02/06/2015 12h35

Projeto do "CASTRA MÓVEL" deverá chegar a Cascavel

Compartilhe


Há tempos se discute em Cascavel a questão dos "caninos e felinos" de rua! O que fazer com esses animais que proliferam dia a dia? As ONGs tentam fazer a sua parte para redução deste animais em situação de rua, porém não tem obtido muito sucesso junto ao poder público municipal.

CONVÊNIOS

Alguns projetos já foram discutidos na Câmara de Vereadores, mas nenhum emplacou. Foram projetos da criação do Centro de Zoonoses e o da colocação de "chip" nos animais de rua e também aqueles que possuem um Lar. O modelo de chipagem gratuita, seria para os animais de rua e aos de propriedade das famílias de baixa renda, estes seriam "bancados" pelo poder público, já que o Centro de Zoonoses segundo o Executivo Municipal é oneroso para o município, todavia, o projeto da chipagem também não entrou em vigor.

CASTRA MÓVEL

O deputado federal, Evandro Roman (PSD) trouxe a Cascavel a ideia existente em outros municípios para implantar o "CASTRA MÓVEL". O que seria isto? Seria um projeto de convenio entre o Município e as ONGs para Castrar os animais de rua e de famílias de baixa renda. Dois Ônibus equipados percorriam nos finais de semana os bairros e periferias de Cascavel, acompanhado por representantes das ONGs castrando os animais de rua e os das famílias de baixa renda.

CONVÊNIOS

O projeto ainda que em seu início, chegou a Câmara de vereadores hoje pela manha, através da assessoria do deputado Evandro Roman. Segundo o assessor Michel Souza, o que precisa é de um convênio entre o Município e as ONGs. A Prefeitura disponibiliza dois médicos veterinários e o aparelhamento da clinica dentro dos ônibus itinerantes. Os ônibus seriam adquiridos como doação da Receita Federal. Se o projeto for aceito, as ONGs acompanhariam e realizariam os trabalhos junto com os profissionais do Município. Para isso, seria necessário um convênio para prestação desses serviços em conjunto. Grande Projeto, caso o Município acate a ideia, não acham?



01/06/2015 16h15

Médico e vereador Bocasanta requer informações do colega Jorge Tranin

Compartilhe


O VEREADOR Jorge Bocasanta (PT) que também é médico de profissão protocolou na Câmara hoje a tarde (1º), requerimentos solicitando aos órgãos destinatários, informações sobre o médico e servidor público, Doutor Jorge Tranin.

SESSÃO
Os requerimentos protocolados nesta segunda-feira serão lidos e dados encaminhamentos aos órgãos destinatários amanhã durante a sessão ordinária.

SUSPEITA
Com OITO requerimentos, a suspeita de que a carga horária do profissional questionado, não comporta às 24 horas do dia. Caso comporte dentro do horário das 24 horas, o profissional está trabalhando além dos horários estabelecidos na constituição e na Legislação trabalhista da função.

LISTA
A lista dos requerimentos protocolados segue abaixo:


1- Requerimento nº 223/2015 - Requer informações junto ao CONSAMU acerca do servidor Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

2- Requerimento nº 224/2015 - Requer informações junto a CISOP acerca do servidor Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

3- Requerimento nº 225/2015 - Requer informações junto a Secretaria Municipal de Saúde acerca do servidor Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

4- Requerimento nº 226/2015 - Requer informações junto a GASTROVEL acerca do servidor Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

5- Requerimento nº 227/2015 - Requer informações sobre eventuais serviços prestados pelo Sr. Jorge Luiz Vieira Trannin, perante o Poder Judiciário do Estado do Paraná.

6- Requerimento nº 228/2015 - Requer informações junto a UNIMED acerca de eventuais serviços prestados por parte do Profissional Médico Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

7- Requerimento nº 229/2015 - Requer informações junto a UNIOESTE acerca do servidor Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).

8- Requerimento nº 237/2015 - Requer informações junto a Secretaria Estadual de Saúde, relatório da carga horária eventualmente desempenhada pelo Profissional Médico Dr. Jorge Luiz Vieira Trannin. (Autor - Jorge Bocasanta).




01/06/2015 11h02

Câmara aprova concessão de uso à templo evangélico

Compartilhe


A Câmara de Vereadores de Cascavel votou e aprovou nesta manhã (1º), por 18 votos favoráveis e dois contrários, (Paulo Porto e Rui Capelão), o projeto número 006/2015 e número 36/2015, de autoria do Executivo que, estabelecer sobre a desafetação e autorização de concessão de direito real de uso de bem público. Com a denominação de utilidade pública com a classificação de bem dominical pelo prazo de 10 anos para a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, para pregar o ministério e fazendo missões em Cascavel.

ÁREAS
As áreas destinadas ao segmento religioso evangélico - o primeiro - no loteamento Lumar no bairro Brasmadeira e, o segundo, no distrito de São João do Oeste.

DEBATE
Os vereadores debateram o assunto embora 18 deles tenham votado favorável e apenas dois contrários, mas com os argumentos dos vereadores que foram contra a esses projetos ficou estabelecido a abertura de procedimentos para que outros ritos religiosos até mesmo no segmento evangélico com denominação de nomes de entidades diferentes possam reivindicar também a mesma área de uso de direito para concessão para fins de normatizar o assistencialismo e o social a pessoas menos favorecida.

FUTURO
Para Porto e Capelão não se trata de ser contra para a concessão para as igrejas, mas sim o precedente aberto para que outras entidades seja de cunho religioso ou de assistência social possa reivindicar futuramente o mesmo direito, pois se pra algumas entidades pode, então tem que poder para todas, indiferente de credo ou questões sociais. O projeto volta para segunda votação amanhã para ser aprovado e posteriormente sancionado pelo Executivo Municipal. Pelo que parece confusão a vista.




27/05/2015 13h59

Uma gravação! Um Araponga! Um Promotor e diversos caçadores!

Compartilhe


Cascavel não para de lançar o veneno. Quando tudo parece caminhar para a bonança, vem outra tempestade. Nem bem acabou o processo da gravação do vereador Paulo Bebber, afastado pela Justiça da vereança por ter se envolvido em pedido de propina para votar projeto, eis que surge outra gravação que até o momento, está só no "falatório" de que existe. Aqueles que divulgaram a existência, ainda não mostraram o teor do assunto tratado entre o vereador João Paulo e o empresário e ex-secretário de Desenvolvimento econômico de Cascavel, Luciano Fabian.


NEGOCIAÇÃO
Segundo quem recebeu a proposta para compra desta gravação, ela existe, mais não adquiriu o produto oferecido pelo "ARAPONGA". Um dos compradores, chegou a negociar valores, porém, quando buscou o dinheiro para pagar a dita gravação, o Araponga desapareceu! Porque será?

VEREADOR
O vereador envolvido no caso desta suposta gravação, é João Paulo (PSD) que segundo quem divulgou, estaria ele supostamente pegando propina do ex-secretário Luciano Fabian e que este gravou a entrega do dinheiro.

CADÊ A GRAVAÇÃO?
Os caçadores da notícia, nós da mídia, corremos para um lado, para o outro, e até mesmo o promotor, não conseguiu ainda a gravação, porém, afirma categoricamente que ela existe. Oras, onde está a Gravação? Cadê o Araponga?

INVESTIGAÇÃO
Para o promotor Público, Sergio Ricardo Machado, as oitivas dos envolvidos começarão a ser realizadas nos próximos dias, até lá, pelo que parece, se existi? Se é fato ou boato? Só aí poderemos realmente saber. Tem ou não tem gravação e propina entre a Câmara de Vereadores e o Paço Municipal?

ATÉ LÁ
Até o promotor oferecer a denúncia se de fato o vereador João Paulo tem ou não culpa, se pegou ou não propina conforme corre a boca pequena e através das declarações do próprio promotor, o vereador João Paulo será taxado de propineiro. Após o encerramento do processo, poderemos fazer uma melhor análise do que realmente aconteceu.




27/05/2015 13h36

Prefeitura contabiliza uma baixa de R$ 47 milhões no orçamento 2015

Compartilhe


Em Audiência Pública, a prefeitura de Cascavel prestou conta nesta manhã na Câmara de Vereadores referente as contas do primeiro quadrimestre de 2015.

ABAIXO DE ESTIMADO
Durante a prestação de contas, o que causou surpresa para muitos que estavam presentes, foi o relato de que a arrecadação do município, sofreu uma baixa de R$ 47 milhões do valor estimado no orçamento para 2015 para este primeiro quadrimestre.

EDUCAÇÃO
Também foi apontado um índice menor do que o previsto no orçamento na Educação, ou seja, o município não aplicou na pasta o previsto no orçamento.

SURPRESA
O que causou surpresa aos vereadores e a população presente, foram os números arrecadados neste primeiro quadrimestre. O ISSQN foi um dos itens que mais arrecadou, ultrapassando o estimado no orçamento. Segundo as explicações, a implantação da nota eletrônica, ajudou na arrecadação, haja vista que o ISSQN fica retido na emissão da nota, com isso, não há como não recolher os valores quando na emissão da nota.

FPM
O item do FPM (Fundo de participação dos Municípios) baixou comparado ao mesmo período do ano passado.

IPVA
O IPVA aumentou comparado ao mesmo período do ano passado.

ÍNDICE PRUDENCIAL
Quanto ao índice prudencial, o percentual atingiu a casa dos 48,49%, sendo que com o aumento do funcionalismo de 6%, este percentual passara para casa dos 51,30%, quando ascenderá o sinal de alerta, já que o índice prudencial estimado para gastos com Folha de pagamento não poderá ultrapassar os 54% da arrecadação.

EXPLICAÇÕES
Segundo as explanações da secretaria de finanças, a situação não esta muito boa, já que o primeiro quadrimestre, sempre foram as melhores arrecadações do município, então o que já não estão tão bom, poderá piorar nos próximos quadrimestre de 2015. Porém, do orçamento previsto para 2015, não entrou como arrecadação neste quadrimestre, o empréstimo do BID e nem os financiamentos de asfalto que o município está executando. Para o vereador Luiz Frare, quando o município começar a receber estas verbas (na medição das obras), este valor estimado no orçamento, poderá diminuir a baixa arrecada neste quadrimestre.




26/05/2015 15h25

Gaeco com mandado entra no gabinete do vereador João Paulo

Mais detalhes logo mais aqui no Blog e no Jornal da Catve 2ª Edição

Compartilhe


Durante a sessão da Câmara de Vereadores de Cascavel de hoje (26) o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado ) com mandado de segurança em mãos, visitou o gabinete do vereador João Paulo do PSD para cumprimento de mandado.

Durante o tempo que o jornalismo da Catve estava dentro do gabinete acompanhando o vasculhamento de documentos e apreensão de telefones e computadores a única situação evidente é de que o mandado é para cumprimento de pedido da Promotoria Pública do Patrimônio Público de Cascavel que tem a frente o promotor Sérgio Ricardo Machado.

Aleatoriamente durante o tempo que nossa equipe esteve dentro do gabinete, vale frisar que somente a Catve estava presente, a única explicação dada ao vereador pelo agente do Gaeco é de que se trata de pedido da Promotoria Pública a respeito de acordo do vereador com o executivo municipal em que o "atrativo" seria pedras e terra.

Mais detalhes logo mais aqui no site e no Jornal da Catve 2ª Edição.




26/05/2015 15h14

Após pressão, prefeito pede retirada do projeto de reajuste

Projeto foi retirado e vereadores aplaudidos

Compartilhe


Depois de protestos nesta tarde (26) no plenário da Câmara de Vereadores de cascavel com dos servidores pedindo a retirada do projeto que estava na pauta de votação para hoje "gritos de retira retira!" o prefeito encaminhou um ofício ao presidente da casa de leis vereador Gugu Bueno solicitando a retirada do projeto para adequações futuras.

Após lido em plenário o ofício e aprovado pelos vereadores, o projeto foi retirado e os vereadores que estavam sendo taxados de "pau mandados" receberam aplausos dos servidores.



26/05/2015 15h00

Tumulto na Câmara para aprovação de aumento dos servidores

Daqui a pouco mais informações.

Compartilhe


A Câmara de vereadores de Cascavel vota hoje (26) em primeira discussão o projeto de lei 49/2015 que trata do reajuste no vencimento dos servidores públicos municipais e o projeto de lei 50/2015 que altera o valor da cesta básica previsto na lei municipal 5.693 de 25 de maio de 2011.

6%

O poder executivo do município enviou a câmara o anteprojeto que prevê um reajuste no vencimento do servidores públicos de 6% sendo 3% para o mês de maio e o restante para outubro, da mesma forma o reajuste da cesta básica.

Em massa

Os servidores do município compareceram em massa no plenário da câmara nesta tarde, a sessão que estava prevista para início às 14h30, teve um atraso de meia hora, sendo que esse atraso se dá ao fato de que os servidores querem a retirada do projeto (conforme vídeo) e os vereadores se reuniram na antessala para discutir o projeto.

Daí o atraso para o início da sessão. Os servidores pedem a retirada do projeto, mas se ele for retirado de votação os prejudicados serão eles, que ficarão sem o aumento no mês de maio.

Daqui a pouco mais informações.







25/05/2015 11h46

Por 12 votos a 5, Ganso Sem Limite continua vereador

Votação ocorreu na manhã desta segunda-feira (25) em Cascavel

Compartilhe


Terminou a votação do pedido de cassação do vereador Ganso Sem Limite, Jeovane José Machado (PSD), nesta segunda-feira (25) em Cascavel. Por 12 votos a 5, o parlamentar não foi cassado.

Antes mesmo da votação nominal, o resultado já era certo. Vários vereadores falaram e todos, menos o presidente Comissão de Ética e o relator, Paulo Porto, defenderam a não cassação de Ganso.

Segundo a maioria, o possível crime cometido não foi para benefício próprio e sim para ajudar a população.

VOTAÇÃO
17 vereadores votaram

A FAVOR DA CASSAÇÃO

5 votos

Celso Dal Molin (PR)
Jorge Menegatti (PSC)
Paulo Porto (PCdoB)
Pedro Martendal (PSDB)
Professor Paulino (PT)

CONTRA A CASSAÇÃO

12 vereadores

Aldonir Cabral (PDT)
Cláudio Gaiteiro (PSL)
Fernando Winter (PTN)
Carlinhos (suplente de Jaime Vazatta)
João Paulo de Lima (PSD)
Jorge Bocasanta (PT)
Luiz Frare (PDT)
Luiz Burgarelli (PDT)
Nei Haveroth (PSL)
Robertinho Magalhães (PMN)
Rui Capelão (PPS)
Walmir Severgnini (PROS)

Faltaram a sessão

Rômulo Quintino (PSL)
Vanderlei do Conselho (PSC)

O Presidente da Casa determinou o arquivamento do relatório e o vereador Ganso continua legislando e sem punição alguma sobre a denúncia.



25/05/2015 09h32

Ganso sem Limite vai a julgamento pela cassação

O tema está na pauta de votação desta segunda-feira (25)

Compartilhe


O vereador de Cascavel, Ganso Sem Limite (PSB), depois de várias oitivas e responder ao processo investigativo por ter supostamente burlado a fila do SUS vai a julgamento de cassação nesta segunda-feira (25).
Cassação

Nos bastidores da Câmara Municipal de Cascavel os comentários são de que se Ganso for cassado pelo o ato praticado outros vereadores devem seguir o mesmo caminho, ou seja, responder pelo mesmo crime de burlar a fila o SUS.

O vereador demonstra-se tranquilo quanto à votação de cassação ou não do mandato legislativo.

- Advogado do vereador Ganso Sem Limite fala por 30 minutos

O advogado de defesa do vereador Ganso Sem Limite, João Paulo Pyl usou a tribuna da Câmara de Vereadores para defender o parlamentar das acusações e da possível cassação indicada pelo relatório do conselho de ética da casa.

Durante 30 minutos, o defensor falou e exibiu um vídeo para expor falhas apontadas por ele no processo de investigação.

Segundo ele, pessoas ligadas ao fato não foram ouvidas, tais como o médico que atendeu a paciente e a servidora que autorizou o atendimento no Cisop.

Também argumentou a defesa que ?na dúvida o voto deve ser em favor do réu, já que o relatório apresentado não tem consistência para cassar o vereador?, argumentou Pyl na tribuna.






Luiz Nardelli
Casado com Margaret S. Nardelli, pai de Tarlliza Romanna Nardelli e Leonardo Romanno Nardelli, nasci em Paraíso do Norte (PR) e há de 39 anos moro em Cascavel (PR).

Este sou eu: Luiz Nardelli, 52 anos, técnico em estatística atuando como profissional da imprensa desde 2004. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e pós-graduado em assessoria de imprensa. Iniciei a profissão como colunista político no jornal A Tribuna de Cascavel.

Desde então são 13 anos carimbando opiniões em impressos como: Extra Paraná, jornal Gazeta do Paraná, Jornal O Estado do Paraná-Curitiba, A Tribuna de Cascavel e no semanário Manchete Popular.

Atualmente com uma coluna no Portal, catve.com/luiz-nardelli . Em programas de TV, integrei o programa Sala de Debates com o legendário (in-memórian) Joel Damásio e o polêmico Laerson Matias no Canal 21/Catve. No Grupo Catve estou há mais de 11 anos como apresentador do programa Sala de Debates e posteriormente com o Bate Rebate e EPC.

Atualmente divido a bancada do programa EPC (Esporte, Política e Cidadania) na Catve/FM 91.7 e Catve/TV, transmitido das 18 às 19 horas diariamente. No EPC tenho a parceria de Jorge Guirado, diretor do Grupo de Comunicação Catve e Geraldo Magela.

Jornalista, repórter, apresentador, locutor, comunicador. Do que depender deste profissional, informações, opinião e notícias não faltarão aos leitores, ouvintes, telespectadores e nas Redes Sociais. Espero você aqui!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY