25/06/2014 14h35

Relatório para cassação de Paulo Bebber gera "ameaças veladas"

Sexta-feira (27) será o julgamento de denúncias contra o vereador

Compartilhe


Por quase 90 dias a Comissão processante da Câmara Municipal de Cascavel, criada para investigar o vereador Paulo Bebber (PR), por um suposto pedido de propina, chega ao seu final, e, com o relatório já elaborado, membros da Câmara que querem a cassação, vereadores e assessores, começaram uma corrente de "intimidação" aos membros da Comissão. Chegou ao ponto de um dos "estrategistas da burrice" da Câmara, que se acha a última bolacha do pacote, quando o assunto é aparecer no direito, comentar nos bastidores que se caso a Comissão optar por não relatar a cassação, estes membros serão presos.

ENTENDIDOS?
O tal, ou os tais entendidos ou perseguidores da Câmara Municipal, sequer tem esta responsabilidade de poder sozinhos manipular qualquer relatório. Se bem, que "pavonisses" não faltaram durante o tempo em que esses exercem os cargos mais altos do Legislativo cascavelense.

RELÁTORIO
Seja qual for o resultado final que será apontado no relatório - se bem que o relatório é apenas um parecer sobre os trabalhos desenvolvidos, ou seja, uma peça para que os vereadores possam votar pela cassação ou não, dependendo de cada analise - , a votação será baseada nos quesitos apontados pelos denunciantes, Edson Moraes e Laerson Matias. Quebra de decoro e improbidade administrativa.

PRISÃO
Como relatado por comentários de bastidores, de que se o relatório não indicar a cassação, os membros poderão ser presos, quero aqui meter a colher no angu. Existe três poderes constitucionais no Brasil. Executivo, Legislativo e Judiciário. Cada qual deverá executar tão somente suas atividades constitucionais, um poder não pode influenciar no outro. Pelo menos é o que eu entendo.

PLENÁRIO
Pela conclusão do relatório, percebe-se que por haver várias situações não conclusivas durante o período de investigação, a Comissão vai enviar ao plenário para que os 21 vereadores possam votar. É o dito popular dentro de qualquer Legislativo, "O PLENÁRIO É SOBERANO"!!! Assim quem decidirá o futuro do vereador Bebber, serão todos os vereadores, e não apenas um, dois ou três membros da Câmara Municipal de Cascavel.

EM TEMPO:
O vereador Gugu Bueno (PR), deverá protocolar daqui a pouco na secretaria da Câmara Municipal, oficio se declarando impossibilitado para votar, uma vez que ele é presidente do partido da República em Cascavel, no qual, Paulo Bebber é filiado!!!

Por Luiz Nardelli








24/06/2014 14h19

Tesoureiro do PSD do Paraná, Edenilso Rossi pede desfiliação do partido

Ele foi solto pelo GAECO ontem em Curitiba

Compartilhe


Depois da prisão em flagrante do empresário Edenilso Rossi pelo GAECO na semana passada, quando na ocasião também foram presos, o filho de Rossi, o coordenador geral do TCE (Tribunal de Contas do Estado) Luiz Bernardo Dias Costa, além do ex-deputado Davi Cheriegate e ex-funcionário do Tribunal de Contas, acusados de possível recebimento de propina pagas pelo empresário na licitação para construção no complexo do TCE.

DESFILIAÇÃO
Diante dos fatos, o empresário Edenilso Rossi que era colocado como pré-candidato a deputado federal pelo PSD do Paraná, também era o tesoureiro do partido no Estado, pediu desfiliação da sigla e não concorrerá mais ao cargo eletivo.

DEPUTADO SCIARRA
O deputado federal cascavelense, Eduardo Sciarra (PSD) que havia declarado que disputaria a cadeira de Senador neste pleito, deixando assim a vaga e seu patrimônio eleitoral de deputado à Rossi e Evandro Roman, com os acontecimentos, parece que não mais vislumbra a cadeira de senador, poderá vir a disputar novamente a cadeira de deputado federal. A prisão e a desfiliação de Rossi, causaram enormes problemas ao PSD do Paraná.

VICE
Rumores dão conta que o deputado Sciarra busca também uma coligação agora na qualidade de vice na chapa do PSDB, no caso Beto Richa ao governo e Sciarra na vice.

"DOR DE BARRIGA"
A situação da prisão do empresário Edenilso Rossi, parece que deu uma tremenda "dor de barriga" não só aos membros do PSD que ficaram sem o "tesoureiro", mas sim, naqueles que buscavam na então pré-candidatura de Rossi, apoios financeiros, acertando isto por telefone em algumas ocasiões, que provavelmente estão gravadas pelo GAECO. Dizem que as conversas vão desde empresários do ramo da Construção, secretários de Estado, radialistas e políticos ou assessores de políticos na busca de apoio financeiro, no famoso eu tenho voto e você o dinheiro. E agora, será que existe mesmo tais conversas gravadas?



24/06/2014 13h48

Requião vence convenção do PMDB e desarticula coligações

Algumas que eram dadas como certas caíram "por terra"

Compartilhe


O senador Roberto Requião venceu as convenções do PMDB do Paraná no fim de semana e colocou "fogo" e "correria" nos partidos que buscavam uma coligação na eleição Majoritária. Os tucanos que tinham como certa a coligação com o PMDB, busca em seus partidos aliados um nome para possível coligação da vice na formação da chapa. Diante da provável candidatura de Requião ao governo do Paraná, o PT que tinha Gleisi Hoffmann como candidata e figurava como a única concorrente de Beto Richa, também busca um nome para a vice em sua chapa.

NADA CERTO
Com esta reviravolta nas discussões de estratégias políticas visando o pleito deste ano, em que Requião saiu do fundo do "baú" e será um dos nomes fortes em busca da eleição, tudo voltou a estaca zero. Partidos demonstram estarem perdidos com toda esta reviravolta. Até mesmo aqueles mais coerentes, não conseguem assimilar o que aconteceu para que Requião vencesse as convenções.

VICE
Mesmo contando com três candidaturas no Paraná com nomes fortes na cabeça de chapa, os partidos, PSDB, PMDB e PT buscam agora também um nome forte dentro de outras siglas para compor as chapas na Majoritária.

TRÊS NOMES
Nos bastidores políticos, os comentários são de que três nomes estão na "mira" de Requião para compor a vice. Deputado Federal Alex Canziani (PTB) de Londrina, Silvio Barros (PHS) de Maringá e o ex-secretário de Saúde do Paraná, deputado Gilberto Martin (PMDB).



24/06/2014 13h14

Inês de Paula sai a Federal e André Bueno vai a reeleição pelo PDT

E começa a corrida eleitoral 2014 em Cascavel

Compartilhe


Depois de muita especulação daqui e dali, o PDT de Cascavel iniciou a semana com reuniões e mais reuniões. A Prefeitura de Cascavel que é comandada pelo PDT, Edgar Bueno prefeito, tem na vice Mauricio Theodoro do PSDB. Na eleição de 2012, o que parecia impossível aconteceu, costura daqui, costura dali, e um acordo entre o prefeito e o governador em troca de apoios políticos, rendeu a vice ao PSDB, só que neste ano, Edgar Bueno apoiaria o governador Beto Richa, concluindo assim os apoios daquela eleição e desta de 2014. Todavia, não imaginavam eles que o PDT nacional acabaria por coligar neste pleito, justamente com o PT, concorrente e rival político no segundo turno em Cascavel . Diante disso, a especulação se dava na possibilidade do prefeito Edgar Bueno "roer a corda" e não cumprir o acordo.

VAI CUMPRIR
Esta semana, durante reuniões no PDT local, veio a definição e o término das especulações. Edgar Bueno vai cumprir o acordo que fez em 2012 com o governador. Apoiará a candidatura a reeleição de Richa ao governo do Estado.

INÊS NÃO ESTÁ MORTA
A ex-secretária de Assistência Social de Cascavel, Inês de Paula que havia pedido exoneração da pasta em março, fincou o pé e será candidata a deputada federal pelo PDT cascavelense.

ANDRÉ BUENO
O deputado estadual André Bueno do PDT cascavelense, teve o nome indicado pela Sigla Nacional como um dos possíveis candidatos ao Senado da República. O assunto rendeu comentários e discussões por mais de um mês. Na última semana, até uma possível candidatura a vice governador na chapa encabeçada pelo PT com Gleisi Hoffmann foi ventilado nos meios políticos de Cascavel e do Paraná. Porém, tudo isso caiu por terra. André Bueno vai mesmo disputar a cadeira de Deputado Estadual, assim sendo, não coloca o acordo feito pelo prefeito de Cascavel, Edgar Bueno (pai do deputado André), em saia justa. Assim Edgar poderá apoiar sem maiores problemas o governador Beto Richa neste pleito.




20/06/2014 17h49

Requião vence convenção do PMDB e é candidato ao governo do Estado

Compartilhe


O senador Roberto Requião venceu a convenção do PMDB realizada em Curitiba, e será candidato ao governo do Estado do Paraná. Com 319 votos a favor de candidatura própria os convencionais decretaram o nome de Requião para a eleição.

CONVENCIONAIS

O que se cogitava nos bastidores antes das convenções é que Requião não venceria e que os membros do PMDB votariam em massa para a coligação com o PSDB, em prol da reeleição de Beto Richa. Porém, abrindo as urnas apenas 250 convencionais ficaram a favor desta coligação. Foram ainda 4 votos nulos e um em branco, 69 votos de diferença a favor da candidatura própria tendo como nome para compor a chapa Roberto Requião de Mello e Silva. Se Requião ganhar nas eleições em outubro, será a quarta vez que comandará o Estado do Paraná.



18/06/2014 14h59

Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cascavel, praticamente definida

Compartilhe


O "jogo" para eleição da Mesa Diretora do Biênio 2015/2016 está praticamente definido. Reunião na semana passada com 14 vereadores ficou praticamente fechado o apoio a eleição de presidente da Mesa para Gugu Bueno (PR). Faltando apenas definir os demais cargos da Mesa, como 1º secretário, 2º secretário, 1º vice-presidente e 2º vice-presidente.

DISCURSO
Segundo informações, durante a reunião, o vereador Luiz Frare (PDT) discursou e abriu mão para Gugu Bueno. Da mesma forma, Gugu Bueno que tinha como certa sua candidatura a deputado estadual com a garantia inclusive do presidente estadual do PR, deputado federal Fernando Giacobo, abriu mão desta candidatura para ser o candidato do grupo de vereadores a presidente da Câmara.

ANTECIPADA
Pelo andar da carruagem, a eleição da Mesa Diretora será realizada antes do recesso parlamentar que tem data estipulada para a segunda quinzena de Julho deste ano.

VEREADORES
A chapa encabeçada pelo vereador Gugu Bueno, tem o apoio dos vereadores: Rômulo Quintino, Claudio Gaiteiro e Ney Haveroth do PSL. Luiz Frare e Aldonir Cabral do PDT. Fernando Winter e Jaime Vasatta do PTN. Walmir Severgnini do PROS. Robertinho Magalhães do PMN. Wanderlei do Conselho do PSC. João Paulo e Ganso Sem Limite do PSD, e Paulo Bebber ou o suplente Celso Dalmolin do PR.

PRETENSÃO
Os vereadores Pedro Martendal (PSDB) e Marcos Rios Solidariedade, não fecharam compromisso, haja vista que pretendem disputar a presidência.

OPOSIÇÃO
Sobrou para a oposição, montar uma chapa, porém com dificuldades, já que não existe vereadores para uma possível eleição, caso os demais permaneçam no grupo de Gugu Bueno; são eles: Marcio Pacheco (PPL), Paulo Porto (PCdoB), Jorge Menegatti (PSC), Rui Capelão (PPS) e Jorge Bocasanta (PT).



18/06/2014 13h55

Processo de cassação do prefeito Edgar Bueno tem mais uma movimentação

Compartilhe


Mais uma movimentação no processo do TSE que pede a cassação do prefeito de Cascavel-PR, Edgar Bueno e do vice Maurício Theodoro.


MOVIMENTAÇÃO
Informações dão conta que a movimentação no TSE, trata-se do pedido de vistas do processo que foi protocolado ainda no mês de fevereiro/2014. Como na época, não foi possível a apreciação, já que o processo havia sido encaminhado ao Ministério Público Eleitoral (MPE), somente agora foi possível tal movimentação.

RETORNO
Como somente há poucos dias o processo retornou a secretaria do TSE, e como a a secretaria está executando a regularização do processo para encaminhamento a relatora, Luciana Lóssio, o que deve acontecer nos próximos dias, aconteceu a movimentação. No momento, qualquer outra suposição a respeito do processo, é mera especulação.


16/06/2014 17h05

TCE/PR conclui por regularidade nas contas da Câmara de 1996

Compartilhe


O Tribunal de Contas do Estado do Paraná em 3 de junho de 2014 concluiu o processo que tramitava naquele órgão sobre as reprovações das contas do legislativo cascavelense do ano de 1996, que tinha a frente da gestão legislativa o presidente vereador Severino Folador. Por quase 18 anos os vereadores daquela legislatura respondiam ao Tribunal de Contas o processo, e que, foi julgado pela corte pela regularidade das contas prestadas pelo legislativo municipal de Cascavel de responsabilidade do sr. Severino José Folador.

CONCLUSÃO
A conclusão do processo assinada pelo relator Jaime Tadeu Lechinski e por Durval Amaral, presidente, foi de regularidade das contas, sendo assim, todos os vereadores inclusos nesse processo e também o presidente Severino Folador absolvidos do parecer de irregularidades do TSE no exercício 96, conforme documento fac simile.

BOA PARTE DESTES VEREADORES ESTAVAM RESPONDENDO O PROCESSO

Décima - 1993 à 1996

VEREADORES

ADARCINO ADOLPHO DE AMORIM
ADERBAL DE HOLLEBEN MELLO
ALCEBIADES PEREIRA DA SILVA
BENTO TOLENTINO
CARLOS BEAL
CELSO CAMILO DEMOLINER
EDIMAR ULZEFER
HERMES PARCIANELO
JOÃO LIMA PEREIRA
JOSÉ DE JESUS LOPES VIEGAS
JUAREZ CARLOS DAMO
LEONILDA QUADRI RISSO
MARCONIESSON DE OLIVEIRA
MIGUEL PORFIRIO
MISAEL PEREIRA DE ALMEIDA
NESTOR DALMINA
OLGA BONGIOVANI
ORLANDO VASCELAI
PEDRO MUFFATO JUNIOR
REINALDO RODRIGUES
SEVERINO FOLADOR

VEREADORES QUE DEIXARAM O CARGO EM DEFINITIVO
HERMES PARCIANELO - DEPUTADO FEDERAL

SUPLENTES DE VEREADORES QUE ASSUMIRAM O CARGO
SEBASTIÃO DUMON DE FREITAS - EM DEFINITIVO
FREDOLINO RODRIGUES VIEIRA
ALGACIR COSTA PORTES
EGIDIA SANTINA COVATI
VANIA MONBACH
AGENOR POLLES
JUAREZ LUIZ BERTÉ
PEDRO CANISIO REMPEL
DEMETRIO GULAK



16/06/2014 14h00

Defesa de Bebber deverá pedir a nulidade do processo de investigação

Compartilhe


Amanhã o advogado Helio Ideriha Junior, vai protocolar dentro do prazo regimental a defesa de do vereador Paulo Bebber (PR), investigado pela Câmara por suposto pedido de propina. A Comissão processante enviou na semana passada, o processo ao advogado e estipulou prazo de cinco dias para apresentar a defesa.

A NULIDADE
Corre nos bastidores que a defesa deverá pedir a nulidade da investigação por diversos motivos. Um deles é devido ao cerceamento a defesa, uma vez que a presidente da Comissão, vereador Rui Capelão (PPS) não deliberou ou acatou favoravelmente as reivindicações da defesa quando no inicio da investigação, tais como. Fatura dos telefones celulares da Câmara que são utilizados pelos vereadores. Também a não deliberação de ouvir os vereadores, Gugu Bueno, e Jorge Menegatti, além do presidente da Casa, Marcio Pacheco. Outro fator que pesa no pedido de a nulidade da investigação, é a presidente não aceitar ouvir os assessores de Menegatti citado nas oitivas, pedido estes feitos pelo relator e o membro da Comissão.

FATOS
Diante desses fatos, e, a guerra "velada" estabelecida entre os vereadores de oposição e situação na Câmara, poderá influenciar em muito na votação final da investigação, quando o relatório ira para apreciação do plenário com a resolução: cassa ou não cassa!!!

DOIS RELATÓRIOS
Não está descartada a possibilidade de ser elaborado dois relatórios. Um pelo presidente da Comissão que se julga quem é que deve elaborar o relatório, e o outro, constitucional é o do relator da Comissão Processante, Jaime Vasatta!!! Enquanto isso, ficamos no aguardo para ver onde vai chegar e o que vai dar toda essa "trapalhada" do presidente Rui Capelão durante o processo investigado!!! Existe Relator para que mesmo nas comissões Legislativas Vereadores cascavelenses?


12/06/2014 11h40

Articulações tiveram início para compor a Mesa Diretora do próximo Biên

Compartilhe


Enquanto os partidos políticos do Brasil trabalham na possibilidades de composições para formação de chapas para disputar cargos eletivos em outubro, em Cascavel no Paraná, as discussões giram em torno do trabalho de articulação para compor a Mesa Diretora do próximo Biênio (2015/2016) para a Câmara Municipal de Cascavel.

APOIOS CASADOS
No momento, os dirigentes dos partidos políticos de Cascavel, além de trabalharem nas composições de coligações junto aos diretórios estaduais, trabalham também nas discussões da formação da Mesa Diretora da Câmara Municipal. Alguns partidos estão trabalhando junto aos seus vereadores para a composição da Mesa diretora, que deverá ser antecipado a votação para o inicio de Julho deste ano, trocando assim, apoios políticos da eleição de outubro com a formação da Mesa Diretora.

CHAPAS
Os comentários dão conta de que duas chapas deverão compor a disputa da Mesa Diretora da Câmara. Situação e Oposição. Todavia, com os últimos acontecimentos em que se envolveram o presidente da Casa, Marcio Pacheco (PPL) com o também vereador de Oposição, Jorge Bocasanta (PT), a chapa de oposição na Câmara pode ter sofrido baixa. Rumores são de que a Oposição poderá não ter elementos suficientes para compor a chapa que é de cinco membros. Será?

GRUPO SITUACIONISTA
Para o grupo situacionista da Câmara, é dado como certo a chamada para eleição da Mesa no início de julho, uma vez que, dos cinco membros que compõe a Mesa, quadro são da Base. Entretanto, vale salientar que dos 21 vereadores, o grupo conta com 11 nomes certos, mais como temos exemplos que nem tudo que está combinado até a votação é dado como certo, - veja a eleição da Mesa do inicio da Legislatura que, até o dia do pleito, um grupo tinha 12 votos, na votação o pula pula de lado, acabou por eleger o outro grupo-. Então tudo pode acontecer, diz um dos membros da situação. A única coisa que é certa é que o presidente atual, Marcio Pacheco, não terá lugar na Mesa Diretora desta vez, afirmou um dos vereadores da situação!


Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY