Brasil - 12/04/2016 16h46 - Atualizado em 12/04/2016 16h46

Marco Polo Del Nero reassume o comando da CBF

Cartola é suspeito de corrupção

Compartilhe


Marco Polo Del Nero interrompeu sua licença e reassumiu o comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Segundo o departamento de comunicação da entidade, ele está de volta às atividades normais desde a última quinta-feira (07). A licença de Del Nero durou três meses.

O dirigente se afastou da CBF no dia 7 de janeiro com o intuito de preparar sua defesa em relação às acusações de corrupção no processo que corre nos Estados Unidos. Uma reunião de vice-presidentes da entidade, realizada nesta segunda-feira (11), foi o primeiro compromisso depois de sua volta oficial, que, na prática, vinha ocorrendo nas últimas semanas.

Nas presenças do Coronel Nunes, que havia assumido o poder por ser o vice mais velho, além de Fernando Sarney e Gustavo Feijó, o presidente comunicou seu retorno. Os outros vices, Delfim Peixoto e Marcus Vicente, não compareceram.

Na semana passada, Del Nero se sentou à mesa com o técnico Dunga e o coordenador Gilmar Rinaldi, e participou da reunião que cobrou melhores resultados da Seleção Brasileira. Na ocasião, ambos foram confirmados em seus cargos para a Copa América Centenário, que será disputada em junho nos Estados Unidos. Daí para frente, dependerá do desempenho do time.

Em dezembro do ano passado, o FBI anunciou que Marco Polo Del Nero era um dos investigados no megaesquema de corrupção que tem mandado dirigentes à cadeia, entre eles, o ex-presidente da CBF José Maria Marin. Del Nero também é um dos alvos de investigação do Conselho de Ética da Fifa.

AG/ O Sul




Últimas Notícias