17/07/2012 20h49

O cascavelense quer futebol?

Compartilhe


"A gente não quer só comida
A gente quer comida, diversão e arte"... (Titãs)

Parte da música do Titãs acima, retrata muito bem alguns dos prazeres que o ser humano tem e não abre mão de jeito nenhum;

Comida, diversão e arte, e o futebol é comida, o futebol é diversão, o futebol é principalmente arte, desta forma sem me alongar muito consigo responder a alguns esforçados, mas desiludidos dirigentes que ao ver o estádio praticamente vazio em plena competição com apenas 88 torcedores nas arquibancadas, se perguntam - O cascavelense quer futebol?

Penso que fazer esta pergunta é o mesmo que perguntar a uma criança se ela quer chocolate, sabemos que o povo brasileiro ama e respira futebol.

Então porque o torcedor daqui não responde ao estádio em dias de jogos?
Simples, o torcedor é inteligente e antecipa - "se eu for no estádio vou ver um belo espetáculo, ou só passarei raiva"? E seguidamente a segunda opção é a resposta certa.

Ja faz tempo que por aqui o que se encontra no estádio é um time desarrumado e muitas vezes sem um comando técnico apropriado, um futebol fraco e sem força, por isso o torcedor prefere abster - se, até que sérias providências sejam tomadas;

Providências essas que passa por um planejamento, que implica no primeiro momento em montar um time forte e competitivo e que depois sejam inseridos valores oriundos da base, de igual modo, organizado, gerenciado por profissionais competentes e que encare a equipe como uma empresa, um negócio, se bem gerida lhes renderá frutos e dividendos proporcionando a manutenção do mesmo;

Agosto deste ano será a eleição da nova diretoria do Cascavel Clube Recreativo, é chegado o momento de se apresentar uma nova proposta, um novo projeto aos nobres membros do conselho deliberativo do clube;

Este novo caminho poderá ser apresentado pela diretoria atual e ou principalmente por novas cabeças pensantes que quer contribuir para o renascimento do futebol de Cascavel, estará aí uma grande oportunidade de comprovar que o cascavelense quer futebol.


08/07/2012 21h16

Vôlei - Formosa encerra Nova Copa com título para Foz do Iguaçu

Compartilhe


Depois de três dias terminou neste domingo (08.07.2012), em Formosa do Oeste, a 2ª etapa da Nova Copa Integração de Voleibol Feminino da categoria 95. Mesmo com a baixa temperatura, os 15 jogos demonstraram bastante equilíbrio e tiveram como local o ginásio Wenceslau Ramalho Leite que recebeu bom público como já é de praxe na cidade.

Com melhor desempenho entre as seis cidades, a Prefeitura de Foz do Iguaçu/Smel/Icavel/Aivec foi a grande campeão da etapa e de forma invicta. Toledo terminou na segunda colocação e Medianeira em terceiro. As donas da casa ficaram na quarta posição, mesma posição que ocupam na classificação geral.

Segundo o técnico Antonio Franco, foi uma competição tranquila e também importante já que essas cidades também vão disputar no fim de semana, a fase regional dos Jogos da Juventude, em Medianeira. ?Tivemos bons confrontos e só tenho a agradecer a todas as pessoas que nos ajudaram a desenvolver a competição?, disse o coordenador da etapa e técnico de Formosa do Oeste.

A equipe da casa atuou com as atletas Ana Gabriella, Gabriela, Luana, Suzanna, Natália, Ana Carolina, Nadhine, Mariê, Mariana, Mylena e Damaris, que foi eleita a melhor jogadora da equipe na competição.

CLASSIFICAÇÃO DA ETAPA:

1º) Foz do Iguaçu/Smel/Icavel/Aivec 13 pontos; 2º) Prefeitura de Toledo 12; 3º) Prefeitura de Medianeira 7, 4º) Prefeitura de Formosa do Oeste 5º) São José das Palmeiras 4 e 6º) Prefeitura de Céu Azul 3

CLASSIFICAÇÃO GERAL:

1º) Prefeitura de Toledo 26 pontos; 2º) Foz do Iguaçu/Smel/Icavel/Aivec 23; 3º) Prefeitura de Medianeira 17; 4º) Prefeitura de Formosa do Oeste 11; 5º) Prefeitura de Céu Azul 8. (SrCom).


Foto: Prefeitura de Foz do Iguaçu/Smel/Icavel/Aivec - Melhor desempenho entre as participantes foi a grande campeão da etapa e de forma invicta.


07/07/2012 10h39

Um jogo para medir força

Compartilhe


Hoje todas as atenções se voltam para um dos maiores clássicos de futsal do país, e nós temos o orgulho de dizer que este encontro envolve duas excelentes equipe do nosso oeste paranaense. O jogo será entre o Copagril/Marechal x Cascavel Futsal.

Tenho falado aqui neste espaço a força da nossa região nesta modalidade.
Algumas décadas atrás o que se respirava por aqui era o futebol, e antes ainda, o automobilismo.

Mas os roncos dos motores por aqui silenciaram e o futebol nos deixou-nos saudosistas.
Foram ciclos, tendências ou cessaram por falta de planejamento?

Mas, vamos ao jogo

A partida será entre os 2 primeiros colocados na tabela de classificação. O clássico entre os dois times promete reunir além de grande público, um desfile de talentos em quadra, sinônimo de disputa acirrada.

Os números

O Marechal é líder com 40 pontos ganhos, 1 a mais do que o time cascavelense, que possui 39 e uma partida a mais na competição, conquistou 13 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. É dono da melhor defesa, por ter sofrido apenas 12 gols. Em contrapartida o Cascavel tem 12 vitórias, 3 empate e 2 derrotas, marcou 58 e sofreu 31gols.

Os bastidores

O Cascavel Futsal fez uma boa semana de treino e comemora o fato de poder contar com os atletas Adeirton e Rafinha que ja estão regularizados e ficarão a disposição do treinador, lógico que não estarão 100%, inclusive Rafinha pode ser poupado por um desconforto no adutor da perna, ambos voltam de um período de inatividade.

"Será um jogo difícil. É um dos favoritos ao título, mas temos condições de ganhar mesmo lá. Eles venceram a gente aqui e da mesma forma podemos ganhar lá. Os jogos entre Cascavel e Marechal sempre foram equilibrados e vamos lá pra vencer" afirmou Nei Victor.

"Jogo muito difícil fora de casa, contra um rival que é complicado, mas vamos tentar sair de lá com a vitória e voltar a liderança" destaca Adeirton.
O ala Caça cumpre suspensão e será um sério desfalque da equipe cascavelense.

A equipe da Copagril Futsal se reencontrou com sua torcida na quinta-feira a noite (05/07), após vários jogos fora de casa, e venceu a equipe do Corbélia pelo placar de 4 a 0 em jogo válido pela Chave Ouro, o que deu um tempero especial para o jogo de logo mais, pois a equipe de Marquinhos Xavier tem um elenco muito forte e também quer sair vitorioso de quadra.

Você é o nosso convidado para acompanhar este grande jogo de futsal que será transmitido às 20 horas ao VIVO pela Catve/EParaná, Portal Catve e Catve FM 91.7.


05/07/2012 09h32

VÔLEI - Céu Azul volta a disputar a Nova Copa Integração

Compartilhe


Depois de duas semanas o voleibol feminino da Prefeitura de Céu Azul volta a atuar pela Nova Copa Integração. A competição começa na sexta-feira (06.07.2012) e vai até domingo na cidade de Formosa do Oeste. Desta vez será categoria 95 entrar em ação juntamente com as donas da casa, Medianeira, Toledo, São José das Palmeiras e Foz do Iguaçu.

Segundo o técnico Rodrigo Correa, a meta é manter a mesma regularidade que culminou com a quarta colocação na etapa de Campo Mourão. "Teremos uma equipe diferente, nova também, mas acredito que possamos fazer um bom papel", frisou o técnico.

Nesta sexta-feira, Céu Azul abre a competição às 16h diante de Toledo, vencedor da primeira etapa. No sábado, serão jogos contra Formosa do Oeste as 10h30 e contra São José das Palmeiras as 15h30. No domingo, Céu Azul enfrenta Medianeira as 10h30 e Foz do Iguaçu as 13h30. Todos os jogos vão acontecer no ginásio Wenceslau Ramalho Leite.

A equipe que viaja a Formosa do Oeste terá as atletas Stefani De Marco, Pamela Bodaneze, Luciana Moreira, Andressa Jesus dos Santos, Mariana de Marco Becker,

Juliana Terezinha de Oliveira Moura, Jessica Gabriela de Oliveira, Carla de Moraes Amanda Fernandes Meiseer, Ana Paula Finkler Sestak, Christyana Beatris Bobado e Eduarda de Freyn Dreyer.

CLASSIFICAÇÃO

Após a etapa de Campo Mourão, a classificação da Nova Copa Integração ficou assim: 1º) Prefeitura de Toledo 10 pontos; 2º) Prefeitura de Medianeira 8; 3º) Foz do Iguaçu/Smel/Icavel/Aivec; 4º) Prefeitura de Céu Azul 4, 5º) Prefeitura de Formosa do Oeste 4; 6º) Fecam/Seleta/Campo Mourão 01. (Sr COM).


30/06/2012 12h31

O futebol pode esperar

Compartilhe


Eu me recordo do futebol forte e pulsante do Oeste do Paranaense no final da década de 70 e início da década de 80, que levou o Cascavel Esporte Clube ao título de Campeão Paranaense de 1.980 (o único da sua história).

Nesta época o estádio Theodoro Colombelli "Ninho da Cobra" era um verdadeiro alçapão, a serpente tinha botes certeiros, jogava de igual para igual com grandes adversários. Neste tempo meu amigo, a cidade respirava futebol, o estádio era sempre lotado de fanáticos torcedores que rompiam fronteiras e agradava até os apaixonados por futebol das vizinhas cidades.

Eu me lembro que times como Atlético Paranaense, Coritiba, Colorado e Pinheiros (extintos), Matsubara, Londrina, Grêmio de Maringá, Platinense, Operário de Ponta Grossa, Apucarana entre outros, com toda suas arrogâncias e estruturas, eram abatidos por aqui pelo Cascavel que montava equipes fortíssimas. Dava gosto ir ao estádio nas quartas e domingos para assistir nosso tricolor jogar.

A fama do futebol profissional de Cascavel aumentava a cada dia, a cada ano, ainda mais depois da construção do "Mega Estádio" na gestão do prefeito Jacy Miguel Scanagatta , em novembro de1982 eregiu-se na região Oeste de Cascavel o imponente Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busato que apresentou no seu ponta pé inicial a poderosa equipe do São Paulo, marcando assim a inauguração deste que foi projetado para ser um palco de belos espetáculos e que por ironia do destino mais tarde se tornou um gigante adormecido.

Tempos de glória e de muitas alegrias, lembro-me que nesta época conheci jogadores fantásticos Zico, Paulinho Cascavel, Manoel, Sérgio Ramos, Rubens de Paula, Osmarzinho, Cat, Chico Paulino, Rene, Itiberê, Boni, Bosco, Luis Cláudio, Mossoró, Serginho Jacaré, Dirceu, Nilton, Luiz Carlos Gaúcho, Ocimar, Rubinho, Marquinhos, Freitas, Flávio, Frazão, Claudinho, Jorge Anadon, Hélio Ninho entre outros, esses jogadores formaram algumas das grandes equipes que tivemos por aqui.

O que falar do celeiro que éramos, em Cascavel revelou-se jogadores como Maisena, Alcindo, Luiz Carlos, Capitão, Marcos Teixeira, Nilson, Denilson, Marcos "Abobora" Teixeira, Marcos Arruda, Valdecir, Toninho, Gilmar Nardi, Edu Cortina, Marcos Palotina, Valter, Cido, Marcos Sanches, Amarildo, Pitty, Ranato Manguinha, Marquinhos, Jefferson, Paulo Borges, Amarildo, Miltinho, Fábio Januário etc..., um tempo onde o nosso futebol era organizado e existia planejamento, a palavra de ordem era não podemos fazer feio.

Destaco também que Juliano Belletti Campeão Mundial pela Seleção Brasileira e Campeão por várias equipes do Brasil e no exterior, além de Preto Casagrande Campeão Brasileiro pelo Santos e Campeão estadual por outras grande equipes do cenário nacional, nasceram em Cascavel.

Que saudade que tenho da voz cortante do Edson Morais retratando aquele tempo de alegria, das analises do nosso saudoso Flávio Jardim, dos bastidores com Jorge Guirado e do Cascavel nos gols do Fantástico.

Inexplicavelmente de uma hora para outra o futebol por aqui entrou em decadência, e a cada ano que chega os refletores do entusiasmo vão se apagando. Investidores como Nelson Vetorello, Capelleto, Valdir Sirtolli (in memorian), Edson Lopes desistiram, apaixonados como Jair Bordignon (in memorian) Darci "Tchê"Casagrande bem que tentaram, esboçaram uma reação em 2.009, mas não tem jeito, é muita gente contra.

Abnegados como Alfredo Kaefer e Pedro Muffato Jr. vão tentando, mas são poucos, os empresários de Cascavel na sua maioria estão com suas cabeças em outros focos e principalmente em outras plagas.

Afinal, quem foi que disse que somos o País do futebol, que somos Penta Campeão Mundial, quem sonhou que a Copa do Mundo de 2014 será no Brasil, quem que comprova que o futebol é algo agregador, emocionante, apaixonante, empolgante e quem ousa falar que o futebol se organizado e planejado pode ser muito rentável?

Chega, vou ficando por aqui, porque na minha cidade, o futebol pode esperar.


16/06/2012 12h12

A tradição do oeste no paranaense de futsal

Compartilhe


Amigos o primeiro turno do paranaense de futsal da chave ouro 2012 chega ao fim e constatamos que a região oeste continua com a hegemonia neste tipo de disputa;

Mesmo com o fraco desempenho das equipes de Palotina, Toledo, Corbélia e do Foz do Iguaçu, mas amparados pela sempre regularidades das equipes de Cascavel e Marechal, abre-se mais uma vez a perspectiva de que teremos pelo menos duas equipes da nossa região nas finais da competição estadual;

Embora seja cedo para esta afirmação, mas analisando a forte equipe do Marechal que conquistou o título simbólico de campeão do 1º turno da competição estadual e já está na próxima fase da Liga Nacional na 4ª colocação, a equipe de Marquinhos Xavier vem trilhando com muito trabalho e competência a condição de disputar o título nas duas competições, principalmente na Chave Ouro, pois até aqui, os amarelinhos lembra muito a excelente performance do Cascavel Futsal do ano passado que chegou as quartas de final da Liga caindo diante do gigante Santos e ergueu a taça de Campeão do estadual 2011 batendo a equipe do Paranavaí;

O Cascavel Futsal que não disputa a Liga Nacional neste ano, e se concentra somente no estadual, teve muitas mudanças no seu elenco em relação ao ano passado, fato que tem deixado os seus torcedores desconfiados, pois a equipe não repete em casa a belíssima campanha do ano passado, mas não podemos nos esquecer que a equipe de Nei Victor vem driblando as suas dificuldades, atualmente é o 3º colocado na competição, tem camisa, força e tradição e vai reforçar sua equipe com as voltas de Rafinha e Adeirton, e é novamente um forte candidato ao título, o 5º na história da Chave Ouro; portanto essas duas equipes estão credenciadas para as finais do estadual;

O Unipa/Foz faz uma campanha regular, O Palotina faz péssima campanha a exemplo do Corbélia de Cafú que diante do fracasso do 1º turno, mexeu na sua estrutura, trouxe de volta Alexandre, Oneide e Sineu e recebe o reforço do ala/pivô Aladinho, trazendo a esperança de dias melhores para equipe da cidade das flores que começa a sonhar com uma classificação para próxima fase, é possível;

Em resumo, o Oeste mantém sua tradição no futsal - Celeiro de campeões Paranaense.


11/06/2012 09h02

Acesso - Junior Team vence o Cascavel CR

Compartilhe


No estádio Café em Londrina, a Junior Team venceu o Cascavel CR por 1 a 0 pela terceira rodada do returno Campeonato Paranaense da Divisão de Acesso.

A vitória deixou o time de Londrina na vice-liderança com 20 pontos na classificação geral e torcendo por um tropeço do Cincão que divide a posição. Já o Cascavel segue em 5º com 13 pontos.

Na classificação do returno a Junior Team soma quatro pontos em dois jogos e a Serpente ainda não pontuou, também com dois jogos.

Rodrigo Santos marcou para a Junior Team aos 18 min do segundo tempo, o único gol do jogo. Na partida do primeiro turno o jogador já havia balançado as redes contra o mesmo adversário.

Fonte: futebolparanaense.net


05/06/2012 11h07

Caça está pronto para ser líder?

Compartilhe


Há muito tempo o ala Caça tem se destacado nos jogos do Cascavel Futsal, trata-se de um jogar habilidoso que tem uma tremenda "alegria nas pernas", tem excelente passe e visão de jogo, é como poucos que já vi jogar;

Não é de hoje que os comentaristas esportivos tem afirmado a qualidade e competência de Caça, "ele tem habilidade, joga fácil é oportunista e é muito técnico, basta acreditar mais no seu potencial e chamar para si a responsabilidade de que pode resolver as coisas para o time" - destaca o apresentador e narrador esportivo Jorge Guirado;

"Caça sempre jogou bem, as vezes vocês da imprensa comenta e as vezes não, mas ele mantém a regularidade na maioria dos jogos que atua" - afirma Nei Victor técnico do Cascavel Futsal;

"O Caça dribla em velocidade e tem um passe aprimorado, precisa ser mais decisivo na marcação, sem dúvidas é um belo jogador" - complementa Jonas Sotter narrador esportivo;

Contra o Guarapuava no último sábado (02-06), Caça mais uma vez fez uma excelente partida, foi o articulador do jogo, dividiu com o ala Ricardinho do Guarapuava o título do melhor passe da partida e ao ser entrevistado no final do jogo continuou com a mesma simplicidade de sempre - " fico feliz pela partida que fiz e muito mais feliz ainda por termos conseguido um ponto, jogar contra o Guarapuava aqui ou em casa é sempre muito difícil";

Caça também analisou o próximo compromisso do Cascavel, "Será um jogo muito dificil, um clássico regional, os jogadores todos se conhecem, vamos ter de trabalhar forte na semana para no jogo estarmos concentrados e errar menos defensivamente e acertar mais nas finalizações, a classificação do Corbélia não corresponde ao seu valor, sabemos disso, e da dificuldade que vai ser, mas jogamos em casa, queremos fazer um bom jogo para o nosso torcedor, estamos devendo isso, e desde já espero que o torcedor compareça, apoie o time, estamos á 7 jogos sem perder e merecemos ter o torcedor do nosso lado, com certeza faremos um bom jogo e sairemos com a vitória, com o apoio de todos."

Com a reformulação que sofreu o elenco cascavelense neste ano e as baixas de Magrão, Adeirton, Hugo, Edu, Rafinha e Wanderson, além de Frede que abandonou o barco, a equipe vê no seu elenco atual a possibilidade de projetar novo talento, e ele tem nome e sobrenome - Anderson Furtado ou simplesmente Caça, apelido que recebeu em homenagem a sua terra natal, ele é natural da cidade Caçador - SC;

Caça talvez até hoje tenha sido ofuscado pelos seus companheiros por ser tímido e humilde, não se importa com os holofotes, e fora de quadra se coloca de forma que não chame a devida atenção para seu futsal faceiro. E pensar que a pouco tempo atrás fora dispensado por deficiência técnica, logo ele tão técnico. Isto é uma prova de que se trata de um jogador que sem dúvidas precisa ser incentivado pelo seu comandante, pelos companheiros e pela torcida, o Caça é daqueles que precisa receber a ordem: Vai e resolva.

Penso que o Caça esta maduro, e é chegado a sua hora, e você, o que acha?


19/05/2012 11h00

Agora sim o Cascavel CR está com cara de time

Compartilhe


Nesta sexta feira (18-05), tive o prazer de estar ao lado de Jonas Sotter e Celso Romankiv para a transmissão do jogo do Cascavel CR x Foz do Iguaçu, válido pela 6ª rodada do Campeonato Paranaense da 2ª Divisão, pela Catve Fm 91.7;

O jogo foi às 20h10 no Estádio Olímpico Regional de Cascavel e o CCR apresentou novidades, a equipe comandada pelo técnico Elói Kruger recebeu reforços no decorrer da semana, ao todo cinco jogadores oriundos do futebol Sul Mato Grossense, inclusive três deles foram campeões estadual pelo Águia Negra de Rio Brilhante (Sidiclei, Valdinei e Rincon);

Desta forma o CCR mandou para campo Oliveira, Rafael Victor, Navarro, Everton, Valdinei, Sidiclei, Jacó Pit Bull, Eduardo, Irineu, Rafael Santos e Léo, depois entraram Rincon, Juninho e Reginaldo, substituindo os jogadores Rafael Santos, Eduardo e Léo, respectivamente, o placar foi 3 a 0 para o CCR com gols de Rafael Santos e Irineu (2) que foi o nome do jogo, fez uma partida impecável!

Neste jogo o Cascavel apresentou uma equipe mais madura, com um equilíbrio entre a defesa, meio campo e ataque, alicerçado com as experiências de Sidiclei, Jacó Pit Bull e Irineu, além da inclusão do bom jogador Valdinei na lateral esquerda, tenho a impressão que esta equipe vai crescer na competição.

Ainda é cedo para traçar um prognóstico, a equipe cascavelense precisa ter uma boa sequência de bons resultados, tem que pontuar o máximo possível nesta três partidas que resta do 1º turno, porque a soma dos dois turnos pode ser o diferencial na escolha da 2ª equipe do acesso, ao que tudo indica o Paraná Clube será Campeão direto, desta forma quem for a 2ª equipe com o maior número de pontos leva a 2ª vaga. Em resumo, gostei do que vi, agora sim o Cascavel CR está com cara de time!


10/05/2012 19h24

Águia Negra empata e conquista o bi do Estadual

Compartilhe


Com o apoio de sua torcida, o Águia Negra sagrou-se bi-campeão sul-mato-grossense de futebol na noite desta quarta-feira (9), ao empatar em 0 a 0 com o Naviraiense, no Ninho da Águia, em Rio Brilhante.

Com melhor campanha na competição, o time da casa tinha a vantagem de dois resultados iguais e jogava por um empate, já que na primeira partida da decisão, realizada em Naviraí, havia empatado em 1 a 1.

"Sabíamos da dificuldade, mas trabalhamos muito durante esse semestre, focados em nosso objetivo que era erguer a taça. Deus esteve sempre olhando por nós e fizemos por merecer, agora é comemorar", afirmou o atacante Rincon.

Sem o artilheiro Cristiano, um de seus principais jogadores, o Jacaré do Conesul não conseguiu furar a defesa dos anfitriões e viu o título escapar, para tristeza de seus torcedores. Como consolo, restou uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem, garantida ao campeão e ao vice do Estadual.

"O adversário mereceu a conquista, pois jogou com a torcida e teve empenho. Nós buscamos a vitória; não hesitamos em nenhum momento, mas infelizmente alguém tem que sair perdedor. Se tivéssemos sido mais atentos no jogo em casa, talvez o resultado fosse outro", disse o zagueiro Robson Paraná.

Fonte: http://gazetams.com.br


Geraldo Magela
41 anos, nascido em Açucena MG, mora em Cascavel desde 1979, casado com Silvia Prado com quem tem dois filhos, Geovane e Giuliano, Trabalhou no Tuiuti Esporte Clube por 08 anos e foi contato publicitário do jornal Gazeta do Paraná por 20 anos, é editor do Blog esportivo Magela na Área, Comentarista Esportivo, Militante Político, Bacharel em Educação Física pela FAG - Faculdade Assis Gurgacz. Membro da Com. Evang. Cristã em Cascavel - Visão MDA. Atualmente trabalha como Executivo de Negócios da Catve.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40




COPYRIGHT CATVE.TV | 2011 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS MOBILE READY