07/08/2014 14h34

Vereadores do PSD se licenciam e dão vagas a suplentes

Prof. Adenilson e o advogado Rafael Brugnerotto assume os cargos por 30 dias

Compartilhe


Tomaram posse nesta tarde (7) os suplentes Rafael Brugnerotto (PSB) e professor Adenilson (PSD) na Câmara de Vereadores de Cascavel. Eles assumem as vagas dos vereadores João Paulo (PSD) e Ganso sem Limite (PSD). Tal rodízio é devido os acordos realizados anteriormente a eleição de 2012 que na coligação da eleição proporcional (vereadores) este movimento aconteceria. E no momento os vereadores licenciados cumprem o que foi acordado na época.

Estiveram presentes a solenidade de posse os vereadores Vanderlei do Conselho (PSC), Jaime Vasatta (PTN), Pedro Martendal Araújo (PSDB), Walmir Severgnini (Pros), e os vereadores licenciados João Paulo e Ganso sem Limite, além do ex-candidato a prefeito de Cascavel pela coligação, Jorge Lange (PSD), e o presidente do PSB, Edson Queiroz. O presidente da Câmara Marcio Pacheco deu posse e desejou que "o bom trabalho nesse período seja contemplado a população".





05/08/2014 16h37

Julgamento de processo de cassação de Edgar e Maurício é transferido

Os últimos três processos que seriam julgados quinta-feira passaram para o dia 12

Compartilhe


O julgamento do processo de cassação do prefeito Edgar Bueno e seu vice, Maurício Theodoro foi transferido para a próxima terça-feira (12).

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou ontem que o Recurso Especial Eleitoral nº 162844 seria julgado nesta quinta-feira a partir das 19h, mas hoje os três últimos processos que estavam na mesma pauta de julgamento foram transferidos para a próxima terça. A transferência dos três processos se deu por conta do acúmulo de cerca de 80 agravo nesta data e mais cerca de 80 para a próxima quinta-feira, diante disso os três processos que terão sustentação oral em plenário foram transferidos.

Se a decisão for pela cassação, o afastamento só acontece após publicação no Diário Oficial. Então os advogados de defesa podem definir os passos seguintes e dar sequência aos trabalhos.



04/08/2014 12h29

Câmara volta e aprova regulamentação dos vendedores ambulantes

A primeira sessão ordinária após o recesso foi nesta manhã (4)

Compartilhe


O projeto para regulamentar a situação dos vendedores ambulantes de Cascavel, iniciada ainda no ano passado, mas que teve retirado do projeto pelo autor, Vereador Robertinho Magalhães para algumas adequações, voltou a ser discutido novamente neste ano. Após ter sido aprovado em primeira votação ainda no primeiro semestre, o projeto estava adormecido em alguma gaveta. Hoje (04), na primeira sessão Ordinária após o recesso parlamentar, o projeto voltou à pauta e foi aprovado por unanimidade dos votos dos vereadores presentes.

CASA CHEIA
Boa parte dos vendedores ambulantes e representantes da categoria, (associações) se fizeram presente e acompanharam atentamente os debates. No final, ficaram todos satisfeitos com a aprovação da regulamentação, até mesmo os representantes dos sindicatos do comercio dos sindicatos de restaurantes que, pelo menos regulamenta a "festa" dos vendedores de lanches nas ruas de Cascavel. O projeto de Lei segue agora para o prefeito Sancionar ou vetar.



01/08/2014 11h32

Errata da Câmara, no Diário Oficial está mais uma vez errada

Laís Laíny, assessora da Câmara não cuida de seus afazeres mesmo recebendo para isso

Compartilhe


Diante dos últimos acontecimentos em que esta coluna trouxe a público uma irregularidade casual na digitação do valor de um pregão presencial, a Câmara de Vereadores de Cascavel publicou uma errata com data de hoje (1º). Todavia, vale mais uma vez uma crítica contumaz ao presidente da Câmara, Marcio Pacheco na escolha de sua assessoria, principalmente na de imprensa, no caso Laís Laíny, que ao se preocupar com a publicação desta coluna deveria se preocupar mais com seus afazeres, como no caso da errata publicada em data de hoje, que apesar de ser uma errata de publicação, novamente errou na errata, onde se lê R$ 18.999,99 no extenso consta "Dezoito mil novecentos e noventa e nove MIL e noventa e nove centavos", ou seja, Laís Laíny, cuida do seu trabalho porque incapacidade e irresponsabilidade o presidente Marcio Pacheco não suporta, pelo menos é o que tem propagado. E não venha mais me encher o saco sobre publicação errada, que você deveria ter o cuidado de não deixar acontecer.

por Luiz Nardelli



01/08/2014 09h16

Câmara de Cascavel publica errata de extrato de licitação

Confira a errata divulgada no Diário Oficial

Compartilhe


A Câmara Municipal de Cascavel, publicou no diário oficial de hoje (01), errata no aviso de homologação do Pregão Presencial nº 022/2014. O extrato publicado erroneamente pela Câmara em 29/07/2014 em que o valor para manutenção e troca de peças nos ar condicionados da Casa, licitados em regime de "Registro de preços" para o período de 12 meses custaria aos cofres do Legislativo R$ 118.999,99 (Cento e dezoito mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e nove centavos), após divulgação do erro da Câmara na publicação no Diário Oficial feito na coluna do portal Catve.com (querendo ou não a assessora de comunicação da Câmara Laís Layni), Hoje a errata está publicada e o valor corrigido.

VALOR CORRETO
O valor correto do custo para manutenção não é R$ 118.999,99 e sim R$ 18.999,99 (Dezoito mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e nove centavos). Feito o registro.

INFORMAÇÃO CORRETA
Quando se exerce uma função pública Laís Layni, os interesses pessoais não podem ser maiores que os interesses coletivos. Receber dinheiro público de salário, como é o seu caso, não possibilita você utilizar do mecanismo de "estar no poder" para denegrir uma informação, ou um profissional da comunicação que foi pautado pelo próprio Diário Oficial, a informação dada aqui no portal de que o valor estava errado, ou muito além do valor de mercado, está comprovado na errata que foi publicada hoje no próprio Diário Oficial. conforme abaixo (foto)... Na minha função de profissional da comunicação, cometo meus erros também, mas assumo todos eles, coisa que você como servidora pública em cargo nomeado, deveria fazer o mesmo e não tentar denegrir uma informação em que a própria Câmara assumiu o erro cometido.



31/07/2014 17h48

Assessoria da Câmara tenta desqualificar colunista da CATVE

Nota de esclarecimento remete a erro do colunista, mas Diário Oficial prova contrário

Compartilhe


O disparate da assessoria de imprensa da Câmara Municipal de Cascavel que tem a frente a jornalista Lais Laíny, enviou comunicado a imprensa informando que o publicado nesta coluna hoje pela manhã (31), não tem veracidade, porém, cita que a matéria retirada do Diário Oficial foi devido a um erro de digitação na publicação do órgão, todavia a matéria publicada foi baseada nas informações daquilo que a presidência da Câmara assinou e publicou no Diário Oficial no dia 29 de julho de 2014. Não cabe a este jornalista e colunista buscar informações em nenhum departamento da Câmara Municipal quando se tem em mãos documentos como o publicado na matéria, ou seja, o edital do extrato no DO.

Quanto a informação na sua carta explicativa de que este profissional sabia que fora um erro de digitação tão somente é mentirosa por parte da assessora de imprensa da Câmara Municipal, Lais Laíny, pois em nenhum momento foi encaminhado documento assinado por esta que "se diz a entendida" em assessorar quem quer que seja, caso ela queira se retratar de algo que está publicado no Diário Oficial então que o faça no próprio Diário Oficial e não conteste as informações aqui citadas tentando denegrir o trabalho deste profissional, pois uma coisa é ser o estilingue e outra é ser a vidraça, digo isso devido a ela quando estava em outros órgãos de comunicação como jornalista fazia o mesmo procurando informações para dar no seu periódico aos leitores. Não venha com essa desculpa de que foi um erro de digitação, pois o edital publicado foi de R$ 118.999,99, mas o extenso do valor também foi de Cento e dezoito mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e nove centavos, não foi somente um erro e sim vários erros.

EM TEMPO:
A nota foi publicada nesta coluna às 11h27

por Luiz Nardelli


LEIA NA ÍNTEGRA A NOTA ENVIADA A IMPRENSA CASCAVELENSE ÀS 15H50

A Câmara de Vereadores de Cascavel esclarece informações errôneas publicadas no Portal Catve nesta quinta-feira (31) a respeito do pregão presencial 22/2014 para contratação de empresa para manutenção e fornecimento de peças para ar-condicionado.

O dado publicado no Portal Catve, de que serão pagos R$ 118.999,99 para o serviço, não é verdadeiro. O valor citado consta no ?Diário Oficial? de forma equivocada devido a um erro de digitação. A cifra correta é de R$ 18.999,99 e todas as medidas cabíveis para correção de forma imediata pelo Departamento de Compras da Câmara já foram tomadas. Uma errata já foi encaminhada para nova publicação em ?Diário Oficial? com o valor corrigido.

Outra informação distorcida é a de que não é dada a devida transparência aos processos licitatórios da Câmara. Todo o processo do pregão presencial 22/2014, desde o chamamento até o resultado da licitação, foi publicado em ?Diário Oficial?, disponível para toda a população. O referido pregão ocorreu no dia 17 de julho de 2014. O valor máximo do certame era de R$ 42.134,96, sendo impossível o pagamento de R$ 118.999,99. Sete empresas participaram da licitação, cuja concorrência levou a um desconto de 54,91%, chegando ao valor do contrato de R$ 18.999,99. A empresa vencedora da licitação é a IRS Comércio e Instalações LTDA, localizada em Cascavel.

O contrato com a IRS tem validade de 12 meses, no sistema registro de preço. Isto é, a execução e os respectivos pagamentos dos serviços só ocorrerão conforme a demanda dos equipamentos da Câmara.

A gerência de Comunicação Social da Câmara de Vereadores destaca que o jornalista que produziu a reportagem em nenhum momento procurou a assessoria de imprensa da Casa de Leis para buscar dados sobre o assunto. Ainda assim, o profissional foi informado mais de uma vez antes da publicação da matéria no Portal Catve, que o valor publicado no ?Diário Oficial? é consequência de um erro de digitação do Departamento de Compras. Contudo, nenhuma das informações do posicionamento da Câmara de Vereadores sobre o assunto foi publicado.

Reiteramos que a gerência de Comunicação Social está sempre à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos sobre a Câmara de Vereadores de Cascavel.


31/07/2014 11h27

Manutenção de ar condicionado em Cascavel ultrapassa R$ 118 mil

O valor divulgado em Diário Oficial daria para comprar 100 aparelhos novos por ano

Compartilhe


A Câmara de Vereadores de Cascavel que tem nos últimos tempos propagado "transparência" em seus atos e divulga economia superior aos 50% em determinadas compras feitas pelo Legislativo cascavelense, não tem dado a transparência necessária em alguns pregões efetuados.

PREGÃO PRESENCIAL Nº 022/2014
Foi publicado no Diário Oficial do dia 29 de julho/2014 o extrato de aviso de homologação de contrato para manutenção e fornecimento de peças para reparo de equipamentos de ar condicionado da Câmara. Em sistema de registro para o período de 12 meses.

EM TORNO DE 60 APARELHOS
Em uma ligeira contagem nos gabinetes e nas salas administrativas da Câmara Municipal chegamos a uma somatória em torno de 60 aparelhos de ar condicionado de 12 mil BTUs. Todavia o registro de preço homologado pela gestão da Câmara Municipal de Cascavel para um período de 12 meses contempla a empresa vencedora para tão somente manutenção e reparos de equipamentos a "bagatela" de R$ 118.999,99.

PREÇO DE MERCADO
O valor registrado para manutenção dos cerca de 60 ar condicionados se contemplado o total do valor daria para adquirir no comércio local - em torno de 100 aparelhos novos, isto daria para trocar todos os aparelhos da Câmara a cada semestre, ao invés de fazer a manutenção e apenas trocar algumas peças defeituosas. Transparência tão propagada de economia do erário na Câmara de Vereadores de Cascavel parece não ser bem assim, segundo a publicação feita no Diário Oficial do dia 29 de julho de 2014.

MATEMÁTICA
Não precisa ser nenhum expert no assunto de economia para fazer uma simples conta. Se um ar condicionado novo de 12 mil BTUs no comércio para ser adquirido custa em média R$ 1,2 mil, porquê registrar um valor tão alto para somente manutenção e troca de algumas peças de cerca de 60 aparelhos? "Me chame de analfabeto funcional, mais não de burro!" Como o presidente da Câmara, Marcio Pacheco, tem divulgado que a Câmara está sendo administrada a mãos de ferro, seria prudente ele como gestor tomar medidas cabíveis ao assunto, porque senão isto irá suscitar desconfiança no trato do dinheiro público.



25/07/2014 14h38

Após férias e sofrer críticas, Bocasanta pede afastamento da UBS

Ele continuará recebendo salários na função de médico ginecologista

Compartilhe


O vereador cascavelense Jorge Bocasanta (PT), pediu na manhã de hoje no setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Cascavel, afastamento do cargo de servidor que exerce na UBS.

A POLÊMICA
O pedido de afastamento do cargo de médico (servidor público) se deu pelo fato de o vereador ter viajado a Europa sem comunicar o Legislativo e tão pouca a Prefeitura, o que resultou críticas da imprensa, prefeitura e de até dos vereadores que compõe o mesmo grupo de Bocasanta na Câmara, ou seja, a oposição.


RECURSOS HUMANOS
Segundo a diretora do setor de recursos humanos do município, este é o segundo pedido de afastamento do vereador, já que ele havia se afastado de outra contratação (vínculo) em que atuava como servidor público na Unidade Básica de Saúde da família, no bairro Brasmadeira.


FATOS
Diante dos fatos ocorridos, Jorge Bocasanta revelou a este colunista que ele tem o direito de receber salários da prefeitura sem prestar trabalho, já que é constitucional, escolher qual o salário que receberá enquanto vereador. Para Bocasanta ele como servidor de carreira, pode optar em receber do órgão público a que está lotado, abrindo mão do salário de parlamentar da instituição em que exerce o cargo eletivo.

FUNÇÃO
Mesmo tendo a prerrogativa de não precisar trabalhar como medido (servidor), Jorge Bocasanta não havia se afastado deste contrato (vínculo), continuava trabalhando como servidor e vereador, porém, depois das críticas recebidas pela viagem ao exterior, Bocasanta resolveu se afastar dos dois vínculos da prefeitura e ficar somente vereador.


QUESTIONADO
Questionado sobre como ficará a UBS do Cascavel Velho, onde vinha prestando seus trabalhos como médico, Jorge Bocasanta foi enfático: ?O vereador Paulo Porto (PCdoB) que me criticou por causa da viagem que resolva o problema. Eu estava trabalhando sem receber salário neste vínculo, mesmo assim não estava bom?. Para Bocasanta, ? Paulo Porto queria eu aqui para montar chapa na eleição da Mesa Diretora, porque deve querer cargos no executivo, como faz na Unioeste?. E foi além, disse que o vereador Paulo Porto deveria ser denunciado por quebra de Decoro por criticar um colega como fez! Toda essa conversa foi realizada na presença dos vereadores Luiz Frare, Gugu Bueno e Jaime Vasatta, além do assessor da Câmara Alexandre Petrole.

Por Luiz Nardelli





25/07/2014 11h22

Processo do prefeito e vice no TSE foi encaminhado para corte julgar

A previsão deverá ser na primeira quinzena de agosto

Compartilhe


O processo de cassação do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno (PDT) e do vice Maurício Theodoro (PSDB) que tramita no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) desde fevereiro de 2014, teve mais uma movimentação ontem (24).

ENCAMINHAMENTO
A Ministra relatora Luciana Lóssio, encaminhou o processo para a Corte do TSE. Segundo informações, a secretaria do Tribunal deverá colocar em pauta de votação já na primeira quinzena de agosto, quando encerra o recesso dos Ministros do TSE, conforme antecipamos aqui no portal, no inicio deste mês.

NOS BASTIDORES
Bastou a divulgação da movimentação do processo no TSE, para Petista e Peemedebistas cascavelenses que são membros dos dois partidos que deverão assumir a prefeitura, caso o processo seja julgado pela cassação do prefeito e do vice, iniciar articulações em rodas de conversas de quem assumirá secretárias na suposta gestão de Professor Lemos (PT) e Walter Parcianello (PMDB).



23/07/2014 13h27

Quantidade de candidatos a deputados por Cascavel surpreende

Veja lista dos postulantes e a que partidos pertencem

Compartilhe


O número de candidaturas registradas no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná de Candidatos a deputados estaduais e federais, surpreende até mesmo os dirigentes partidários; Veja a lista dos postulantes e a que partidos pertence:

12 são CANDIDATOS A DEPUTADO FEDERAL por Cascavel

5533 - (PSD) - EVANDRO ROMAN
1212 - (PDT) - INÊS DE PAULA
1333 - (PT) - IGLE MARIA DOS SANTOS
5022 - (PSOL) - IVANILDO CLARO
1540 - (PMDB) HERMES FRANGÃO PARCIANELLO
7070 - (PTdoB) - JORGE LUIZ DOS SANTOS
2030 - (PSC) - NELSON PADOVANI
4566 - (PSDB) - ALFREDO KAEFER
2345 - (PPS) - MARCOS SOLANO VALE
4010 - (PSB) - RAFAEL BRUGNEROTTO
2200 - (PR) - FERNANDO GIACOBO
2844 - (PRTB) - JOÃO DA TROPICAL


15 são CANDIDATOS A DEPUTADO ESTADUAL por Cascavel

20181 - (PSC) - PARANHOS
12612 - (PDT) - ANDRÉ BUENO
13013 - (PT) - PROF. LEMOS
50022 - (PSOL) - FERNANDO OLIVEIRA RODRIGUES - PROF. FERNANDO
40567 - (PSB) - LEONILSON CESAR DE OLIVEIRA - CESAR
15400 - (PMDB) - WALTER PARCIANELLO
54100 - (PPL) - MARCIO PACHECO
45045 - (PSDB) - PEDRO MARTENDAL
22678 - (PR) - SERGINHO RIBEIRO
17800 - (PSL) - ADELINO RIBEIRO
14111 - (PTB) - VANDER PIAIA
23112 - (PPS) - RUI CAPELÃO
19800 - (PTN) - ALGACIR PORTES
11115 - (PP) - DULCINÉIA DAS NEVES CERQUEIRA - DULCINÉIA
17170 - (PSL) - ULISSES FALCI JUNIOR - DR. ULISSES



Luiz Nardelli
Casado com Margaret Seghetto, pai de Tarlliza e Leonardo, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há mais de 36 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 50 anos, técnico em estatística e jornalista desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão de colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 10 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário, Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. Nas mesmas emissoras, há sete anos, sou apresentador do programa Bate Rebate.

Atualmente dividindo bancada com o polêmico jornalista Sérgio Ricardo. Atuo também na Catve/FM – 91.7 no programa EPC – Esporte, Política e Cidadania, transmitido também pela Catve.tv das 18 as 19 horas diariamente, este programa em parceria com Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve.

Apresentador, locutor, comunicador e narrador esportivo nas horas vagas kkkkkkkk. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e internautas. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY