06/06/2014 08h51

Fim das especulações sobre o parecer do MPE sobre cassação do prefeito

Compartilhe


Depois de quase quatro meses de especulações sobre o parecer do MPE (Ministério Público Eleitoral) do processo que tramita no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a cassação do prefeito de Cascavel Edgar Bueno, finalmente o MPE devolveu ontem no inicio da noite ao TSE, (conforme demonstrativo).

HOJE
A expectativa agora é saber qual foi o parecer que o MPE elaborou. Ainda não foi revelado as indicações que o Ministério Público Eleitoral indicou no parecer à Ministra Relatora do processo do TSE. Os rumores são de que até o final da tarde, o parecer seja divulgado, ou não! Isto tudo agora fica no campo das expectativas.... O parecer indicou o que: Cassa ou não cassa?



04/06/2014 14h19

Ex-prefeito de Cascavel, Pedro Muffato poderá ser candidato ao senado p

Compartilhe


O ex-prefeito de Cascavel, o empresário e piloto Pedro Muffato (PSC), conversou demoradamente hoje pela manhã (4), com o presidente do PSC cascavelense, Alsir Pelissaro, e com o presidente estadual do partido, deputado Ratinho Junior. No final da conversa Pedro Muffato aceitou ser o candidato ao senado da República pelo PSC (Partido Social Cristão). A conversa que teve início hoje será finalizada dia 20 em Curitiba. Tudo indica que no final Pedro Muffato será realmente o candidato do PSC do Paraná ao Senado da República.


03/06/2014 15h37

Afastamento de Bebber pelo presidente gera polêmica na Câmara

Compartilhe


Com o desfazimento pela Justiça do afastamento do vereador Paulo Bebber (PR), alegando falta de competência do presidente da Câmara para tal ato, de acordo com a Constituição Federal, fica a pergunta: O salário pago ao suplente Celso Dal Molin que assumiu o cargo de vereador no lugar de Bebber e ambos receberam o salário, quem devolverá aos cofres públicos o erário pago irregularmente? O presidente Marcio Pacheco, ou o povo terá de pagar por mais esta irregularidade cometida pelo gestor da Câmara Municipal?


02/06/2014 14h08

Políticos de Cascavel iniciam a formação de suas coordenações

Compartilhe


Depois de muita especulação, finalmente os políticos cascavelenses que buscam a reeleição para Câmara dos Deputados ou Assembleia Legislativa do Paraná, resolveram iniciar a formação de suas coordenações.

PADOVANI
O deputado federal, Nelson Padovani (PSC) foi o primeiro a contratar o seu coordenador. Jefferson Lobo foi o escolhido e há mais de mês vem trabalhando no intuito de montar a campanha do deputado. Segundo informações, Lobo será o "cara" nas redes sociais e também na logística de campanha de Padovani.

GIACOBO
O deputado federal Fernando Giacobo (PR) também iniciou suas contratações para a coordenação de campanha. O velho "guru" da política nativa, Luiz Carlos Marcon, secretário de Agricultura de Cascavel foi o escolhido. Segundo as informações, Marcon e Giacobo acertaram a coordenação ainda no mês de janeiro deste ano. Apesar de tudo ainda estar no campo das especulações, o encontro do PR realizado na última sexta-feira em Cascavel, deixou claro que Marcon será mesmo o coordenador geral. Para o marketing da campanha, Renato Endres, ex-marqueteiro de Alfredo e Edgar Bueno, já foi contratado e iniciou no encontro os trabalhos.

HÉLIO LAURINDO
Sábado foi realizada uma reunião na Associação da CBN com a cúpula do PP. Estiveram presentes a imprensa e membros da Executiva de Cascavel. O objetivo foi o pré-lançamento da candidatura a deputado estadual de Hélio Laurindo, presidente da sigla cascavelense. Valdomiro Cantini (DEM) e Jacy Scanagatta (DEM) foram os anfitriões da reunião que contou com a presença do deputado federal e presidente estadual do PP, Dilceu Sperafico.


29/05/2014 16h00

Bate boca entre membros da Comissão Processante deixa em dúvida as inve

Compartilhe


A Comissão Processante da Câmara de Vereadores de Cascavel, que investiga o suposto pedido de propina do vereador Paulo Bebber "a ninguém sabe a quem", formada pelos vereadores Rui Capelão (PPS), presidente, Jaime Vasatta (PTN), relator, e João Paulo (PSD), membro, vai de mal a pior, tanto que, as discussões pré e pós oitivas são constantes entre os representantes. Se não bastasse a ingerência do presidente Rui Capelão sobre o que deve e que não deve ser feito pelos componentes da Comissão, hoje (29) depois da oitiva do acusado Paulo Bebber, quando foi novamente indeferido pedido dos outros dois membros a Capelão para ouvir outras testemunhas, o vereador no alto da sabedoria disse aos outros dois vereadores que se continuarem com a insistência de ouvirem em separado determinadas testemunhas, estão eles ocorrendo em crime. E para findar, depois de todo o debate ocasionado por esta frase, Rui Capelão declara a imprensa que o advogado do acusado, Hélio Ideriha Jr., tem tumultuado as oitivas, tentando atrapalhar os trabalhos da Comissão, todavia incita que "o advogado criminalista inocenta qualquer bandido". Veja o vídeo.


29/05/2014 15h19

Prefeitura protocola pedido de correção de projeto na Câmara

Compartilhe


A Prefeitura de Cascavel através de seu secretário de Assuntos Jurídicos, Welton Fogaça, protocolou nesta tarde (29), na secretaria da Câmara Municipal ofício solicitando a correção no projeto que dispõe sobre o reajuste dos vencimentos dos servidores da Câmara.

EMENDA
O projeto de número 52/2014 de autoria da mesa diretora da Câmara, dispõe sobre o aumento de 6,28% aos servidores do legislativo, todavia como a Constituição Federal não permite que o Executivo e o Legislativo tenham aumento diferenciados, uma emenda modificativa foi aprovada para que a reposição salarial dos servidores da Câmara fosse o mesmo do Executivo, ou seja, 6%.

REDAÇÃO
Para surpresa da Secretaria de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, a redação do projeto encaminhado a prefeitura para que o prefeito pudesse sancionar não consta o teor da emenda votada e aprovada dentro dos requisitos regimentais, sequer a emenda foi referenciada na redação modificativa proposta no projeto.

PROMULGAÇÃO?
Se não bastasse o erro grosseiro da redação encaminhada ao Executivo para ser sancionada, ainda consta no projeto encaminhado que "a Câmara Municipal de Cascavel, Estado Paraná, aprovou, de autoria da mesa diretora composta pelos ilustres vereadores Marcio Pacheco, presidente, Gugu Bueno, 1º secretário, e Rômulo Quintino, 2º secretário, e eu presidente promulgo a seguinte resolução", oras, se é uma lei para aprovar o aumento salarial aos servidores e é encaminhada ao prefeito para sancionar como no projeto original, votado e aprovado, por quê o presidente declara no documento enviado "e eu, presidente promulgo a resolução"?

PREJUÍZOS
A prefeitura poderia simplesmente vetar o projeto, mas para não ocasionar prejuízos aos servidores do poder legislativo resolveu portanto, protocolar ofício nesta tarde (29), na secretaria para que o presidente da Câmara, Márcio Pacheco pudesse corrigir tal disparate quando no envio dos documentos para que a lei fosse sancionada pelo prefeito. Assim sendo, se a Câmara agilizar o processo de correção na referida lei, os servidores do legislativo não terão prejuízos quanto aos seus recebimentos do mês.

BANDEIRA BRANCA?
Será que a bandeira branca está tremulando entre o EXECUTIVO e o LEGISLATIVO?


28/05/2014 15h47

TSE nega prosseguimento a recurso impetrado por Lemos contra Edgar

Compartilhe


Foi negado pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta tarde (28), em Brasília, o prosseguimento do recurso impetrado pela coligação do então candidato a prefeito de Cascavel, Professor Lemos, contra Edgar Bueno, no que se refere a prestação de contas da coligação de Bueno durante a campanha de 2012. O TRE do Paraná já havia negado prosseguimento, entretanto a coligação de Lemos impetrou recurso no TSE alegando falhas na prestação de contas das despesas de campanha eleitoral de Bueno. A requerida ação foi negado prosseguimento pelo órgão, ou seja, o recurso será arquivado.


27/05/2014 13h35

CPI da Saúde protocola amanhã na Câmara relatório final

Compartilhe


Por quase um ano os vereadores Gugu Bueno (PR), João Paulo (PSD) e Jaime Vasatta (PTN), investigaram a questão da saúde pública no município de Cascavel, PR. Depois de várias reclamações e com implantação da Comissão Parlamentar de Inquérito que recebeu cerca de mil denúncias durante o tempo de investigação, finalmente chegou o dia de os membros apresentarem as indicações e apontamentos que deverão ser implementados na saúde para o bom atendimento a população.

APONTAMENTOS
Como toda CPI quando se inicia é taxada que terminará em pizza, esta para não seguir o mesmo bordão, esperamos que alguns apontamentos sejam realizados para providências dos gestores do município.

1 - Esperamos que os membros da comissão pelo menos apontem a má qualidade da obra da UPA Veneza e que seja apontada a construtora que executou a obra para que responda judicialmente pelas falhas na conclusão da mesma;

2 - Outra situação que envolve a má qualidade da saúde pública municipal é o atendimento dos servidores e o cuidado que estes possuem com a população. Seria prudente pelos depoimentos dos envolvidos a CPI, pelo menos indicar uma meia dúzia de servidores ao executivo municipal para que seja montado um processo administrativo para dirimir tais situações no atendimento ao público;

3 - CPI deve indicar para processo administrativo coordenadores das UBSs, (que não sabia e não via nada, mesmo sendo remunerados com gratificações de função), assistente social e médicos. Isto porque pelos depoimentos a CPI percebe-se que o município paga e não recebe o retorno esperado no atendimento a própria gestão e a população;

4 - Outro fator que deverá ou deveria ser apontado pela CPI é a abertura de mais leitos para atendimento a população cascavelense, tal apontamento seria prudente, haja vista a necessidade e as reclamações de que Cascavel não possui leitos suficientes ao atendimento dos usuários;

5 - Outro apontamento de suma importância para o bom andamento da saúde pública de Cascavel, é a necessidade de aumento nas IAHs (Autorizações de Internamentos Hospitalares), que vira e mexe falta atendimento nos hospitais credenciados pelo SUS e a alegação é sempre a mesma: falta a IAHs;

6 - Outra situação que os membros da CPI devem apontar pelas oitivas e reuniões realizadas é propor a mudança no modo de realizar as consultas pelas UBSs, já que pelo sistema atual de agendamento parece não estar funcionando como deveria;

7 - Diante dos apontamentos acima este deverá por critérios técnicos, éticos, morais e constitucionais de ter no relatório apontamentos do médico preso e de outros profissionais que não cumprem com sua carga horária de trabalho conforme contrato com o poder executivo, haja vista que tal apontamentos deverão ser entregues ao Ministério Público Estadual no Fórum da comarca de Cascavel para que sejam tomadas as devidas providências.

RESULTADO
Se parte destes apontamentos feitos pela coluna tiverem relacionados no relatório final podemos dizer que a CPI da Saúde felizmente não terminará em "pizza", caso contrário é mais uma CPI que não adiantou nada para sua realização.


26/05/2014 17h35

Requião acusa governador e Rossoni rebate críticas

Compartilhe


Na semana passada o senador Roberto Requião (PMDB) declarou no programa Bate Rebate, que o governador Beto Richa retirou as ações do pedágio porque recebeu R$ 3 milhões das concessionárias para a campanha. Por outro lado, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB) devolveu a crítica dizendo que 90% do que o senador fala é mentira, e que ele manda de mau com a vida.


26/05/2014 10h36

Oficial de Justiça intima Bebber na Câmara neste momento

Compartilhe


O oficial da Justiça do Fórum da Comarca de Cascavel está neste momento na antessala do plenária da Câmara, para intimar o vereador Paulo Bebber.

VUCO-VUCO
Bastou a presença do oficial de justiça no saguão da Câmara para um "vuco-vuco" ter início entre jornalistas que cobrem a sessão nesta manhã (26). De todo modo o advogado de Paulo Bebber, Hélio Ideriha Junior, se fez presente e numa conversa paralela com o oficial este colunista descobriu que a intimação trata-se apenas para comparecimento a promotoria pública para dar depoimento sobre o processo que tramita naquele órgão, a respeito dos servidores (assessores) fantasmas ocorridos na legislatura passada.


Luiz Nardelli
Casado com Margaret Seghetto, pai de Tarlliza e Leonardo, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há mais de 36 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 50 anos, técnico em estatística e jornalista desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão de colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 10 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário, Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. Nas mesmas emissoras, há sete anos, sou apresentador do programa Bate Rebate.

Atualmente dividindo bancada com o polêmico jornalista Sérgio Ricardo. Atuo também na Catve/FM – 91.7 no programa EPC – Esporte, Política e Cidadania, transmitido também pela Catve.tv das 18 as 19 horas diariamente, este programa em parceria com Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve.

Apresentador, locutor, comunicador e narrador esportivo nas horas vagas kkkkkkkk. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e internautas. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY