Foz do Iguaçu - 09/01/2017 18h03 - Atualizado em 09/01/2017 18h03

Foz do Iguaçu: Observatório Social propõe que vereadores cortem assessores

totalizam hoje 47 assessores na Câmara Municipal

Compartilhe
Publicidade


Foto: Reprodução

O Observatório Social de Foz do Iguaçu demonstrou preocupação com a situação política da cidade e falta de um prefeito eleito, além dos gastos dos poderes. De acordo com o presidente Juliano Bicego, o Observatório teme que a falta de continuidade da gestão possa atrasar a solução de problemas nas áreas de saúde, educação, segurança e infraestrutura.

O observatório mantém a mesma preocupação de quando veio a notícia de que o presidente de Câmara assumiria a prefeitura, devido a falta de continuidade da gestão. É muito provável de quem ganhar a eleição irá montar uma equipe diferente, com nova estrutura e estratégia", disse Bicego.

Sobre a Câmara de Vereadores, o Observatório pretende trabalhar na fiscalização dos gastos e incentivar a diminuição dos cargos comissionados. "Um vereador ter quatro assessores que ganham um ótimo salário e não ter nenhuma justificativa lógica para esses assessores. Entendemos que é imoral ter quatro assessores?, disse o presidente, afirmando que o ideal seria não ter nenhum assessor.

?Foz precisa dessa economia. É um dinheiro que vai para a Câmara, mas que pode voltar no final do ano para a prefeitura. Torcemos que algum vereador apresente esse projeto e a sociedade civil apoie?, disse.

A Câmara de Foz do Iguaçu possui 15 vereadores, onde cada um possui quatro assessores parlamentares, totalizando 47 assessores, sendo cinco para o presidente.

Da redação Catve com Rádio Cultura Foz




Últimas Notícias
Homem leva dois tiros na cabeça em tentativa de assalto em Curitiba
Para líder, governo já tem votos para aprovar reforma da Previdência
Sociedade Rural Brasileira:Carne Fraca pode ter efeitos positivos no agronegócio




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY