11/04/2014 17h52

Defensores do vereador Paulo Bebber protocolam defesa na Câmara

Compartilhe


Nesta tarde (11), foi protocolado na Comissão Processante que investiga o caso Bebber (suposto pedido de propina para aprovação de projeto) que transformaria a área rural em área urbana para edificação de 2089 casas, no projeto Minha Casa Minha Vida da Caixa Econômica Federal.

TESTEMUNHAS
A defesa de Paulo Bebber arrolou como testemunhas a Comissão os seguintes nomes: Rogério Lunardelli, Josué Valério Mazzo, Marcus Vinícius Pires de Souza, vereadores Luiz Frare, Gugu Bueno, Jorge Menegatti e o presidente da Casa, Mário Pacheco. Também indicou Paulo Felipe Taborda Bebber, Fabiano Raduntz e Roque Maculan.

SOLICITAÇÃO
Paulo Bebber solicitou a perícia do áudio em que fora gravado, o extrato telefônico de todos os vereadores e dos telefones dos gabinetes dos mesmos, dos meses de novembro e dezembro de 2013, e janeiro e fevereiro 2014. Na petição protocolada a defesa alega que não se trata de quebra do sigilo telefônico sem permissão judicial, mas sim dos extratos dos telefones utilizados pelos vereadores, e que são da Câmara, e foi além, diz que reserva-se no direito de discutir o mérito da causa em momento processual e frisou que depois de ouvir todas as testemunhas e apresentação dos documentos solicitados ele também quer ser ouvido pela Comissão Processante da Câmara Municipal de Cascavel.


11/04/2014 10h04

Denúncia arquivada na Câmara de Cascavel, pode parar na Justiça

Compartilhe


A Câmara de Cascavel até o início de mês (abril), não possuía um Conselho de Ética ativado, o que existia tão somente era a Comissão de ética criada na década passada, porém, não havia membros (vereadores) designados para apurar quaisquer denúncia de quebra de decoro por parte de algum dos vereador.

DENÚNCIA
Em 02/12/2013 foi protocolada pela Comissão de Economia e Finanças da Câmara, Claudio Gaiteiro (PSL), Luiz Frare (PDT) e Walmir Severgnini (PROS), denúncia contra o vereador Rui Capelão (PPS) - que hoje integra como presidente a Comissão Processante que investiga o caso Bebber -, por suposta quebra de decoro parlamentar quando em plenário, usou palavras que no entendimento da comissão de Economia, denegriu a imagem dos vereadores.

ARQUIVAMENTO
A procuradoria da Câmara, durante esta semana deu parecer sobre a denúncia e indicou ao presidente o arquivamento, pois não havia consistência nas denúncias feitas pelos membros da Comissão. O que foi seguida pelo presidente, Marcio Pacheco. A denúncia foi arquivada.

NOVA SITUAÇÃO
Depois de ter dado publicidade 120 dias após a denúncia, os membros da Comissão de Finanças, analisam a possibilidade de entrar na Justiça contra a decisão do procurador da Câmara. Para isso, os vereadores pensam em contratar uma banca de advogados para decidir quais serão as medidas tomadas quanto ao caso.

COMISSÃO
Como o regimento da Câmara prevê que na criação das comissões no início de cada legislatura, (Cascavel conta com 10 comissões), também teria de ser designado os vereadores para compor a Comissão de ética, e isso não aconteceu, os vereadores poderão representar na Justiça o presidente da Casa que não cumpriu com o dever. O caso tá complicado por todos os lados na Câmara!!!


11/04/2014 09h27

Protocolo da defesa de Bebber na Câmara será as 14h30

Compartilhe


Com muita especulação e pouca ação, o caso que envolve o vereador Paulo Bebber (PR), licenciado do Legislativo cascavelense, terá mais um desfecho hoje (11).

DEFESA
Informações dão conta que as 14:30 hs de hoje, será protocolada na Comissão Processante da Câmara de Vereadores de Cascavel, a defesa do Vereador. Segundo informações, a Comissão aguarda o protocolo para dar inicio as oitivas e análises que envolve muita gente; vão desde corretores de imóveis, vereadores, assessores e uma vasta documentação.

O CASO
O caso veio a tona em 18 de março deste ano, quando uma gravação de áudio foi divulgada na mídia e na 7ª Promotoria do Patrimônio Público. Na gravação, há várias interpretações em que aparece um diálogo entre Bebber e o corretor Marcio Ireno. Apesar do caso ainda estar na esfera das suposições e ao meio de investigação, haja vista um suposto pedido de propina para aprovar um projeto na Câmara para transformar uma área rural em urbana, tudo indica que muita "água vai rolar por baixo desta ponte".

ARMAÇÃO
Para alguns, houve armação na referida gravação. Alguns alegam que partiu de alguém de dentro da Câmara. Outros buscam informações de qual telefone celular foi gravado e quais são as motivações para isso. De todo modo, a gravação existe, o pedido de propina existe. Resta saber agora quem são os demais envolvidos além do vereador Bebber e do corretor de imóveis Marcio Ireno, e quem são aqueles que deram suporte ao autor da gravação. Porque se partiu de algum vereador, e demorou tanto tempo para dar publicidade ao caso, no mínimo prevaricou, e se prevaricou, cometeu quebra de decoro parlamentar. Então tem muita coisa ainda para acontecer......


09/04/2014 12h03

Gugu Bueno contrapõe Capelão e "pauleira" é estabelecida

Compartilhe


O vereador e presidente da CPI da Saúde, Gugu Bueno (PR), após ouvir atentamente o discurso prolatado por Rui Capelão (PPS), no plenário da Câmara de Vereadores ontem (8), defendendo a gestão da Saúde do Estado e contrapondo as críticas feitas pelos membros da CPI da Saúde de que pessoas estão morrendo por falta de leitos em Cascavel, que segundo Gugu Bueno ultrapassa a casa dos 80%, comparado com 2013, eis que Gugu fez menção de que Rui Capelão está se comportando como o vereador do povo, enquanto isso esquece que a saúde não está funcionando nem em Cascavel e nem no Estado.

Áudio: Câmara de Vereadores


09/04/2014 11h58

Rui Capelão "arrebenta" com Gugu Bueno em plenário

Compartilhe


O vereador Rui Capelão (PPS) tem se comportado de forma, até o momento, como oposicionista ao governo municipal. Diante disso Rui Capelão tem criticado severamente seus pares (vereadores da base) no plenário, todavia defende veementemente o governo estadual, citando o diretor da 10ª Regional de Saúde, Miroslau Bailak, como exemplo de gestão, denegrindo assim o trabalho da CPI da Saúde, presidida por Gugu Bueno (PR).

Áudio: Câmara de Vereadores


09/04/2014 11h51

Presidente Marcio Pacheco puxa orelha de seus vereadores

Compartilhe


Ao término da sessão ordinária de ontem (8), o presidente Marcio Pacheco após várias sessões em que os vereadores estavam se comportando de forma inadequada para um plenário legislativo, quando na hora da palavra livre aos parlamentares, a maioria abandona o plenário deixando assim os inscritos falando praticamente "para as cadeiras". Pacheco deu um "pito" e a esperança é que nas próximas sessões os vereadores mesmo não se inscrevendo para falar permaneçam até o encerramento das sessões.

Áudio: Câmara de Vereadores


09/04/2014 11h49

Eucatur é homenageada pela Câmara Municipal pelos seus 50 anos

Compartilhe


O empresário Assis Marcos Gurgacz recebeu ontem (8), na Câmara de Vereadores honraria de louvor e congratulações pelos 50 anos da empresa Eucatur. O presidente da Casa, Marcio Pacheco fez um relato desde a fundação da Eucatur até seu aniversário de meio século. Após o pronunciamento e o recebimento da comenda o empresário Assis Marcos Gurgacz falou sobre a empresa e agradeceu os vereadores pela homenagem.

Áudio: Câmara de Vereadores


09/04/2014 11h06

Empresa Onça faz com que o Vereador Capelão denuncie Frare no Conselho

Compartilhe


Na terça-feira (08) o vereador Rui Capelão (PPS) surpreendeu a todos na Câmara de Cascavel, quando minutos antes da sessão ordinária, protocolou na Secretaria da Casa, requerimento denunciando o vereador Luiz Frare (PDT) por quebra de Decoro Parlamentar, no Conselho de Ética por suposta "parceria" com a empresa construtora Onça, que venceu a licitação para construção do terminal de passageiros do Aeroporto de Cascavel. Áudio de Frare falando da Onça Construtora já foi publicado nesta coluna em 26/02/2014 conforme o link http://catve.tv/RgBg.


09/04/2014 10h46

"Guerra" entre Capelão e Frare na Câmara de Cascavel é estabelecida

Compartilhe


Em 28 de novembro de 2013, vereadores da Comissão de Economia e Finanças da Câmara de Cascavel, Claudio Gaiteiro PSL), Luiz Frare (PDT) e Walmir Severgnini (PROS) protocolaram junto a Secretaria da Casa, representação de nº 1 de 2013, endereçada ao Exmo. Senhor presidente, Marcio José Pacheco Ramos, solicitando a instauração de processo disciplinar contra o Vereador Rui Capelão Cardoso (PPS), perante o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa de Leis, pelas suas constantes acusações no Plenário Legislativo, que configuram modo incompatível com a dignidade da Câmara e a falta de decoro parlamentar na sua conduta pública, conforme os fatos e provas apontadas que estão descritas no (fac-simile) abaixo.

FATOS
Segundo os vereadores da Comissão, o vereador Rui Capelão cometeu quebra de Decoro Parlamentar quando em plenário utilizou-se da prerrogativa de imunidade, e desferiu agressões verbais ao se referir a Comissão ... "que acredita que existe cunho de irresponsabilidade muitas vezes da análise (parecer) das matérias para se trazer para votação..." e foi além em seu discurso, ",,, é realmente nós sabemos que existe dois caminhos, enquanto o caminho deveria ser um só, da sinceridade, da honestidade e da responsabilidade...". Em outro trecho do discurso, Capelão refere-se a ele, dizendo que não faz projetos de interesse pessoal, todavia disse "... se eu fosse viver de propina talvez eu viesse aqui para fazer projetos de interesses pessoais de pessoas né...".

INTERPRETAÇÃO
Na interpretação dos membros da Comissão de Economia e Finanças, ele cometeu quebra de Decoro ao dizer que não vive de propina, no entendimento dos vereadores, se ele alegou em plenário que não vive de propina, então é porque os demais vereadores da Câmara vivem?

CONSELHO
Vale lembrar que a representação protocolada para análise do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar já está arquivada com parecer da Procuradoria da Câmara, haja vista a Câmara de Vereadores de Cascavel não possuir até o inicio deste mês, o Conselho de Ética criado com vereadores indicados para apurar as denúncias. Somente deste mês em diante é que os vereadores foram indicados para compor o Conselho de Ética...


07/04/2014 13h58

Base passa como "rolo compressor" em cima da oposição e mantém veto do

Compartilhe


Na sessão de hoje (07) da Câmara de Vereadores de Cascavel, o principal projeto em pauta foi o projeto de Lei Lei nº. 141/2013, de autoria dos vereadores Jorge Menegatti (PSC), Paulo Bebber (PR), Fernando Winter (PTN), Aldonir Cabral (PDT) e Pedro Martendal (PSDB), que Cria o Programa Pedestre Seguro no Município de Cascavel.

O PROJETO
O projeto instituía lombadas com marcação de faixas para travessia de pedestre. Projeto aprovado em duas votações pela Câmara de Vereadores, porém, o projeto quando encaminhado ao Executivo Municipal, recebeu veto total da administração.

O VETO
Colocado em pauta para votação do veto do prefeito, o debate foi acalorado entre situação e oposição, se bem que os intitulados INDEPENDENTES da Câmara, tem acompanhado a situação. Estranho, mas é a realidade.

ROLO COMPRESSOR
Mais uma vez a situação votou e manteve o Veto, com ajuda de alguns vereadores independentes. Com 11 votos a favor o veto e 09 contra:


Á FAVOR
Gugu Bueno, Walmir Severgnini, Jaime Vasatta, Marcos Rios, Nei Haveroth, Ganso sem limite, Celso Dal Molin, Robertinho Magalhães, Luiz Frare, Claudio Gaiteiro, Romulo Quintino.


CONTRA
jorge Bocasanta, Rui Capelão, Vanderlei do Conselho, Pedro Martendal, Paulo Porto, Jorge Menegatti, João Paulo, Aldonir Cabral e Fernando Winter.

BOCASANTA
Depois de debates e explicações, o vereador Jorge Bocasanta (PT), pediu a palavra e disparou: " está na hora de nós vereadores legislar e deixarmos de ser meramente subordinados do Executivo"! Mesmo assim, o time da Base não poupou, mantiveram o Veto, demonstrando que Base serve para "realizar" o que o governo pede4, ou "manda".


Luiz Nardelli
Casado com Margaret Seghetto, pai de Tarlliza e Leonardo, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há mais de 36 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 50 anos, técnico em estatística e jornalista desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão de colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 10 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário, Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. Nas mesmas emissoras, há sete anos, sou apresentador do programa Bate Rebate.

Atualmente dividindo bancada com o polêmico jornalista Sérgio Ricardo. Atuo também na Catve/FM – 91.7 no programa EPC – Esporte, Política e Cidadania, transmitido também pela Catve.tv das 18 as 19 horas diariamente, este programa em parceria com Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve.

Apresentador, locutor, comunicador e narrador esportivo nas horas vagas kkkkkkkk. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e internautas. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY