14/07/2015 09h39

Cascavel na mídia a qualquer custo? - por Jorge Guirado

Compartilhe


Todo atleta tido como amador sonha um dia participar de campeonatos internacionais, em especial de uma Olimpíada. Sonho dos mais difíceis de realizar. Poucos conseguirão, uma vez que não depende apenas da vontade e empenho do atleta, mas sim de muitos outros fatores como preparação, estímulo, planejamento, organização, resultados e algo muito raro no Brasil: patrocínio contínuo. Sendo um atleta do interior do País então, sem investimentos na base e sem estrutura, é uma tarefa quase heróica.

Sendo este um sonho quase inalcançável, surgem alternativas, pequenos incentivos, como campeonatos e homenagens regionais. É neste âmbito que surge o significado do desfile da Tocha Olímpica, que originalmente foi criada para promover as Olimpíadas através da utilização da imagem e do prestígio de atletas, além de disseminar o espírito olímpico incentivando atletas amadores e população locais.

A Tocha Olímpica passará em Cascavel em breve, evento de responsabilidade da Secretaria Municipal de Esportes que organizará o desfile por sete quilômetros na cidade. Iniciativa positiva para cidade. Mas em Cascavel há sempre um "porém"...

Um dos escolhidos pelo secretário para representar este "espírito olímpico" da cidade carregando a Tocha e representando Cascavel foi o garoto atacado pelo tigre Hu em nosso Zoológico. Tragédia de repercussão nacional.

Ora, deve estar pensando o nobre secretário que isto irá dar novamente uma tremenda mídia nacional. E deve dar mesmo, só não sabemos se positiva ou negativa. Também deverá suscitar uma dúvida: será que o Município está se culpando pelo ocorrido e querendo compensar o garoto, ou será que estaria premiando a irresponsabilidade dele e do responsável ao provocar o animal selvagem em cativeiro invadindo um local indevido? Ao invés de se escolher pelo significado do evento, optou-se por uma escolha midiática. E ao ignorar os nomes que deveriam ser homenageados na cidade, diria que será uma escolha até desrespeitosa com as inúmeras possibilidades de representantes da área de esporte na cidade, profissionais e atletas combativos que trabalham e vivem os esportes olímpicos, muitas vezes contando apenas com a cara e a coragem.

Apenas para citar exemplos: Neudi e Marcos Galhardo no handebol; Ana Paula e Alice Marteli na ginástica rítmica; Ladir Salvi, Luciano Ferreira e o Silmar que rodou o mundo jogando e hoje está na Liga Nacional do voleibol; Maehler, Deco e o Denis na canoagem; Vitor Abrozino no atletismo; Alceu no basquete; Elói Krüger e o Tuta no futebol; Cláudio Vieira e Ricardo Zimmer no Taekwondo; Adriano Fiori do badminton; o Nilceu, Pastel, Dani Lionço do nosso ciclismo; este lutador que é o Sam e sua revelação, Alessandra Gonçalves, "a mãe de família do boxe"; Rui Comin da natação e de tantas medalhas nos Jogos Abertos do Paraná para o município; o Donomai do judô e também de tantas medalhas. São tantos, e por certo me esqueci de alguns... Sobra gente para correr estes setes quilômetros.

Senhor secretário Wanderley Faust, este pessoal que já é carente de apoio poderia ser homenageado participando deste evento de tão conhecida importância que é a TOCHA OLÍMPICA.

Que o garoto Vrajamany Rocha seja feliz e se recupere da melhor forma possível. E que ele encontre algo que o represente e o engrandeça e não seja objeto de publicidade explorado por alguém em sua própria tragédia.




11/06/2015 17h03

Marolinha que não souberam cuidar e virou uma onda - por Jorge Guirado

Compartilhe


Entender a atual conjuntura da nossa economia por meio da matemática pode ser um desafio ao cidadão brasileiro comum, afinal nem todos são bons em interpretação de números, porcentagens e gráficos. Se depender de discursos então, nem se fala: parece que cada um manipula os fatos como melhor convém.

Mas o cotidiano não engana. Nas ruas - nas etiquetas de preços, no esvaziamento da carteira, na diminuição do saldo da conta, nos comportamentos das pessoas - é possível medir a "febre" do mercado.

Numa rápida conversa com minha esposa, ela reproduz o diálogo com uma amiga numa cafeteria quando esta lhe confidenciou estar muito preocupada, porque seu salário depende das vendas já que recebe por comissão... "e com a queda dos meus recebimentos não consigo nem mesmo saldar minhas dívidas, que automaticamente dependem do meu salário".

E ela continua: "Pior, minha sogra, que também tem loja, está pedindo aos fornecedores para prorrogarem as faturas a fim de ganhar tempo para pagá-las, já que por enquanto o movimento está muito ruim".

O "termômetro das ruas" aumenta mais a temperatura quando chega outra cliente na loja e participa da conversa: "ah, lá em casa no cardápio semanal normalmente tinha dia de ovelha, bife de mignon, salmão e até bacalhau algumas vezes... Substituímos por carne de panela, frango e costela".

"O iogurte, aquele rico em proteína, antes era a melhor marca; agora levo o que tiver o melhor preço"...

Num rápido bate papo, que não durou mais que 10 minutos, foi possível verificar mudanças que o cascavelense tem feito em sua rotina, para ajustar seu orçamento. Percebam, não estamos falando de economizar. São mudanças apenas para equilibrar os gastos com o ganho, uma vez que os preços subiram absurdamente, de forma generalizada, jogando nosso poder de compra lá pra baixo.

Um economista - especialista, portanto, e amigo da casa -, ainda ressalta: "o pior ainda está por vir, pois, por enquanto, as pessoas ainda estão com certa capacidade de endividamento, utilizando o limite, crédito especial, cartão de crédito. A previsão, porém, é que no segundo semestre as capacidades se esgotem. Quando chegar a hora de pagar as parcelas e o dinheiro tiver acabado, daí sim, a coisa fica feia. Com a corda no pescoço, o consumidor estanca os gastos e inicia um efeito cascata: se eu não ganho, também não gasto; se não gasto o dinheiro não circula; e se a moeda não circula a economia fica estagnada".

Daí ligo a TV e vejo a "tia" no exterior concedendo entrevista e respondendo: "Sim, era uma marolinha; mas vai acumulando, acumulando e vira uma onda".

Preciso dizer mais algo?



26/01/2015 19h33

Dilmaaaaaa socorro - por Jorge Guirado

Estou preocupado com meus amigos e com a minha família

Compartilhe


Caríssima Presidenta Dilma,

Nos últimos dias tenho lido - especialmente nas redes sociais -, e visto em alguns programas, comentários sobre sua manifestação a favor daquele cidadão que teve pena de morte decretada na Indonésia (e que acabou de fato sendo executado); críticas sobre a senhora ter pedido clemência ao Presidente de lá e até a intervenção do Papa, ficando bastante consternada e indignada com o desfecho.

Sabe Presidenta, não vou escrever condenando a Senhora quanto à tentativa de se intrometer na soberania de outro País. Pelo contrário, entendi perfeitamente sua atitude solidária, como chefe da Nação, para com um brasileiro. Não poderia esperar outra reação, senão seu esforço em defender seus conterrâneos, as pessoas que pelo voto da maioria a elegeram para estar à frente da Nação trabalhando para e pelo seu povo. Muito embora seu esforço tenha sido em prol da vida de um brasileiro que em verdade só trouxe vergonha ao seu País, por ser um traficante bon vivant graças a 25 anos de uma atividade monetariamente rentável, porém ilegal e imoral, já que leva a dizimação de vidas e famílias inteiras. Apesar de tudo, compreendi como correta sua atitude em defendê-lo; simbolicamente estava defendendo aos brasileiros.

Mas, sabe Presidenta, apesar de compreendê-la, não a elogiarei. Acharia dignidade e honradez no seu posicionamento se a senhora também se indignasse com os recentes acontecimentos no Rio de Janeiro, se também demonstrasse publicamente consternação diante das 12 pessoas vítimas de balas perdidas na "Cidade Maravilhosa" só nos últimos 10 dias. A defesa de um povo não se faz somente fora, mas também - e especialmente - dentro das fronteiras do País.

Comprometo-me a ser um defensor de seu governo se a senhora agir e deixar de fazer de conta que não é contigo, por exemplo, o problema gravíssimo das "cracolândias" de São Paulo, do próprio Rio e da maioria das cidades brasileiras.

Presidenta, algo tem de ser feito, pois os brasileiros, seus conterrâneos como aquele que a senhora defendeu lá em Jacarta, estão sendo dizimados bem pertinho da Vossa Excelência; e a senhora não tem mostrado a mesma firmeza em defendê-los.

Sabe Presidenta, não vou falar dos escândalos da Petrobras, da operação Lava Jato, do Petrolão - seja lá que nome se dê a estes desvios, roubalheiras e escândalos. Isto aí a gente trabalha mais, paga mais impostos... Apesar de tanta corrupção, a vida segue. O BRASIL já se mostrou forte o suficiente para "aguentar" estes desmandos, desvios e assaltos.

Na verdade, Presidenta, estou preocupado com meus amigos, com minha família. A droga está acabando com bons e produtivos brasileiros; está aniquilando muitos de seus conterrâneos. Escravizando gente de qualquer nível socioeconômico, matando por cinco reais, tirando a dignidade de mães, pais e filhos viciados que roubam a si próprios para manter o vício. E eu não vejo, não leio, não sei de nada prático, forte, contundente que seu grupo político e de governo tenha feito nos últimos 12 anos.

Aquele pessoal do Rio brinca com vocês. Tira onda. Esnoba o poder do Estado, da Polícia. O Governo local monta UPPs, faz umas açõezinhas para intimidar e fica nisto?! Impossível a senhora ignorar e dizer que é responsabilidade do Rio de Janeiro. É um problema nosso, do Brasil. Um problema sério, uma epidemia que está se alastrando cada vez mais e nada é feito. Também queremos pedir clemência, senhora PRESIDENTA! Socorra-nos! Defenda-nos! Ao mesmo aproveite e dê uma olhadinha em nossa segurança. Talvez a senhora não saiba, mas a coisa tá feia, tenebrosa...




19/01/2015 16h04

Futsal: equipes investem pesado na formação de equipes para 2015

Cascavel, Guarapuava, Marechal, Umuarama, Maringá e Ponta Grossa estão na disputa

Compartilhe


Algumas equipes estão apostando alto em contratações, outras, nem tanto. Tem quem ainda sequer começou a formar seu elenco para a temporada 2015 do Futsal Paranaense ou o faz muito no silêncio.

Até mesmo times que disputarão a Liga Futsal, como o Cascavel, têm divulgado contratações medianas e apostado na juventude e na manutenção da sua base. Quatorze jogadores permaneceram no grupo, mas o atual pentacampeão não conseguiu segurar o goleiro Donny, que defenderá o Marechal. Jaison, Arrepio. Tiaguinho e Diego também foram embora.

A diretoria contratou 5 novidades: o jovem goleiro Henrique que estava no Maringá, o fixo Deilton que já jogou no Marreco e no Quedas e estava em Goiás, o ala Pulga, ex-Campo Mourão e o pivô Ninho. A maior esperança fica por conta do cascavelense Sineu, o pivô artilheiro, que defendeu em 2014, o Toledo Futsal.


GUARAPUAVA
Um dos grandes investimentos no chamado mercado da bola, tem sido feito pelo Guarapuava.

O atual campeão estadual renovou com 10 jogadores do ano passado, inclusive com o pivô André Maluco e com o ala Adeirton. Além disso, contratou nomes importantes como o pivô Mauricinho, campeão da Liga com o Sorocaba. Em contrapartida, 11 peças importantes da última temporada deixaram a equipe, entre elas o técnico Baiano que foi para o Ponta Grossa e o ala Danilo Baron que defenderá o Joinville.


ASSOCIAÇÃO CASCAVELENSE DE FUSTAL
A ACF que ano passado sofreu com a falta de patrocínio e com um time modesto, acabou virando saco de pancadas, e parece que vem com novidades e com jogadores experientes liderados pelo ala Magrão, que já foi campeão pelo São Miguel do Iguaçu e Cascavel e, que em 2014 defendeu o Ponta Grossa. Outros que já jogaram nos times de ponta do Paraná completando com alguns que jogaram a Chave Prata em 2014. No banco o experiente Alexandre "Duda" Bufolin e com a direção do empresário Marcos Dalabeta.


CLEVELÂNDIA
Quem ainda não esboçou nenhuma programação? Clevelândia. A equipe ainda não divulgou nenhuma informação a respeito dos preparativos para a disputa da Ouro e, caso não desista da competição, não dá pra esperar grande coisa com relação ao elenco para este ano.


Confira como estão sendo formadas as equipes até o momento:

CASCAVEL
Renovaram: técnico Nei Victor; Goleiros: Taylon e Matheus; Fixos: Rafael, Issamu e Pirulito; Alas: Caça, Ricardinho, Dudu, Wanderson, Wesley, Cadini e Schneider; Pivô: Guilherme.

Novidades: Goleiro Henrique, ex-Maringá; Pivôs: Ninho, ex-Saudades/SC e Sineu, ex-Toledo; Ala: Pulga, ex-Campo Mourão; Fixo: Deíton, ex-São Simão/GO

Foram embora: Goleiro Donny (Marechal); Ala Diego (Marreco); Pivôs (Arrepio e Thiaguinho, sem clube) e Jaison (China)


MARECHAL
Renovaram: técnico Juninho; Goleiros: Dalton, João Neto e Matheus "Obina"; Alas: Alvim, Parrel, Rafinha Müller, Carlos Augusto e Rafael

Novidades: Preparador físico: Harisson Muzzy; Goleiro: Donny ex-Cascavel; Fixos: Valença, ex-Joinville, Biel, ex-Spartak Moscou-RUS, Djaelson ex-Jaraguá; Alas: Jotinha ex-Minas-MG, Lucas ex-Blumenau-SC e Guerra ex-Concórdia-SC; Pivôs: Banana e Barbosinha, ex-Marreco e Helinho ex-Horizonte-CE

Foram embora
Goleiro: Quinzinho (Assoeva-RS); Fixos: Arthur e Marcelo Paulista sem clube e Marlon (ACBF/RS); Alas: Léo Costa e Willian sem clube; Pivôs: Márcio, Daniel e Massarico sem clubes


GUARAPUAVA
Renovaram: Preparador Físico Nero Andrade; Fixos: Bisqui, Vitor e Giovanni; Alas: Diego Fávero, Adeírton, Felipe e Deivão; Pivôs: André Maluco e Bruno Petry.

Novidades: técnico Banana, João Carlos Barbosa, ex-Floripa; Pivô: Mauricinho, ex-Sorocaba; Goleiros: Marcão, ex-Rio do Sul, Roncáglio, ex-Blumenau, Davi, ex-Jaraguá e Pardal, ex-Caramuru; Fixo: Matheus, ex-Vento em Popa/BA; Alas: Bynho Ferraz, ex- Floripa e Diece, ex-Orlândia,

Saíram: técnico Baiano (Ponta Grossa); Goleiros: Ale Falcone (ACBF-RS), Danilo Muralha, sem clube, Guto (Ponta Grossa). Fixo: PH (encerrou carreira); Alas: Danilo Baron (Joinville), Biro (Ponta Grossa), Jamur (Sorocaba), Harry (Corinthians); Pivôs: Simi Saiotti (Rússia) e Marquinhos (Ponta Grossa).


MARRECO
Renovaram: técnico Nelsinho Bavier; Preparador físico: Hernandes Freitas; Goleiro: Barbosa; Fixo: Magui; Alas: Jean Neguinho, Canhoto, Suelton, Vitinho, Pábrio.

Novidades: Goleiros: Nando ex-Salto do Lontra e Gadens ex-Dois Vizinhos; Fixos: Neto Caraúbas, ex-Dois Vizinhos e Rangel, ex-Maringá; Alas: Edu, ex-Maringá, Diego ex-Cascavel, Andrew ex-AFUSCA/RS; Pivôs: André ex-Cruz Alta-RS, Rafinha ex-Dois Vizinhos e Diego Cesar ex-Ampére

Foram embora:
Goleiros: Celinho e Cláudio (sem clube); Fixo: Zé Antonio (sem clube); Alas: Pardal sem clube, Emerson (Ponta Grossa); Pivôs: Banana e Barbosinha (Marechal) e Papu (Kuwait)


UMUARAMA
Renovaram: técnico Maneca; Goleiro: João Vitor; Alas: Guilherme Ouchita, Sol Sales, Jotinha, Rodrigo, Madson, Caio Henrique e Pivô: Pedro.

Novidades: Goleiro: Bruno Lambão ex-Crateús, Caio ex-Cabo Frio; Fixos: Fernandinho ex-Sumov-CE, Paulo Victor ex-Crateús-CE e Hiago ex- Paranavaí; Alas: Léo Rummenigge ex-Tinguá-CEe Levy ex-Horizonte/CE; Pivôs: Garrincha ex-Grêmio Mogiano e Fábio Júnior ex-Joaçaba

Foram embora: Goleiros: Deivid (Concórdia-SC) e Ari sem clube; Fixos: Boni (Assoeva-RS), Schneider (Joinville-SC); Alas: Éder, Yuri e Augusto (Jaraguá), Douglas sem clube; Pivôs: Fuska e Samuel (sem clube)


MARINGÁ
Foram embora: o preparador de goleiros Gerson Movio assumiu a supervisão da ASIF do Rio Grande do Sul; Goleiro: Henrique (Cascavel); Fixo: Rangel (Marreco Futsal), Alessandro Maringá (ASIF-RS); Alas: Lambari (Ponta Grossa), Edu (Marreco), Darici (ASIF-RS).


FOZ CATARATAS
Renovaram: técnico Fabinho Gomes; Goleiro: Caíque; Alas: Murilo, Romarinho, Roger, Rodriguinho, Léo Silva e Willian; Pivôs: Douglas Jesus e Marlon.

Novidades: Goleiros: Douglas ex-Toledo e Xandy, ex Novo Hamburgo-RS; Fixos/Alas: Wendel ex-Central-PE, Neto ex-Itaipulândia; Alas: Xandy Penha ex-Triunfo-RS, Matheus Jorge, ex-Jaraguá-SC; Pivô: Vini ex-Campo Mourão.

Foram embora: Goleiros: Tiago Casagrande (Ponta Grossa), Cristhian (sem clube); Alas: Wanderson, Soró, Grafitti (sem clube).


AMPÉRE
Renovaram: Fixo: Marcelo Jucá; Alas: Lucas Martini, Jardel e Rodriguinho

Novidades: Goleiro: Dioguinho ex-Beltrão FC; Fixos: Alexandre Piauí, ex Irati e Eduardo Bertoldo, ex-Carlos Barbosa-RS; Alas: Fernandinho, ex-Ivaí, Gedson, ex-Siqueira Campos; Pivôs: Felipe Pontes, ex-Indaiatuba-SP e Tiago Maggi ex-Salto do Lontra.

Foram embora: Goleiro - Roni, ainda sem clube e o pivô Diego Cesar, que foi para o Marreco.


PARANAVAÍ
Renovaram: Goleiro - Arielton; Fixo: Biju; Alas: Geraldinho, Jhonatan e Etiene; Pivô: Gaúcho.

Contratações: Goleiro - Nikinha, ex-Ivaí EC; Ala: Fio ex-Caramuru e Eduardinho, ex-Campo Mourão.

Foi embora para o Umuarama, o fixo Hiago.


PONTA GROSSA
Renovaram: Alas: Maicon, Humberto, Claudinho e Tibagi

Novidades: técnico Baiano - Guarapuava; Auxiliar técnico - Luciano Bonfim ex-Ivaí; Goleiros: Xuxa ex-Pescara-ITA, Guto ex-Guarapuava e Tiago Casagrande, ex-Foz; Fixos: Pelé (ex-Alaf-RS) e Taynan ex-Rio do Sul-SC; Alas: Pierre ex-Caça e Tiro/Lages-SC; Emerson, ex-Marreco Futsal, Biro, ex-Guarapuava, Ian ex-Concórdia-SC e Lambari, ex-Maringá; Pivôs: Marquinhos, ex-Guarapuava, Rodrigo Lopes, ex-Caça e Tiro-SC, Erickson ex-Caramuru/Castro e Valeta, categorias de base do Guarapuava.

Foram embora: técnico Márcio Borges (sem clube); Goleiros: Cássio, Rafinha e Rafael Nikinha (sem clubes); Fixos: Edigleuson e Magrão (sem clube); Alas: Gleyson, Carrapicho, Allan e Tato (sem clubes); Pivôs: Edson, Juninho, Dilvo e Kumano


CAMPO MOURÃO
Foram embora o ala Pulga que vai defender o Cascavel e o pivô Vini, contratado pelo Foz.


CARAMURU CASTRO
Foram embora: Goleiro Pardal para o Guarapuava, o pivô Erickson para o Ponta Grossa e o ala Fio que defenderá o Paranavaí.


ITAIPULÂNDIA
O time perdeu o ala Neto, que defenderá o Foz.


DOIS VIZINHOS FUTSAL
Renovaram: técnico Antônio Rubens Vaz, o "Foca"; Goleiro - Wellington Nenê; Ala: Genki Kitai.

Foram embora o goleiro Gadens, e o fixo Neto Caraúbas que defenderão o Marreco.


Texto: Patrícia Cabral / redação Catve








22/10/2014 16h54

Seu nome não é trabalho

Você não deve tratar sobre trabalho fora dele...

Compartilhe


Lendo a crônica de uma renomada psicóloga no Jornal o Paraná de Cascavel, me deparei com o título: "Seu nome não é trabalho".

Dentre outras colocações ela cita o fato de que esposa e filhos esperam que você deixe a máscara do trabalho na empresa. Você não deve tratar sobre trabalho fora dele e nem pode estar com sua vida voltada á ele.

Pois bem, entendo e concordo com parte disto. Se você é cobrador de ônibus, motorista, se você é porteiro, se você é varredor de ruas, zelador. Enfim se você tem atividade simples. Atividade que uma falta ou omissão nada vai mudar para a maioria das pessoas. Atividade em que você pode ser substituído por outro e nem sentirão sua falta. Igual se você não tem atividade de comando onde outras pessoas dependem de seu start, de sua opinião, de sua posição, de sua orientação ou experiência.

Mas, se você for médico terá de estar pronto para tratar e falar de trabalho a qualquer momento, pois pode acontecer um acidente, uma ocorrência grave, de repente até envolvendo amigos seus ou familiares. Se você é eletricista, se você dá manutenção em ar condicionado, gás, fossa, serviços domésticos, encanamento, a qualquer momento pode ser chamado para atender alguém e por certo não vai querer deixar na mão um cliente, uma família que necessitará de seus préstimos para resolver um vazamento ou entupimento.

Se você é jornalista e dos bons, a qualquer momento você pode ser chamado para cobrir um fato importante, um plantão, um acidente grave, uma rebelião, morte de alguém de destaque.

Enfim, cada caso é um caso. Existem muitos para relatar de ambos os lados. Agora, se você quer ter um lazer com qualidade, em local bom e confortável, com mordomias. Morar bem, viajar para bons lugares. Ter bons produtos para consumir, viajar de avião, ter um bom carro, potente, seguro. Se você quer dar boa escola, bons brinquedos, acompanhamento médico de qualidade e lazer para seus filhos. Enfim quer ter qualidade de vida, você só chegará a isto com empenho e muita dedicação ao trabalho. Sendo um profissional diferenciado. Para ser diferenciado tem de ser dedicado, empenhado, comprometido. Para ser assim só estando 24 horas antenado naquilo que faz. Sendo Comum não chegará a lugar nenhum.

Ou usar a filosofia de PETER DUCKER: "Não podemos deixar de trabalhar, é certo, mas quem sabe possamos deixar o trabalho mais leve, menos extenuante, menos neurótico, permitindo e administrando para que possamos viver a vida em abundância".

WORKAHOLICS OR LIFEAHOLIC THIS A QUESTION.

Não sou psicólogo. Aprendi na prática. (que me lembre pouco falo de trabalho em casa......)




18/09/2014 11h38

Juca Kfouri: "a Copa do Mundo cumpriu o que deveria cumprir"

Ele participou do Programa EPC na Catve FM

Compartilhe


Meus caros,

Tivemos a honra de receber no EPC - Esporte Política e Cidadania que vai ao ar na CATVE e na CATVE.FM de segunda a sexta-feira das 18 as 19 horas um dos mais respeitados jornalistas esportivos do Brasil.

Jornalista que denunciou, quando dirigia a revista Placar, a Máfia da Loteria Esportiva e quando dirigiu Playboy entrevistou Pelé que pela primeira vez denunciou os desvios da CBF. Depois acabou rompendo com Pelé justamente quando escrevia um livro sobre o Rei do Futebol por não concordar com o repentino apoio ao comando da Confederação Brasileira de Futebol pouco tempo depois de denunciar.

Jornalista, formado em Ciências Sociais pela USP, hoje é blogueiro do UOL, escreve na Folha de São Paulo, é comentarista da CBN e da ESPN BRASIL.

Juca Kfouri falou sobre nosso futebol, nosso esporte e a Copa.





24/06/2014 18h39

O dia em que tremi nas bases...

Eu, Nardelli e Sérgio Ricardo entrevistamos Mário Sérgio Cortella

Compartilhe


No mês de Maio tive uma das tarefas mais difíceis desta carreira de pseudo entrevistador que assumi já há algum tempo. Confesso, "tremi nas bases", porque o entrevistado é simplesmente um "monstro". Recebi no EPC - Esporte, Política e Cidadania da CATVE FM 91,7, o caríssimo MÁRIO SERGIO CORTELLA, nascido em Londrina como eu, e torcedor do Santos como eu, apresentador de alguns programas de rádio e tv como eu, pisciniano como eu, mas as coincidências acabam por aí.

CORTELLA é filosofo, escritor, educador, palestrante dos mais solicitados e professor universitário. Quase foi Monge. É professor titular de Teologia e Ciências da Religião e de pós-graduação em Educação da PUC-SP.

Tem obras publicadas no campo da Filosofia e da Educação, autor de:
- A Escola e o conhecimento;
- Nos labirintos da Moral;
- Não espere pelo Epitáfio/Provocações Filosóficas;
- Não nascemos prontos;
- Viver em Paz para Morrer em Paz/Paixão sentido e felicidade;
- Não se desespere;
- Sobre a esperança/Diálogo com Frei Betto;
- Vida e Carreira: um equilíbrio possível;
- Educação e Esperança: sete reflexões breves para recusar o biocídio;
- Vivemos mais! Vivemos Bem? Por uma vida plena;
- Pensar bem Nos faz bem! (Filosofia, religião, ciência e educação);
- Pensar bem nos Faz Bem! (Família, carreira, convivência e ética);
- Descartes, a paixão pela razão; entre outras tantas.

Diante de nossas limitações intelectuais tentamos fazer uma boa entrevista com ele.





12/05/2014 17h38

Tô nem aí...

Compartilhe


É simplesmente decepcionante a atitude dos gestores públicos de Cascavel. Parece que se importam muito pouco com o turismo de eventos da cidade.

Como não temos um Centro de Convenções decente, sobra-nos o Esporte. No Esporte também não temos uma ARENA multi-uso ou um bom Ginásio como em Londrina, Curitiba, Maringá e até São José dos Pinhais que pela estrutura conseguem receber grandes eventos como Liga Nacional de Vôlei, Copa do Brasil, Mundialito de Futsal, grandes jogos e até lutas do UFC.

Bom, daí sobram Autódromo e Estádio. No primeiro fizeram uma reforma e todos sabem que logo depois da segunda corrida já tiveram que mexer na pista em razão das ondulações. Lá ainda faltam a torre de cronometragem e asfaltamento na posição onde ficam os caminhões das equipes atrás dos boxes. Na atual cabine de transmissões infiltrações, problemas sérios nos banheiros, falta da cobertura dos HCS e falta de arquibancadas, além do poeirão ou lama para acesso do público, quer dizer foi feito nas coxas.

- Eu vi o Sérgio Maurício e o Reginaldo Leme da GLOBO transmitirem desviando anotações e o corpo de gotejamentos, além do risco de levarem um choque elétrico em razão da sala inundada.

Depois disto, a falta de trabalho para trazer os eventos para justificar as reformas. Por exemplo, este ano não teremos no autódromo a Fórmula 3, o Brasileiro de Marcas - Copa Petrobras - e muito menos o Campeonato de Mercedes. Três deles da VICAR que organiza a Stock Car. Também não pediram homologação da FIA para receber a Porsche ou outra prova Internacional.

O que houve? Acabou o encanto? Ou só serviu para ajudar na reeleição e já acabou o interesse?

Bom, aí tem nosso Estádio: não sei se porque foi feito por outro, mas continua lá sem receber grandes jogos. Equipes punidas pela CBF/STJD, inclusive o Paranaense Atlético, mandando jogos em Santa Catarina, Brasilia e agora definindo de imediato dois jogos em Maringá.

Atlético de Curitiba jogando na região de maior rivalidade com a capital, que é o Norte do Paraná. Figueirense levando jogo com o Santos para Londrina, onde tem time que jogará a Copa do Brasil justamente contra o Santos, claro enfraquecendo o interesse, e mesmo assim teve lá no Estádio do Café, 8 mil pessoas, embora com transmissão ao vivo de TV.

Mas e o nosso Olímpico? Olímpico apesar das promessas de 3 anos de efetuarem reformas. O gramado está em estado lastimável e a reforma anterior não atendeu os pedidos do Ministério Público sobre as necessidades de acessibilidade.

O Atlético tentou vir ano passado e também este ano jogar Libertadores, e também este ano jogar Brasileiro, e não conseguiu. Outras equipes punidas precisam de praças novas onde o futebol não tem time local e não está com mercado saturado.

O que será que falta pra este nosso pessoal acordar? O que faz a ACIC, a Associação de Hotéis, bares e similares para ajudar a convencer estes desinteressados? Reclamar que diminuíram voos todo mundo reclama, mas de prático o que fazem para atrair gente de fora para cá?

Ou não estão nem aí, só esperando cair dos céus... Vamos se mexer minha gente !!!!!



29/04/2014 16h04

Everybody Macacada

Compartilhe


Discordo que todos sejamos macacos. Esta campanha puxada pelo Neymar, claramente produzida, já com camisetas a venda não representa de fato e de sincero nada.

Esta agressão já ocorreu para com vários atletas profissionais de futebol. Com o próprio Daniel Alves, com o Neymar, Arouca e outros tantos e não houve esta manifestação de famosos. Acho isto um aproveitamento midiático.. Gente para aparecer.

A atitude dele sim louvável.

Manifestação ao natural, sem forçar, pelo momento propiciado e dando resposta com extrema inteligência com rápido raciocínio, embora pelo que já ocorreu com o próprio e o que vem ocorrendo com os outros possa até ter programado um dia dar esta resposta.

Mas, foi uma resposta a altura da insensatez, da estupidez deste tipo de gente que ainda se manifesta assim. Nenhum de nós é macaco. Somos todos gente. Seres humanos racionais e alguns poucos como estes idiotas seres irracionais.

Temos sim de brigar, lutar contra estas manifestações. Por exemplo, quem estiver ao lado ver e ouvir deve entregar para a polícia o idiota que fez. A resposta tem de ser conforme a lei. Prisão, processo, danos morais e tudo que couber. Menos aparecer em cima disto como muitos estão fazendo ou até faturando com venda de camisetas.

---------

EUA

Isto é exemplo para ser seguido por conta do racismo que está imperando no Esporte.

NBA expulsa dono racista do Los Angeles Clippers e põe clube à venda. Donald Sterling ainda foi multado em US$ 2,5 milhões

As declarações racistas de Donald Sterling custaram caro a ele. Na tarde desta terça-feira (29), o proprietário do Los Angeles Clippers foi expulso da National Basketball League (NBA), liga norte-americana de basquetebol. Portanto, o clube está à venda. De quebra, o executivo foi multado em US$ 2,5 milhões (R$ 5,5 mi).

No último sábado (26), o site TMZ apresentou trecho de ligação telefônica no qual Sterling repreende sua namorada, após ela postar foto no Instagram ao lado de Magic Johnson, ex-jogador negro de basquete: "Me incomoda muito você querer aparecer ao lado de pessoas negras. Por que você faz isso? Você pode dormir com negros, pode fazer o que quiser com eles. A única coisa que eu peço é que você não divulgue isso. E não os traga a meus jogos".

A repercussão foi extremamente negativa. Até Barack Obama, presidente negro dos Estados Unidos, interveio. "Quando as pessoas ignorantes querem anunciar sua ignorância, você realmente não tem que fazer nada, é só deixá-los falar. Foi o que aconteceu aqui. Os vestígios de discriminação ainda estão presentes".

O comentário racista, aliás, prejudicou o próprio Los Angeles Clippers. Imediatamente, a locadora de automóveis CarMax e a companhia aérea Virgin American encerraram o patrocínio à equipe. Por meio de nota oficial, a primeira empresa classificou o episódio como "absolutamente inaceitável".

Embora não tenham ido tão longe, outros patrocinadores também repudiaram a atitude. A montadora Kia Motors, a fabricante de bebidas energéticas Red Bull e a seguradora State Farm suspenderam o apoio, porém não rescindiram o contrato com o time. (Fonte site Máquina do Esporte)



21/04/2014 11h26

Perdi um amigo, um ídolo, um dos caras que mais ajudou profissionalment

Compartilhe


Com o LUCIANO DO VALLE e por causa dele como Diretor de Imagens estive em mais de uma Copa do Mundo, em mais de uma Olimpíada, em Liga Mundial de vôlei, em Copa Pelé, Copa dos Campeões, em Copas do Brasil, em Campeonatos Paulistas, Cariocas, Indys, Truck, Brasileirões, 4 Mundial de Motovelocidade, Libertadores, no Show do Esporte, no Valle Tudo, no Boxe, na Seleção de Master, no Apito Final no México, no Apito final dos Estados Unidos.

Estive por várias vezes cortando o carnaval da Bahia. Fiz o carnaval do Rio de Janeiro. Era fácil. Era seguir sua voz. Elogiou no ar publicamente eu e meu time e a emissora que defendíamos uma, duas, vinte, cem vezes e por isto ela é conhecida no Brasil.

Fizemos torneio de tênis em Gramado na volta me acidentei e, ele me fez homenagem na transmissão das 500 milhas de Indianápolis. Na Olimpíada da Austrália, levou vários profissionais do meu time, disse ele pra se garantir. Na Copa América do Paraguai a BAND éramos só nós e assim foi no pré-olímpico de futebol, no Millenium Live, no Verão Vivo em SC, no Sulamericano de futebol Feminino, no tênis de Búzios, assim foi pelo menos 20 anos.

Juntos inventamos a narradora feminina de futebol que não prosperou mas, deu certo as câmeras invertidas nos técnicos no Mundial de Clubes que o Corinthians ganhou no Brasil. Em 1996 Inauguramos a TV em Londrina com ele narrando a Eurocopa e saudando a cidade pela nova emissora. Falar o que de quem colocou a gente e a emissora no mapa do Brasil e da América Latina, de quem nos deu chance, ensinou, orientou, reconheceu e elogiou?

OBRIGADO BOLACHA , que DEUS te reserve um espaço especial no Céu.



Jorge Guirado
A frente da Catve, Jorge está desde 2004, mas essa história começou bem antes. Em 1979, o apresentador tem suas primeiras experiências em televisão com a implantação da TV Tarobá, emissora na qual teve o cargo de diretor geral por 21 anos, lá idealizou em 1994 e realizou até 2003 o Dia da Bondade em Cascavel, Londrina, Foz do Iguaçu e por último em Toledo.

Na filial da Band, criou e colocou no ar vários programas. Apresentou os Programas, Melhor da Rodada e Placar de Opiniões. Sua carreira na Band também inclui a criação e implantação da TV Tarobá de Londrina inaugurada em 1996, a qual dirigiu por sete anos.
As narrações de jogos na afiliada da BAND passam pelos Campeonatos Gaúcho e Paranaense de Futebol, Copa Libertadores da América, Chave Ouro, Sul americano de Seleções de Futsal e Liga Futsal.
Em grandes coberturas da Band, Jorge participou da equipe de produção nas Copas do Mundo de 1986, 1990 e 1994, e ainda, nas Olimpíadas de Los Angeles e Atlanta.
Jorge foi diretor de imagens durante eventos como Stock Car, Fórmula Truck, Carnaval do Rio de Janeiro e da Bahia, e em três etapas brasileiras do Mundial de Motovelocidade, imagens estas destinadas a Dorna TV, que distribui o sinal das corridas para 180 países.
Com serviços para a Band, SBT, Globo e Espn, durante 20 anos foi diretor de imagens dos Campeonatos Brasileiro de Futebol, Copa dos Campeões, Copa do Brasil, Libertadores da América, Pré-olímpico de Futebol, Liga Mundial de Voleibol e Copa América de Futebol realizada uma no Paraguai e outra na Bolívia.

Dirigiu também as 3 etapas da Fórmula INDY realizadas no Rio de Janeiro com transmissões para ABC e ESPN INT dos EUA, Band e SBT e o Panamericano de Basquetebol em Montevidéu no Uruguai.
Durante cinco anos dirigiu imagens da Fórmula 3 Sul americana para Espn Internacional na Argentina , Uruguai e Brasil, as etapas brasileiras da World Series e da WTCC, entre outras categorias do automobilismo nacional.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY