22/04/2015 10h27

Na falta de secretário titular Bocasanta assume secretaria na sessão

Compartilhe


Na 23ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Cascavel, que está sendo realizada neste momento o primeiro secretário, Rômulo Quintino, não compareceu, tão pouco o segundo secretário Marcos Rios que está licenciado, coube ao presidente Gugu Bueno indicar o secretário para a realização da sessão de hoje. O escolhido para o posto foi o vereador Jorge Bocasanta que, meio atrapalhado entre os papéis da lista de chamada de votação e o apontamento dos votos favoráveis e contrários dos projetos que ora estão sendo votados, Bocasanta deu conta do recado.



15/04/2015 08h50

A "novela" continua: Prefeito e vice serão julgados amanhã pelo TSE

Compartilhe


Está na pauta para votação de amanhã (16) no Tribunal Superior Eleitoral, o recurso impetrado pelos candidatos a prefeito Prof. Lemos (PT) e o candidato a vice, Walter Parcianello (PMDB), pedindo a cassação do prefeito Edgar Bueno (PDT) e do vice, Mauricio Theodoro (PSDB), eleitos em 2012.

RECURSO
A Ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, relatora do processo, encaminhou à Assessoria do Plenário no qual, foi recebido em 10/04 e já encaminhado para Corte do TSE e pautado para amanhã. O recurso será julgado pelos termos de Impugnação de Mandato Eletivo por: Abuso de Poder Econômico - de Poder Político/Autoridade - Uso indevido de Meio de Comunicação Social - Conduta vedada a agente Público do cargo de prefeito e vice.

"NOVELA"
A "novela" que já proporcionou a população cascavelense vários capítulos, agora parece chegar ao final. O desfecho da "trama", saberemos somente amanhã quando o processo for julgado. De antemão podemos dizer que: "Nunca se viu neste país, Estado e ou Município, tanta enrolação para julgar um processo de cassação dessa natureza".

PISA, SEGURA E "SORTA"
Um "chofer" amigo meu disse certa ocasião: "este processo está mais ou menos assim: É um tal de pisa, segura e "sorta" que não acaba nunca". De todo modo, na sexta-feira poderemos ter um novo comandante no município de Cascavel, ou NÃO!!! Tudo dependerá de amanhã. "O DIA (D)....



07/04/2015 16h25

Restrições nas contas da Câmara Municipal de Cascavel 2013

Compartilhe


O Tribunal de Contas do Paraná deve enviar notificação nos próximos dias a Câmara Municipal de Cascavel, sobre restrições nas contas do legislativo no ano de 2013.

NEM TUDO...
...que brilha é ouro. As contas tão propagadas da administração pública da Câmara de Vereadores de 2013 na gestão legislativa do então presidente Marcio Pacheco, sofreu restrições em alguns itens na análise do Tribunal de Contas do Paraná. Com essas restrições a Câmara deverá responder ao TCE/PR o que foi apresentado, assim como o agora deputado Marcio Pacheco ex-presidente do legislativo cascavelense na ocasião da gestão destas contas, também será notificado para prestar esclarecimentos.

NEM TUDO...
...está perdido. As restrições deverão ser equacionadas e respondidas ao Tribunal pelo atual presidente Gugu Bueno e pelo ex-presidente Marcio Pacheco.



07/04/2015 15h32

O sino nem bateu e o pau comeu na Câmara de Vereadores

Compartilhe


O projeto de Lei que dispõe sobre as diretrizes, critérios, controle, penalidades e limites na emissão de sons e ruídos de qualquer natureza, projeto este substitutivo 001/2014, ao projeto de lei número 105/2014, que foi em votação para a segunda discussão na sessão da Câmara de Vereadores de hoje (7), recebeu duas emendas - a primeira do vereador Pedro Martendal, que recebeu parecer contrário da CJR (Comissão de Justiça e Redação) e a segunda de autoria do vereador Rômulo Quintino, que substitui o horário de ruídos para às 7h e não para as 8h como o projeto anterior determinava, que, das 22h às 7h os ruídos serão passivos de multas e penalidades.

PEDRO MARTENDAL
O vereador Pedro Martendal usou a tribuna e declarou estar sendo perseguido pelo grupo da Situação na Câmara, inclusive pela Comissão da CJR. Segundo ele, o parecer contrário da comissão é justificado por não ter justificativa na emenda, ao contrário da emenda do vereador Rômulo Quintino, que teve parecer favorável e também não tem justificativa do horário na emenda. Pedro Martendal tentou sensibilizar a batida do sino que em muitos municípios serve para dar a informação de que algo aconteceu, e que em Cascavel o sino não poderá tocar das 22h às 7h.

RÔMULO QUINTINO
O vereador Rômulo Quintino usou a palavra e rebateu o pronunciamento de Martendal, alegando que a emenda de sua autoria não proíbe o toque do sino, mas desde que respeite a lei em vigência sobre a emissão de sons e ruídos que é até às 22h, ressalvando que, só é permitido tais ruídos com altos decibéis quando é caso de urgência, como ambulâncias, polícia e templos religiosos, desde que estejam dentro da regulamentação.

ATUALIZAÇÃO
Aprovado em segunda discussão o projeto substitutivo 001/2014 ao projeto de lei número 105/2014 que dispõe sobre diretrizes, critérios, controle, penalidades e limites na emissão de sons e ruídos de qualquer natureza. Foi aprovado com 19 votos favoráveis e apenas 1 contrário.



07/04/2015 15h12

Governo do Paraná paga construtora e obra do aeroporto continua

Compartilhe


O coordenador da Região Oeste do Paraná, Severino Folador, falou hoje no início da sessão legislativa da Câmara Municipal de Cascavel sobre sua nomeação no Governo e das obras que virão para o desenvolvimento do oeste.

AEROPORTO
Folador deu em primeira mão a notícia de que o governo pagou hoje os mais de R$ 450 mil que devia a Construtora Onça que executa a obra do Aeroporto. Valor esse que se encontrava em atraso desde o ano passado.

REIVINDICAÇÃO
O novo coordenador se apresentou aos vereadores e se colocou à disposição para ser o elo entre a Câmara e o Governo do Estado. Também falou da Função que irá desempenhar. Falou do momento crítico que o governo Paraná passa no momento, mais adiantou que todas as obras iniciadas e prometidas aos municípios da Região Oeste vão ser contempladas.




06/04/2015 11h28

Feira do Pequeno Produtor de Cascavel não vira Patrimônio Sociocultural

Compartilhe


O polêmico projeto do vereador Rui Capelão (PPS) que institui a Feira do Pequeno Produtor em Patrimônio Sociocultural do Município, aprovada no mes passado, recebeu Veto total do Executivo Municipal e foi levado a votação na sessão de hoje (06) o Veto.

MANTIDO
Depois de vários debates sobre o assunto, o Veto foi colocado em votação. O resultado foi apertado para manter o Veto. 10 à 10 na votação, quando o presidente do Legislativo, Gugu Bueno (PR) teve que dar o Voto de Minerva. com o voto favorável ao veto, o projeto da "feirinha" para transformá-la em patrimônio Sociocultural, não emplacou.

ATIVIDADE ECONÔMICA
A justificativa do Executivo Municipal para Vetar o projeto, se deu no sentido de que a Feira do Pequeno Produtor é e será uma atividade econômica, gera lucros aos feirantes e isso se transforma em uma lei inconstitucional.



06/04/2015 11h24

Mudança na bancada de vereadores em Cascavel

Compartilhe


Hoje (06) o médico e suplente de vereador Luiz Amélio Burgarelli (PDT) assumiu a cadeira de vereador na Câmara Municipal de Cascavel. Empossado na Quinta-feira, Burgarelli assumiu a cadeira do Vereador Marcos Rios (SD) que pediu licença para tratamento médico.

RETORNO
Burgarelli que foi vereador na Legislatura passada, chega a Câmara novamente - mesmo que temporário -, com projetos e indicações já elaborados. A sua posse muda o cronograma de servidores do Legislativo, já que assessores do vereador Licenciado, Marcos Rios, foram exonerados ainda no ano passado a pedido da Justiça. Rios responde processo na Justiça de ato cometido em 2009, quando nomeou parentes e motorista para fazer assistencialismo.

ASSESSORES
Como Burgarelli nada tem a ver com o processo de Rios, nomeará sua assessoria conforme o regimento Interno da Câmara prevê. serão mais quatro assessores que farão parte da folha de pagamento na Câmara este mês.




30/03/2015 17h37

TJ/PR declara inconstitucional lei de número 6.295/2013 de Cascavel

Compartilhe


A Lei número 6.295/2013 que determina que o município institui o serviço gratuito de telefone sobre informações de medicamentos na Farmácia Básica foi julgada o mérito por unanimidade pelo Tribunal de Justiça do Paraná, como inconstitucional. Segundo a inconstitucionalidade é por vício de iniciativa. O projeto teria que partir do Executivo e não do Legislativo como no caso.

EXEMPLO
A Lei foi vetada pelo prefeito na ocasião e derrubado o veto na sequência pelos vereadores. Todavia o Executivo Municipal entrou com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) o que foi julgado pelo mérito a favor da prefeitura. Exemplo: o cidadão recebe a receita no posto de saúde e liga para saber se existe o medicamento na Farmácia Básica, para isso a prefeitura teria que disponibilizar um número de telefone gratuito e servidores para o atendimento da informação solicitada, o que gera despesas ao município. Aí a inconstitucionalidade da lei julgada pelo TJ/PR.



30/03/2015 14h31

"Discussão Pesada" entre vereadores Rômulo e Menegatti no plenário

Compartilhe


No fechamento da sessão de hoje (30) na Câmara Municipal de Cascavel, debate acalorado entre o Vereador Rômulo Quintino (PSL) e o vereador Jorge Menegatti (PSC). Tudo começou após Menegatti usar a Tribuna para mostrar fotos da pedreira Municipal que recebe entulhos da cidade no aterro e está se transformando em criadouro do Mosquito Aedes Aegypti (mosquito da Dengue).

EXPLANAÇÃO
Menegatti explanou com fotos a situação do aterro da pedreira, mostrou água empossada, moveis e utensílios jogados a céu aberto, pontos de ônibus velhos em meio aos escombros de materiais de construção e o mato que toma conta de boa parte do aterro na pedreira.

"TIRO DADO"
O vereador Rômulo inscrito para falar depois de Menegatti, começou o discurso direcionado para Celso Dalmolin (PR), sobre a atitude do colega na votação do projeto da Bilhetagem Eletrônica. Mais aos poucos, virou a "metralhadora" e o vereador Jorge Menegatti acusou o "tiro dado" por Rômulo.

COBRANÇA
Rômulo pediu a Menegatti que tem desempenhado um trabalho de fiscalização e cobrança do Executivo sobre vários assuntos, a fiscalização também de um Mercado no Bairro Santa Cruz, que segundo Rômulo, este vem tirando o sossego dos moradores das cercanias com o barulho que faz quando na ligação dos motores, já que não tem hora especifica, de manhã, de tarde, de noite e de madrugada.

BATE REBATE DA CATVE
Rômulo citou o programa Bate Rebate da Catve, quando na semana passada participou juntamente com o também vereador Jaime Vasatta e uma mensagem do telespectador pedindo providências a respeito do barulho que o tal mercado ocasiona.

REVOLTA
Bastou a citação do Mercado do Santa Cruz para Menegatti pedir um aparte. Menegatti disse que o mercado em questão é de propriedade de seu irmão, e que o assunto está sendo tratado na Justiça. Também disse que está havendo perseguição por parte do executivo e dos vereadores da situação contra ele, devido sua função de fiscalizador do Legislativo e que não tem problema no Mercado do Irmão, está tudo de acordo com a Lei, explanou.

TRÉPLICA
De volta a palavra a Rômulo, cedido para Vasatta, este declarou que não se trata de perseguição, mas sim de que o caso está no Ministério Público porque o empresário não está trabalhando de acordo com a Legislação vigente. Na volta para Rômulo, este disse: "eu não disse qual mercado era, você quem citou o nome do Mercado, além de que, você é quem ficou transtornado com o assunto".

AMEAÇAS VELADAS
No final da Sessão, nos corredores da Câmara, Menegatti declarou aos jornalistas presentes que este caso terá desdobramentos: "quer guerra, vai ter guerra", disse a imprensa. Continuou, "vou pegar as ferramentas, já que entrou no pessoal, nada a ver com a discussão legislativa, vou entrar também, e tenho munição pra isso", finalizou. quando entrou no deixa disso, o vereador Paulo Porto para acalmar o colega que se mostrava transtornado com o ocorrido no plenário.




30/03/2015 13h45

Discurso na Tribuna da Câmara gera ameaças veladas nos bastidores

Compartilhe


A sessão da Câmara de Vereadores de Cascavel realizada hoje pela manhã, parecia transcorrer na maior calmaria, mais só parecia. Porque no final, quando no uso da "palavra livre" dos vereadores inscritos, "o pau comeu solto" no lombo de alguns, quando o vereador Rômulo Quintino usou a Tribuna.

AGRADECIMENTOS
O vereador Rômulo iniciou seu discurso agradecendo a votação de seus pares na eleição de sábado quando foi eleito presidente da Acamop.

DIRECIONAMENTO
Após os agradecimentos, Rômulo falou sobre o episódio da semana passada quando foi severamente criticado por alguns cidadãos pertencentes ao sindicato dos trabalhadores do Transporte Coletivo, quando na votação do projeto instituindo a Bilhetagem Eletrônica. As palavras de Rômulo indicavam seu descontentamento com a atitude do vereador Celso Dalmolin que na ocasião, parece ter agido de forma para se promover junto aos trabalhadores. Sem medir conseqüência ao incitar os trabalhadores contra ele (Rômulo).


Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY