05/11/2013 10h32

Médico é flagrado batendo ponto no Posto de Saúde e atendendo em sua cl

Compartilhe


A CPI da Saúde da Câmara Municipal de Cascavel que investiga a gestão municipal e até estadual sobre o atendimento médico no município, composta pelos vereadores Gugu Bueno (PR), João Paulo (PSD) e Jaime Vasatta (PTN), devido as reclamações serem constantes na falta de médicos, resolveu investigar "in loco" e documentar atos de alguns dos profissionais que atendem nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), e nos últimos dias chegou a uma situação espantosa quanto ao atendimento de alguns dos profissionais da saúde pública do município de Cascavel.

FLAGRANTE
Diante do desmando até agora verificado com a investigação da CPI, as imagens postadas aqui demonstra que na realidade não faltam médicos em Cascavel, mas sim profissionais da saúde comprometidos com a comunidade, pois recebem do erário para a prestação de serviço. No caso o médico dr. Jetson, foi flagrado cometendo atos nada compatíveis com o contrato de trabalho que possui com o município de Cascavel. Imagens do flagrante mostram que o médico batia o cartão ponto por volta das 7h, se dirigia a sua clínica particular e por volta das 10h retornava a Unidade Básica de Saúde para novamente bater o cartão, e assim receber pelas 3h de trabalhos prestados ao município conforme contrato de concurso público.

FLAGRANTE I
O flagrante realizado pela Comissão Parlamentar de Investigação da Câmara virou caso de polícia na manhã desta terça-feira (5), quando mais uma vez o médico foi até a Unidade Básica de Saúde, bateu o seu ponto por volta das 7h e dirigiu-se novamente a clínica onde atende particularmente. Como o delegado Júlio Reis da 15ª SDP de Cascavel acompanha o caso, enviou uma equipe a clínica onde estava o médico atendendo particular, e conduziu uma das pacientes do médico atendida na manhã de hoje até a delegacia para comprovar o ato do atendimento na clínica, enquanto o médico deveria estar atendendo na UBS do bairro Faculdade.

FLAGRANTE II
A CATVE que acompanha as investigações da CPI desde a sua criação, hoje (5) desde as primeiras horas da manhã segue as diligências da CPI e da polícia civil no encaminhamento dos trabalhos até agora investigados. Conforme o cartão ponto do servidor público municipal, dr. Jetson comparado as imagens realizadas por membros da CPI comprova que de fato o médico da UBS do bairro Faculdade, contratado para prestar serviços de três horas a população não trabalha mais que UMA HORA por dia, ou seja, desvio de erário para pagamento de servidor sem que este preste os trabalhos a que foi contratado.

OUTROS IMPLICADOS
Conforme a gravação de vídeo e áudio em que membros da CPI através de telefone solicitam a marcação de agenda para atendimento no posto de saúde, fica evidente que o médico tem comparsas dentro das Unidades Básicas de Saúde, uma vez que a atendente e a coordenadora do posto deveriam cuidar do atendimento a população e não das regalias e privilégios ao profissional médico, que apesar de receber do poder público não trabalha para tal. Assim as evidências da falta de médicos em Cascavel e o não atendimento por parte de coordenadores e atendentes das Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento é um caso de polícia, uma vez que estes estão dando prejuízo ao município em receber sem trabalhar.

AUTUADO
O médico Jetson Luiz foi autuado em flagrante e neste momento presta esclarecimento na 15ª SDP.



04/11/2013 13h58

Membros da Mesa Diretora da Câmara de Cascavel, assinaram Resolução sem

Compartilhe


Os vereadores que compõe a Mesa Diretora da Câmara de Cascavel, Presidente Marcio Pacheco (PPL), 1º vice-presidente, Luiz Frare (PDT), 2º vice-presidente, Robertinho Magalhães (PMN), 1º secretário da Mesa, Gugu Bueno (PR) e 2º secretário, Rômulo Quintino (PSL), assinaram resolução de nº 17/2013 na semana passada em que "Regulamenta o controle de ponto e o pagamento de horas extras no âmbito da Câmara Municipal de Cascavel", e que, estava na pauta de votação da sessão de hoje (04).

EMBARAÇO
A resolução assinada sem ser analisada criteriosamente pelos membros da Mesa causou embaraço aos vereadores, principalmente quando detectado que a normativa é oposta aos critérios de um controle mais enérgico ao funcionalismo da Câmara de Vereadores na questão do cartão ponto.

INVERSÃO DE CASO
Para os vereadores, a resolução revoga a obrigatoriedade de servidores administrativos da Câmara em "bater ponto", no caso, alguns gerentes e diretores, e, obriga os assessores parlamentares (assessores de campo do vereador) a fazê-los.

OBRIGATORIEDADE
É fato de que assessores parlamentares, são em uma regra geral, agentes políticos dos vereadores, enquanto que o "chefe de gabinete" e demais servidores da parte administrativa da Câmara, seja concursado ou de nomeados, tem a obrigação de bater o ponto, até porque, eles tem de prestar expediente na Câmara. Ao contrário do assessor parlamentar que acompanha muitas vezes, o vereador em reuniões com a comunidade, sem horário definido.

PEDIDO DE VISTAS
Baseado no disparate da Resolução, o vereador Robertinho Magalhães (PMN), 2º vice-presidente da Mesa Diretora, reuniu-se com os vereadores da Base antes da sessão iniciar hoje pela manhã, e resolveu pedir vistas do Projeto de Resolução para uma melhor análise.



04/11/2013 13h38

Vereadores cascavelenses derrubam oito vetos do Executivo no PPA 2014/2

Compartilhe


Vereadores de Cascavel colocaram 151 emendas no PPA (Plano PluriAnual) 2014/2017 durante a votação ocorrida no mês passado. Dessas apenas 31 foram aprovadas.

VETO
Das 31 emendas aprovadas na ocasião, o prefeito vetou 12. Hoje durante a sessão ordinária realizada nesta manhã, os vereadores derrubaram quatro vetos e mantiveram oito.

SURPRESAS
Para surpresa de muitos dos presentes, os vereadores mantiveram o veto das emendas da própria base, e derrubaram o veto do executivo nas emendas de vereadores tido como de oposição. Sinal que o "rolo compressor" da Câmara, não está compactando muito bem as situações.



01/11/2013 12h21

Projeto de dação de imóveis da Prefeitura para pagamento de dívida atua

Compartilhe


Projeto em pauta
Mais uma vez, parece que o projeto para pagamento da dívida atuarial ao IPMC - Instituto da Previdência do Município de Cascavel -, vai empacar na Câmara de Vereadores. Um dos problemas é o projeto tratar de divida atuarial e não déficit atuarial. Outro problema é a falta de ata de reunião do Conselho para deliberar sobre a retirada de duas áreas de UP (Utilidade Pública) constante na ata da primeira reunião e que; a prefeitura retirou neste segundo projeto enviado a Câmara e não consta a ata do Conselho aprovando ou não a retirada!


Dois Peritos
A Lei federal é clara quando discorre sobre o pagamento a previdência de Déficit atuarial - que não é o caso deste projeto, pois se trata de dívida atuarial-, é necessária a avaliação sobre terrenos, próprios públicos dentre outros, de no mínimo dois peritos. O que não ocorreu nesta avaliação feita por uma só empresa nos imóveis que a Prefeitura se dispõe para pagamento ao IPMC da "divida" atuarial!

Impedimento
A Avaliação feita nos terrenos que a prefeitura dará como dação da divida atuarial ao IPMC - projeto que tramita na Câmara-, tem como avaliador o ex-secretário de Planejamento do Município na gestão anterior, Ronald Drabik. Pois bem, como a dívida é de 2011 e 2012, e Drabik fazia parte da administração quando contraída a dívida, a empresa dele, deveria ser dada como impedida de participar da licitação para avaliação dos imóveis da prefeitura neste caso. Mas nem isso o Conselho teve a capacidade de pensar quando a contratou para avaliar os imóveis. Caso para se pensar!!!



31/10/2013 12h10

CPI da Saúde de Cascavel se reúne com Secretário da Saúde do Paraná, Mi

Compartilhe


Os membros da CPI da Saúde da Câmara de Municipal de Cascavel, composta pelos vereadores Gugu Bueno (PR), João Paulo (PSD) e Jaime Vasatta (PTN), que tinham reunião agendada com o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo na data de ontem (30), as 11:30 hs, em Curitiba, teve de alongar a viagem até Brasília/DF.

AS PRESSAS
Como os vereadores foram a Curitiba para entregar ao secretário Caputo, um pré-relatório da investigação que a CPI da Saúde de Cascavel já possui em mãos, e como o secretário teve de viajar às pressas à Brasília para compromissos inadiáveis, a agenda ficou prejudicada. Porém, o secretário Michele Caputo se comprometeu em reunir com os Membros na manhã de hoje em Brasília. O que fez os vereadores alongarem a viagem e ir a capital federal se reunir com Caputo.

COMPROMISSO
Os vereadores de Cascavel entregaram ao Secretário Caputo, o pré-relatório sobre das investigações até o momento realizado por eles. Também os vereadores conversaram e colocaram para o secretário, alguns dos problemas que há encontros de informações sobre; Leitos, AIH e estrutura física para atender as demandas do município de Cascavel e da região. O que conseguiram de imediato o compromisso do Secretário Caputo quanto ao aumento das AIHs - Autorização de Internação Hospitalar para os hospitais que atendem o SUS.

CIRURGIAS ELETIVAS
Para os membros da CPI, Jaime Vasatta, Gugu Bueno e João Paulo, a visita foi proveitosa, já que o aumento das AIHs, compromissada pelo Secretário, vai "desafogar" um pouco a lista de espera nas cirurgias eletivas.

ESPAÇO FÍSICO
Também ficou pré-compromissado o aumento de mais uma ala para internamentos a ser construída no HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná).


ANÁLISE
Quanto a falta de leitos detectada pela CPI da Saúde até o momento, mesmo com a contradição do Diretor da 10ª Regional de Saúde de Cascavel, Miroslau Bailak, alegar que não faltam leitos em Cascavel, o secretário se comprometeu em conversar com o Diretor da Regional e colocar a secretaria de Estado a disposição dos Membros da CPI, para ajudar na investigação e resolver o problema que assola a Saúde Pública a anos.

PRIMEIRO PASSO
Para os membros da CPI da Saúde de Cascavel, o primeiro passo foi dado, restam agora mais algumas oitivas e fechar o relatório com a ajuda da Secretaria do Estado da Saúde.



30/10/2013 14h36

Redução no repasse do FPM, faz com que prefeituras do Oeste do Paraná t

Compartilhe


O presidente da AMOP (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), José Carlos Mariussi (prefeito de Tupãssi), declarou ontem (29) na Catve FM/91.7, que a redução do FPM - Fundo de Participação dos Municípios, vem prejudicando imensamente as prefeituras "pequenas". Para o presidente Mariussi, Municípios que não possui indústrias e comércio forte, estão passando por momentos de dificuldades, já que o repasse do FPM que sempre foi a maior fatia de arrecadação dos municípios, vem caindo assustadoramente nos últimos anos.

MEIO PERÍODO
Para resolver o problema de alguns dos municípios mais afetado pela redução do FPM, prefeitos debateram o assunto na AMOP e a saída, foi estabelecer trabalho de meio período até dezembro. A economia feita neste período servirá para pagamentos do 13º salário e férias dos servidores no final do ano.

LINHA BRANCA
Para o presidente da AMOP, José Carlos Mariussi, a redução dos impostos nos eletrodomésticos chamados de "linha branca" e das montadoras de veículos, resolveu o problema das empresas, porém, prejudicou os municípios de pequeno porte, ou seja, a União fez caridade com o "chapéu" alheio!



29/10/2013 13h58

Sessão "quente" hoje na Câmara de Vereadores de Cascavel

Compartilhe


Depois de veiculada matéria do vereador Rui Capelão (PPS) onde ele reivindica uma melhor análise do impacto do empréstimo junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) na casa de U$ 28 milhões, e, com o encaminhamento de ofícios às autoridades políticas de Brasília e do Estado, sobre a dação de áreas de UP (Utilidade Pública) da Prefeitura ao IPMC para pagamento de dívida atuarial, eis que uma "bronca" á Capelão, foi feita durante a palavra de interesse público na Tribuna da Câmara no término da Sessão pelo vereador líder da base, Gugu Bueno (PR).

"A BRONCA" I
O vereador Gugu Bueno fez um discurso sobre a tentativa de Capelão barrar o financiamento junto ao BID. Primeiro enalteceu a postura de Capelão, dizendo que: "certamente vereador Capelão, seus ofícios serão lidos e analisados pelos políticos de Brasília e do Estado do Paraná, até pela sua atuação junto ao legislativo cascavelense!".


"A BRONCA" II
Depois disso, veio o discurso mais "nervoso" do dia. "O senhor com todo respeito que merece, vereador do povo, não pode atrapalhar o desenvolvimento de Cascavel, sua intenção de tentar barrar este financiamento, é jogar contra a cidade que amamos ...", e por aí foi. Capelão no alto de sua sabedoria, ouviu calado e calado permaneceu até o encerramento da sessão.



29/10/2013 13h36

Licitação para implantação da TV Câmara de Cascavel sairá do forno esta

Compartilhe


O Assessor de Comunicação da Câmara de Vereadores de Cascavel, Jeferson Lobo, declarou na manhã de hoje (29) que está finalizando o esboço (croqui) dos equipamentos para implantação da TV Câmara. Segundo ele, até amanhã (30) deverá enviar tudo sobre os equipamentos para a Comissão de Licitação da Câmara, iniciar a elaboração do edital da tomada de preços (LICITAÇÃO).

PRIMEIRA FASE
1 - Nesta primeira fase, o projeto prevê quatro câmeras Speed Dome ? câmeras operadas por robô- para inclusão no portal com qualidade Câmeras HD.

2 - Mesa operacional HD Speed Dome.

3 - Media Server capacidade de 500 conexões simultâneas.

4 - Player para inserção no Website



29/10/2013 13h35

A Câmara de Cascavel lançará edital para licitar a reformulação do novo

Compartilhe


EDITAL
O Edital de licitação que já está pronto, consta a implantação do DOSVOX - O sistema operacional DOSVOX permite que pessoas cegas utilizem um microcomputador comum (PC) para desempenhar uma série de tarefas, adquirindo assim um nível alto de independência no estudo e no trabalho -. Tudo para ficar mais acessível à população acessar temas que mais lhes interessam.

NOVO SITE
A empresa vencedora do certame terá que fazer a migração do conteúdo constante do banco de dados do atual portal para a nova Página da Câmara.

CARACTERÍSTICA
Neste projeto do novo site, a população poderá interagir em todos os conteúdos com maior facilidade, para isso, a empresa vencedora terá de desenvolver um aplicativo android dentro da página, para maior interação entre o internauta com os vereadores.

GEORREFERENCIAMENTO
Um dos itens do Edital que oportunizará a população uma interação maior com os vereadores, é a implantação do sistema Georreferenciamento. Onde a população poderá denunciar com fotos, vídeos e por escrito tudo o que acontece no setor público de Cascavel. Com o georreferenciamento e o aplicativo no celular, as denúncias realizadas pelo sistema, cairá direto na "Ouvidoria" da Câmara, que por sua vez, fará uma medição coletiva semanalmente. Depois de coletado as denúncias, estas serão repassadas à Prefeitura e o denunciante, se tiver deixado registrado a denúncia, receberá o retorno sobre o encaminhamento da reclamação.



25/10/2013 15h59

Vereadores de Cascavel iniciaram cedo as articulações para eleição da M

Compartilhe


Parece que nem tudo está "costurado" para ter somente uma chapa na eleição da Mesa Diretora da Câmara no ano que vem para o biênio 2015/2016. Mesmo sendo cedo para dizer alguma coisa sobre o assunto, é público e notório que as articulações sobre esta eleição, já teve início. Vereadores estão se reunindo em grupos pequenos nos gabinetes há dias para discutir a eleição da Mesa Diretora. A tentativa é de mudar toda a estratégia que até agora era dada como certa!

BASE RACHADA?
Alguns vereadores da "base" não contentes com o que estão presenciando nos bastidores sobre as eleições da Mesa Diretora (e que tem o nome de Gugu Bueno [PR] como certo para presidente) articulam um novo grupo, juntando vereadores da base e outros que até o momento não se sabe em que lado estão: se da situação ou oposição, mas se intitulam de ( ou -) independentes. Neste caso teríamos Jaime Vasatta (PTN) como cabeça de chapa.

OUTRO GRUPO
Já uma terceira via está sendo montada no Palácio Legislativo de Cascavel. Um terceiro grupo também se articula para formação de uma chapa, este intitulado de oposição ao Executivo. No caso, o vereador Jorge Menegatti (PSC) seria o candidato a presidente da Mesa Diretora.



Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY