19/05/2014 15h27

Relatório final da CPI da Saúde de Cascavel será protocolado nesta sema

Compartilhe


Criada no início de Julho do ano passado, a CPI da Saúde de Cascavel que tem como presidente o vereador Gugu Bueno (PR), Relator, João Paulo e Membro, Jaime Vasata, finalmente chega ao fim.

CERCA DE UM ANO
Durante os 10 meses, os vereadores realizaram diligências nas UPAs e UBSs, se reuniram com as comunidades, buscaram informações do quadro de servidores, várias oitivas foram realizadas, no entanto, a Saúde parece que pouco mudou em Cascavel. Cerca de mil reclamações foram registradas na CPI por usuários do sistema.

NESTA SEMANA
Informações dão conta de que nesta semana o relatório final será protocolado na secretaria da Câmara para que seja incluído na pauta das próximas semanas para ser aprovado pelos demais vereadores, ou não.

INDICATIVOS
Apesar dos membros não querer dar maiores informações sobre o conteúdo que será colocado no relatório, este colunista pesquisou, analisou tudo o que aconteceu durante o processo de investigação, e, de antemão, arrisca um prognóstico nada favorável ao usuário do sistema público de saúde do que será indicado e cumprido pelos gestores da Saúde em Cascavel, seja da esfera municipal ou estadual.

INDICIADOS
Pelos rumores e conversas constantes após as oitivas realizadas, os membros da CPI da Saúde deverão "indiciar" mais de cinco (5) gestores da saúde. Entre eles estão, diretores, médicos e servidores da saúde do município. Também será indiciados responsáveis das obras da estrutura física que compõe os próprios públicos da saúde Municipal.



19/05/2014 15h26

Emenda passa, porém projeto da criação do Pólo Têxtil de Cascavel é rej

Compartilhe


O vereador proponente do Projeto que cria o Pólo Tecnológico da Indústria Têxtil de Cascavel e da região Oeste, Jorge Menegatti, colocou hoje (19) na 2ª votação, uma emenda suprimindo um dos incisos do art. 4º do projeto de Lei, rejeitado na primeira votação da semana passada;

APROVADA
A emenda recebeu parecer favorável da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), foi a plenário e aprovada com 11 votos favoráveis e 10 contrários.

A FAVOR
Paulo Porto, Jorge Bocasanta, Ganso Sem Limite, Rui Capelão, Vanderlei do Conselho, João Paulo, Celso Dal Molin, Pedro Martendal, Jorge Menegatti, Walmir Severgnini o voto do presidente, Marcio Pacheco já que houve empate.

CONTRA
Luiz Frare, Danny de Paula, Nei Haveroth, Aldonir Cabral, Gugu Bueno, Fernando Winter, Jaime Vasatta, Marcos Rios, Claudio Gaiteiro, Romulo Quintino.

REJEITADO
Após a aprovação da emenda, o entrou em discussão em 2ª votação o Projeto de Lei nº. 240/2013 que cria o Pólo Tecnológico da Indústria Têxtil de Cascavel e dá região Oeste, já rejeitado em 1ª votação na semana passada e mantido a rejeição hoje (19) com 11 votos contrários e nove favoráveis ao projeto.

VOTARAM A FAVOR
Vanderlei do Conselho, João Paulo, Celso Dal Molin, Pedro Martendal, Jorge Menegatti, Walmir Severgnini, Paulo Porto, Jorge Bocasanta e Rui Capelão.

VOTARAM CONTRA
Marcos Rios, Claudio Gaiteiro, Romulo Quintino, Luiz Frare, Danny de Paula, Nei Haveroth, Ganso sem Limite, Aldonir Cabral, Gugu Bueno, Fernando Winter e Jaime Vasatta.



19/05/2014 15h25

Comissão Processante da Câmara folga nesta semana

Compartilhe


Após o início das oitivas da Comissão Processante da Câmara de Vereadores de Cascavel que investiga o caso do vereador Paulo Bebber (PR), por suposto pedido de propina, ter sido um pouco tumultuado, informações dos membros são de que nesta semana não haverá reuniões deliberativas.

FOLGA
Como já foram ouvidos boa parte daqueles que estão notificados e intimados a depor na Comissão, e com assuntos anteriormente agendados pela defesa em outras questões, o defensor do vereador solicitou junto a Comissão, adiamento das oitivas desta semana, o que foi prontamente atendido.



16/05/2014 12h00

Nota publicada atrapalha prisão em flagrante de Paulo Bebber

Compartilhe


O depoente da Comissão Processante da Câmara Municipal de Cascavel, Jair Pereira, declarou a CATVE hoje (16), após ser ouvido pelos membros da Comissão de que o presidente da Câmara, Márcio Pacheco tinha conhecimento da gravação que ele divulgou em seu semanário. Pereira ficou no vai e vem, ora que o presidente tinha conhecimento e ora tentou fazer ilações sobre o assunto, uma vez que o presidente quando assumiu a prefeitura retirou em bloco todos os projetos e este projeto do imbróglio estava entre eles.

PRISÃO EM FLAGRANTE
Pereira ao responder questionamento da reportagem da CATVE declarou que após a publicação em seu veículo de comunicação, a nota de sua autoria, atrapalhou uma investigação que estava sendo realizada para que pudessem prender em flagrante o vereador Paulo Bebber (PR), no caso do suposto pedido de propina de R$ 500 mil. O jornalista Jair Pereira disse que foi questionado por cidadãos e não quis revelar por quem. Nos bastidores os comentários são de que esses questionamentos foram feitos no gabinete de um vereador, todavia Jair Pereira negou.



15/05/2014 17h39

Em Cascavel, Comissão Processante da Câmara Municipal inicia oitivas e

Compartilhe


O imbróglio iniciado desde a instauração da Comissão Processante na Câmara de Vereadores de Cascavel para investigar o vereador Paulo Bebber (PR) por possível pedido de propina para "facilitar" aprovação de área rural para Urbana, ainda rende debates e discussões, não só entre a população, mas sim entre os próprios membros da Comissão.

AUTORITÁRIO
Desde o início da criação, os vereadores Jaime Vasatta (PTN) relator, João Paulo (PSD) membro e Rui Capelão (PPS) presidente, não se acertaram. Cada reunião é uma discussão. Ontem (14) João Paulo e Jaime Vasatta, após ouvirem as testemunhas na sessão de oitivas, solicitaram ao presidente Rui Capelão a deliberação de outros assuntos para as próximas oitivas do caso. Rui Capelão que já declarou que é "autoritário", não aceitou e um "bate boca" aconteceu no plenário. Capelão alega que quem comanda é ele, e ele já decidiu tudo sozinho e não ouvirá os demais membros.

CONVERSA FECHADA
Após todo o imbróglio da sessão, os vereadores se fecharam na sala da procuradoria para dirimir alguns assuntos. A portas fechadas, os três vereadores membros da Comissão, mais o advogado da Comissão e o procurador geral da Câmara, conversaram demoradamente no intuito de acabar com o atrito que ora vem acontecendo.



15/05/2014 13h29

Áudio da sessão de oitivas do caso Bebber e Ata elaborada não batem

Compartilhe


Preocupados em lavrar em ata tudo o que acontece nas Oitivas do Caso Bebber para não ocorrer irregularidades no fechamento do relatório final, os vereadores da Comissão detectaram já nas primeiras oitivas que algo irregular já aconteceu.

ÁUDIO X ATA
Segundo informações, o áudio da sessão de oitivas de ontem (14), não bate com o teor da Ata escrita. Segundo o que foi apurado, algumas discussões e questionamentos feitos durante a sessão, não está registrado na Ata.

DEGRAVAÇÃO
Para não pairar dúvidas, os vereadores da Comissão, solicitaram junto ao presidente Rui Capelão, que seja feita a degravação do áudio que está arquivado nos anais da Câmara. Para eles, esta é a única maneira de não cometer "injustiça". Como o relatório será elaborado com todos os detalhes colhidos nas oitivas, precisa-se que as atas estejam completas. Se vai ser acatado o pedido pelo presidente, é outro assunto, comentam-se nos bastidores!!!

EXTRATO DOS TELEFONES
O presidente da Comissão, Rui Capelão não quer saber de solicitar os extratos dos telefones da Câmara que a defesa de Bebber solicitou. Também não quer ouvir as testemunhas indicadas pela defesa do vereador. Para os outros dois membros, Vasatta e João Paulo, isto pode acarretar em cerceamento ao direito da defesa. Deste modo, fica brecha para que seja qual for o resultado das investigações, a defesa impetrar recursos em outras instâncias judiciais.



15/05/2014 13h09

Não houve acordo entre os membros da Comissão Processante e tudo contin

Compartilhe


A reunião entre os vereadores membros da Comissão Processante, Rui Capelão, João Paulo e Jaime Vasatta na sala do procurador da Câmara, Pascoal Muzelli Neto para colocar "panos quentes" na discórdia estabelecida desde o início, quando foi criada a Comissão Processante do caso Paulo Bebber, acabou sem ter uma solução. Tudo continua como antes, Capelão diz que não volta atrás, sobre seus atos a frente da presidência, os outros dois vereadores, relator Vasatta e o membro João Paulo, não querem ficar de "marionetes" na Comissão, o pau voltou a comer na reunião, e nada ficou acertado, até mesmo porque, segundo uma fonte, Capelão não cumpre o que assina, imagina se irá cumprir algo no "fio do bigode".



13/05/2014 09h13

Em pauta na Câmara, criação do Pólo Tecnológico da Indústria Têxtil de

Compartilhe


Finalmente um projeto de "peso" entra na pauta de votação na Câmara de Vereadores de Cascavel hoje (13). Depois de alguns meses a Câmara só votando título de Cidadão Honorário, congratulações e homenagem com nome à próprios públicos, será apreciado logo mais projeto do vereador Jorge Menegatti (PSC) que cria o Pólo Tecnológico da Indústria Têxtil de Cascavel e da Região Oeste.

PARECERES
O projeto recebeu pareceres favoráveis de todas as comissões a que se refere o projeto. Diante disso, o projeto vai a plenário para apreciação dos vereadores e, quem sabe ser aprovado.

ENVOLVIMENTO
O projeto prevê em seu Art. 2º que fica o poder Executivo Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEMEDC), encarregada dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) ao setor têxtil e a aglutinação de cooperação sistêmica entre os agentes envolvidos no Projeto.

DESENVOLVIMENTO
Após a aprovação do projeto, caberá a Secretaria de Desenvolvimento do Município, buscar empresas do ramo Têxtil para se instalar no município. Para o autor do Projeto, vereador Jorge Menegatti (PSC), o projeto visa promover o Desenvolvimento Industrial na cidade, além de arrecadação e geração de empregos.



12/05/2014 15h51

Qualquer semelhança dos membros da Comissão Processante com os "Trapalh

Compartilhe


Ninguém mais se entende dentro da Comissão Processante que investiga o possível caso de pedido de propina feito pelo vereador afastado do Legislativo cascavelense, Paulo Bebber. Na semana passada, os membros da Comissão, vereadores Rui Capelão (PPS), João Paulo (PSD) e Jaime Vasata (PTN), se reuniram a portas fechadas e lavram uma ata para que os trabalhos pudessem ser iniciados.

ROUPA SUJA
Na reunião da semana passada, foi "lavado a roupa suja"! Os membros disseram um ao outro, tudo que estava engasgado desde a formação da comissão. Parecia então que tudo estava resolvido. Engana-se quem analisou desta maneira. Pois bastou o final de semana para tudo voltar a estaca zero. O que foi lavrado em Ata, já não serve mais.

ATA
Ficou deliberado na Ata que a Comissão se reuniria todas as segundas-feiras no período vespertino. "Todos concordaram que as reuniões deliberativas seriam as 14 horas na sala anexa ao plenário".

TRAPALHADA
Tudo parecia transcorrer dentro da normalidade, porém, o presidente da Comissão, Rui Capelão, que já enfatizou ser "autoritário", hoje (12) enquanto acontecia a sessão ordinária da Câmara, despachou ofício aos gabinetes dos vereadores Jaime Vasata e João Paulo, informando que: "a partir desta data não serão mais realizadas reuniões administrativas da Comissão Processante do vereador Paulo Bebber, apenas as reuniões abertas de oitivas (audiências)". (Fac-símile)

"BOTA O BODE NA SALA"
Quando na escolha dos membros para compor a Comissão Processante, colocaram "o bode na sala", ou seja, colocaram mais dois vereadores para serem apenas coadjuvantes na história, porque quem manda e quem decide, é o presidente da Comissão, com autoritarismo ou não, Rui Capelão vem fazendo e desfazendo, até mesmo passando por cima de uma ata, lavrada e assinada pelos membros. Se bem que a assinatura para Rui Capelão, parece não servir pra nada, lembram o caso de 2001? Quando assinou documento e reconheceu assinatura prometendo emprego a um cabo eleitoral, que depois virou pedido de cassação por quebra de decoro?

"TIRA O BODE DA SALA"
Hoje a tarde, ao tomar conhecimento de que a reunião não aconteceria, até porque os vereadores Vasata e João Paulo receberam o ofício protocolado pela manhã, resolveram virar a mesa. Procuraram o presidente da Casa, Marcio Pacheco para que este tome as devidas providências, uma vez que o vereador Capelão parece querer comandar a Comissão sozinho, ser o presidente, o Relator e o Membro... Agora a expectativa é que os vereadores Vasata e João Paulo, tire "o bode da sala", ou permaneçam com ele até o final! Esse Rui é o que há de melhor!



12/05/2014 13h37

Cascavel parece ter esquecido a Indústria da Multa. Radares continuam n

Compartilhe


Muito se fala em parquímetros em Cascavel, que não funcionam, que são "caça-níqueis" e tudo mais! E os Radares espalhados pela cidade, porque será que ninguém fala? A coluna dá um tempo nos parquímetros, até que a Câmara de Vereadores receba as informações do INMETRO e do IPEM, e questiona o funcionamento dos radares no município.

SINALIZAÇÃO
Quando na instalação dos radares, vereadores propuseram à Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito - Cascavel/Paraná), que fosse colocada placas de sinalização na vertical e na horizontal. O projeto foi vetado pelo executivo e ficou só na vontade dos vereadores em ter a sinalização implantada. Todavia, ninguém mais fala do assunto.

ARRECADAÇÃO
Questionamos:
- Quantas multas são realizadas pelo sistema por mês?
- Qual é a arrecadação da Cettrans com as multas dos Radares?
- Quanto a Companhia paga pelos Radares Instalados em Cascavel?
- Como e quem faz o sistema de Aferimento dos aparelhos?



Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY