Brasil

Relator reafirma que há motivos para abertura de processo de impeachment

O texto foi alvo de críticas por governistas durante debate

11/04/2016 13h02 | Atualizado em 11/04/2016 13h02
Ao defender hoje (11) o seu texto, o deputado Jovair Arantes (PTB-GO), relator do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, insistiu que há motivos suficientes que para abertura de processo por crime de responsabilidade contra Dilma. O texto foi alvo de críticas por governistas durante debate na tarde e noite da última sexta-feira (8) e madrugada de sábado (9).

Arantes classificou as críticas ao relatório como "naturais de quem não tem razão". Ao admitir estar exausto com o trabalho, garantiu que tomou todo o cuidado para apresentar um texto dentro dos requisitos técnicos e jurídicos exigidos pela lei e reafirmou que há indícios suficientes para que o processo tenha andamento.

"Lembro que estamos apenas na fase de admissibilidade. Não há condenação e não estamos afastando a presidente. Devemos analisar apenas se há condições para o andamento do processo. É lá [no Senado] que haverá o julgamento. Se não houver crime, a presidente será absolvida", disse, completando que, ao seu ver, não existe razão para que as investigações não tenham continuidade.

Agência Brasil