários, que deverão ser instalados em lugares de fácil acesso.

O projeto obriga a disponibilização de pelo menos um caixa eletrônico adaptado para pessoa com deficiência, sendo que todos os estabelecimentos também deverão disponibilizar um funcionário com conhecimento na linguagem de Libras.

Assessoria




Últimas Notícias
Ladrão é baleado durante roubo
Com fim do prazo para saída, famílias desmancham casas no Jardim Gramado
Projeto que restringe gratuidade no transporte para idosos é derrubado na Câmara




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY