Brasil - 11/04/2016 14h47 - Atualizado em 11/04/2016 14h48

Vacina contra HPV está disponível para meninas de 9 a 13 anos

As adolescentes devem procurar uma Unidade de Saúde para se vacinar gratuitamente

Compartilhe
Publicidade


Meninas de 9 a 13 anos devem procurar uma Unidade de Saúde e se vacinar gratuitamente contra o HPV.

A vacina protege contra o papilomavírus humano, causador de mais de 70% dos casos de câncer de colo do útero. Atualmente, esse tipo de tumor é o terceiro mais frequente em mulheres e a quarta causa de morte feminina por câncer no Brasil.

"Nossa meta é vacinar, no mínimo, 80% da população feminina nesta faixa etária no Paraná e, com o passar dos anos, reduzir cada vez mais o número de casos no Estado", diz o coordenador estadual de Imunização, João Luís Crivellaro. Segundo estimativas do Inca (Instituto Nacional de Câncer), o Paraná deve contabilizar 860 casos da doença em 2016.

O coordenador explica que a efetividade da vacinação nessa faixa etária diminui a incidência da doença a médio e longo prazo. "Realizando a vacinação agora, é provável que em alguns anos possamos reduzir a mortalidade por câncer de colo de útero".

Após a primeira dose, as meninas vacinadas devem retornar à Unidade de Saúde depois de seis meses para a 2ª dose. "O retorno é muito importante. Para que a imunização seja eficaz, o esquema vacinal deve estar rigorosamente em dia", ressalta Crivellaro. As meninas que já tomaram a primeira dose em outros períodos também devem retornar para garantir a proteção.

PREVENÇÃO

A transmissão do vírus HPV ocorre por via sexual, demandando o uso de preservativos durante a relação sexual. A vacinação, em conjunto com o exame preventivo (Papanicolau), também são maneiras de prevenir esse tipo de tumor.

O exame Papanicolau deve ser realizado em mulheres com vida sexualmente ativa no mínimo uma vez ao ano. Ele detecta precocemente lesões que podem se tornar um câncer de colo do útero. Se diagnosticado com antecedência, as chances de cura são muito grandes.

BALANÇO

A vacina faz parte do esquema vacinal da rede pública de saúde desde 2014. A primeira fase da campanha ultrapassou a quantidade mínima estabelecida pelo Ministério da Saúde. O Estado aplicou 313.180 doses em meninas de 11 a 13 anos, chegando a 121,58% da meta.

Em 2015, a cobertura vacinal diminuiu. Foram 72,39% das meninas de 9 a 11 anos de idade vacinadas no Paraná e 185.459 doses aplicadas.

Por fazer parte do calendário básico de vacinação do SUS, as doses estão disponíveis nas unidades básicas de saúde durante o ano todo. A estratégia de vacinar na faixa etária entre 9 a 13 anos foi definida para imunizar as garotas antes do início da vida sexual.

Aen PR




Últimas Notícias
Cettrans abre processo administrativo após problemas com parquímetros
Ladrão é baleado durante roubo
Com fim do prazo para saída, famílias desmancham casas no Jardim Gramado




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY