22/04/2014 15h39

Bate boca no final da reunião da Comissão Processante

Compartilhe


Os vereadores que compõem a Comissão Processante da Câmara de Cascavel, para investigar o caso Paulo Bebber, após a retirada do advogado de defesa, Hélio Ideriha Jr., permaneceram na sala debatendo o assunto da pauta.. Rui Capelão se dirigiu aos demais membros solicitando respeito com as atitudes tomadas na apresentação dos documentos sem conhecimentos deles. Declarou aos demais que, "como presidente exijo respeito". Aí foi a vez dos vereador João Paulo já em voz alterada dizer que ele também exige respeito por parte do presidente, já que é vereador desta Casa de Leis. E que a comissão é composta por três membros e não tão somente por Rui Capelão e de alguém que esteja por trás suscitando que tais atitudes sejam tomadas pela Comissão, haja vista este fator não servir de argumento para eles, pois dentro da comissão todos têm o direito de opinar e votar de acordo com o que lhe é atribuído, e não fazer parte de uma Comissão que "parece" já estar com as cartas marcadas, e que algo estranho esteja acontecendo. Ainda não se sabe o que, mas alguma atitude será tomada em breve, Vasatta e João Paulo pretendem ir a promotoria pública relatar o acontecido para tomar providências. Não se descarta a possibilidade de os dois pedirem a retirada dos nomes da Comissão Processante da Câmara.



22/04/2014 15h18

Advogado Ideriha abandona reunião com Comissão Processante

Compartilhe


O advogado de defesa do vereador Paulo Bebber (PR), Hélio Ideriha Jr., abandonou a reunião em que foi convidado a participar nesta tarde (22), pelos membros da Comissão Processante da Câmara, constituída por Rui Capelão (presidente), Jaime Vasatta (relator) e João Paulo (membro), juntamente com o advogado da comissão e o advogado indicado pela OAB de Cascavel.

CARTAS MARCADAS
O advogado se retirou da reunião e declarou a imprensa que está em um processo de cartas marcadas. Segundo o advogado, o presidente da Comissão, Rui Capelão, sem o parecer dos outros dois membros chegou a reunião pautado de documento que cerceia o direito da defesa de Paulo Bebber. Para Ideriha o vereador Rui Capelão imprimiu o sistema (de ditadura) cerceando o direito da ampla defesa, pois o documento apresentado, elaborado por Capelão tão somente, já veio definido que a pauta já estava pré marcada, haja vista o cerceamento de não atender a defesa nos requisitos apresentados dentro do prazo regimental, como: a não aceitação das testemunhas arroladas no processo pela defesa; e também o histórico telefônico solicitado dos números da Câmara Municipal (celulares) e telefones fixos dos gabinetes de todos os vereadores.

CONTRÁRIOS
Os vereadores Jaime Vasatta e João Paulo se demonstraram surpresos com a atitude do presidente da Comissão, Rui Capelão, pois não houve sequer diálogo antes para definir o que a comissão iria propor. Neste momento com a saída de Ideriha ficaram na sala de reuniões, os membros da Comissão acompanhados dos advogados da Comissão e da OAB, e o ambiente começa a ficar insustentável para os desdobramentos da investigação. A atitude de Capelão levou os demais vereadores a suspeitar de que algo por detrás disso tudo está acontecendo... daqui a pouco mais informações.



17/04/2014 17h49

Paulo Bebber é afastado da Câmara pelo Presidente

Compartilhe


O vereador Paulo Bebber (PR) protocolou há pouco na secretaria da Câmara a sua volta a vereança.
Bebber havia pedido licença quando o suposto caso de pedido de propina veio à tona, porém seu pedido de reintegração, a Câmara de Vereadores foi protocolado na Câmara e em menos de uma hora, após o protocolo o Presidente da casa, Márcio Pacheco deferiu o afastamento do vereador, pautado no artigo 67 do regimento interno da Câmara, que diz:

"O Presidente poderá afastar de suas funções o vereador acusado, desde que a denuncia seja recebida pela maioria absoluta dos membros da câmara, convocando o respectivo suplente, até o julgamento final".

Fez o que a lei do Regimento interno determina



17/04/2014 16h02

Paulo Bebber assume o gabinete daqui a pouco

Compartilhe


O vereador Paulo Bebber (PR) que pediu licença logo após o estouro da gravação de suposto pedido de propina, para articulação na votação de uma área rural para área urbana (Loteamento Riviera), depois de cerca de 30 dias afastado, volta no final desta tarde (17), a ocupar a cadeira de vereador. Com isto o suplente Celso Dal Molin, que ora ocupa a vaga de Bebber deverá passar a Páscoa sem ser vereador. Todavia há rumores de que até terça-feira (22), muitas coisas poderão acontecer, até mesmo Paulo Bebber participar da sessão que inicia-se às 9h30 como se afastado a pedido do presidente na justiça, poderá ter que dar nova posse a Dal Molin.



16/04/2014 17h25

Presidente Pacheco enaltece postura de vereadores

Compartilhe


O presidente da Câmara de Vereadores de Cascavel, Márcio Pacheco (PPL), após todos os discursos proferidos na sessão de ontem (15), entre membros de situação e oposição, foi a tribuna e elogiou a postura dos mesmos, já que pelo visto uma trégua entre oposição e situação foi encaminhada dentro do legislativo cascavelense depois dos últimos acontecimentos. Pacheco enalteceu a postura de Rui Capelão, que havia sofrido um "massacre" na segunda-feira dos vereadores da base, contudo aproveitou para enaltecer também a postura daqueles que no dia anterior haviam "incendiado" com os discursos dirigidos a Capelão.



16/04/2014 16h23

Rui Capelão usa a tribuna e não ataca vereadores da situação

Compartilhe


O vereador Rui Capelão (PPS) usou a tribuna da Câmara de Vereadores ontem (15), e fez sua defesa ao "pito" que tomou do vereador Luiz Frare (PDT) na segunda-feira (14). "Nós devemos ser éticos, é o mínimo que a população que confiou seu voto em nós espera".

A íntegra do discurso do vereador.

Imagens: Câmara Municipal de Cascavel



14/04/2014 19h04

Paulo Porto: nosso foco deve ser o suposto caso de propina

Compartilhe


"Nós tivemos há um tempo atrás uma denúncia de todos os vereadores da base contra o Capelão, e agora uma denúncia do Capelão contra o Frare, e nós temos um caso escandaloso de propina e que não é frágil, e entendo que esse deve ser o foco dessa casa, o caso da propina que foi ou não cobrada por um vereador".

"Esse deve ser nosso único foco no momento, é o que a sociedade espera".



14/04/2014 18h38

Pacheco pede cautela aos vereadores em seus comportamentos

Compartilhe


Pacheco fez uso da palavra para mencionar os últimos fatos que ora vêm acontecendo no Legislativo cascavelense. Para ele o intuito do Legislativo não é as críticas entre vereadores, o debate é pertinente, porém vem se manchando ao longo desta legislatura com ataques pessoais, e que isso não é bom para o poder. Não disse com essas palavras, mas "cautela e caldo de galinha" não faz mal a ninguém.



14/04/2014 18h38

Vereador Gugu menciona hipocrisia de Capelão parafraseando filósofos

Compartilhe


O vereador Gugu Bueno (PR) bater firme hoje (14), na tribuna da Câmara, quando mencionou na palavra livre o ato do vereador Rui Capelão (PPS) denunciar Luiz Frare (PDT) como coparticipante da empresa Onça Construtora denunciado no Conselho de Ética da Câmara de Vereadores na semana passada por Capelão. Utilizou de filósofos para contrapor a hipocrisia direcionada sobre o fato. Também utilizou de argumentos de um projeto contra o álcool para suscitar "se beber não dirija", "se dirigir não venha a Câmara".



14/04/2014 17h50

Frare se pronuncia sobre o desrespeito da denúncia sofrida por Capelão

Compartilhe


O vereador Luiz Frare (PDT) utilizou a tribuna da Câmara hoje (14) para relatar alguns fatos sobre a denúncia de Rui Capelão (PPS), em que alega que ele tem participação na empresa Onça Construtora, que venceu o processo licitatório da construção do terminal de passageiros do Aeroporto Municipal. Frare desancou para cima de Capelão e este ouviu calado.



Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY